Publicações

Tipo de texto
Palavra-chave
Autor
Artigos de opinião
Publicado em: novembro de 2021
Nivalde de Castro Lillian Monteath George Alves Soares

A Transição energética no Sistema Isolado Brasileiro

Em artigo publicado no Broadcast Energia, Nivalde de Castro (coordenador do GESEL), George Soares (Pesquisador associado do GESEL) e Lillian Monteath (Pesquisadora plena do GESEL) tratam do processo de transição energética nos Sistemas Isolados brasileiros (SISOL). Segundo os autores, neste processo, “dois drivers ficaram evidentes. O primeiro é a busca de soluções contratuais, ou seja, de inovações regulatórias, que reduzam o custo da CCC. O segundo é aderência aos objetivos de descarbonização, onde o gás natural, em função do potencial das reservas e da sua competitividade, tende a assumir um papel relevante na transição para uma matriz menos emissora de CO2”.
(Publicado pelo Broadcast Energia)

Artigos de opinião
Publicado em: novembro de 2021
Mauricio Moszkowicz Lillian Monteath Renata Lèbre La Rovere Matheus Guerra

Incentivos tributários aos postos de carregamento de veículos elétricos: Questões para o debate no Brasil

Em artigo publicado na Agência CanalEnergia, Renata Lèbre La Rovere (pesquisadora do GESEL), Matheus Guerra (pesquisador do GESEL), Lillian Monteath (pesquisadora plena do GESEL) e Mauricio Moszkowicz (pesquisador sênior do GESEL) ressaltam a importância das políticas públicas no âmbito do incentivo a disseminação da mobilidade elétrica, em especial da infraestrutura de recarga. Inicialmente, destaca-se que “as políticas públicas referentes à mobilidade elétrica devem atuar tanto no plano da regulação quanto no plano dos instrumentos econômicos”. Em seguida aponta-se que “a experiência internacional mostra que, por se tratar de uma tecnologia em estágio inicial de difusão, o apoio público à ação dos agentes privados por meio de incentivos econômicos é necessário.” Por fim, os autores concluem que “há diversas possibilidades de utilização de instrumentos econômicos para a promoção da infraestrutura de postos de carregamento. Cabe ao Executivo e ao Legislativo definirem estes instrumentos, com a finalidade de assegurar que o país acelere a difusão dos veículos elétricos, os quais, não apenas trazem benefícios ao meio-ambiente, como também podem gerar oportunidades de inovação e de criação de empregos.”
(Publicado pela Agência CanalEnergia)

Artigos acadêmicos
Publicado em: setembro de 2021
Lillian Monteath Ricardo Abranches Felix Cardoso Júnior Carolina Salcedo Benoit Lagore Bruno Busato Rocha Alessandra Hoffmann

Breve exame sobre os prazos de análise das entidades envolvidas em processos de licenciamento ambiental federal simplificado

Visando analisar alguns dos motivos dos atrasos na implantação e entrada em operação dos projetos de sistemas de transmissão no Brasil, o presente estudo pondera sobre os prazos e definições dos regramentos Portaria MMA nº 421/2011, Portaria Interministerial nº 60/2015, Portaria MS/SVS 01/2014, IN IPHAN 001/2015 e IN FCP 01/2018 aplicáveis no licenciamento ambiental de empreendimentos de transmissão de energia, passíveis de licenciamento ambiental federal simplificado, considerados de pequeno potencial de impacto ambiental pelo IBAMA e sua interface com órgãos envolvidos FCP, IPHAN e MS/SVS. Publicado na Revista Ciência e Natura da UFSM: https://periodicos.ufsm.br/cienciaenatura/article/view/64198

Artigos de opinião
Publicado em: agosto de 2021
Lillian Monteath Ricardo Abranches Felix Cardoso Júnior Carolina Salcedo Benoit Lagore Bruno Busato Rocha Alessandra Hoffmann

A contribuição dos órgãos licenciadores na construção do portal de referência para licenciamento ambiental de sistemas de transmissão de energia

Em artigo publicado pela Agência CanalEnergia, Ricardo Cardoso Jr, Alessandra Hoffmann, Lillian Monteath, Carolina Salcedo, Benoit Lagore e Bruno Rocha, pesquisadores do GESEL, analisam o licenciamento ambiental de sistemas de transmissão. Segundo os autores, dois fatores se destacam vinculados à transmissão de energia elétrica: os investimentos na ampliação do Sistema Interligado Nacional (SIN) e o modelo de contratação baseado nos leilões de linhas de transmissão. Os autores apontam que um dos principais riscos à implementação dos empreendimentos leiloados é o complexo regramento ambiental. Nesse sentido, apresentam o projeto de pesquisa denominado Portal de Referência para Licenciamento Ambiental de Sistemas de Transmissão de Energia – LAST, no âmbito do Programa de P&D da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que tem como objetivo o desenvolvimento de uma plataforma para apoiar o licenciamento ambiental de sistemas de transmissão de energia elétrica. Os autores apresentaram as etapas, desafios e alguns dos resultados obtidos da pesquisa.
(Publicado pela Agência CanalEnergia)

Artigos de opinião
Publicado em: agosto de 2021
Nivalde de Castro Mauricio Moszkowicz Lillian Monteath

Inovações Regulatórias para a difusão dos veículos elétricos no Brasil

Em artigo publicado no Broadcast Energia, Nivalde de Castro (Professor do Instituto de Economia da UFRJ e coordenador do GESEL), Maurício Moszkowicz (pesquisadora sênior do GESEL) e Lillian Monteath (pesquisadora plena GESEL) analisaram as inovações regulatórias para a difusão dos veículos elétricos no Brasil, com foco central no Programa de P&D da Aneel. Os autores constatam que “após cerca de 18 meses de execução dos mais de 30 projetos aprovados, envolvendo cerca de R$ 500 milhões de investimento, prevalece a seguinte máxima: inovações tecnológicas exigem inovações regulatórios.” Segundo os autores, “destaca-se que os projetos de P&D do setor elétrico são, até agora, a única ação concreta de política pública do país no campo da mobilidade elétrica. Ou seja, a liderança destes projetos está sob a égide das empresas do setor elétrico, qualificando-as para o uso dos novos produtos e posicionando-as com um papel relevante nos novos negócios. Daí a importância das inovações regulatórias para acelerar a inovação tecnológica do mercado de veículos elétricos”. Por fim, os autores concluem que “o fato mais relevante é que a identificação pela Aneel da mobilidade elétrica como um novo campo em que o Setor Elétrico Brasileiro poderia ajudar a desenvolver foi muito pertinente e eficiente. Porém, chegou o momento de a agência avançar com as inovações regulatórios para dar continuidade a este desenvolvimento.”
(Publicado pelo Broadcast Energia)

Artigos de opinião
Publicado em: julho de 2021
Mauricio Moszkowicz Lillian Monteath Brenda Corcino George Alves Soares Vinicius Botelho

A Transição Energética nos Sistemas Isolados: Perspectivas e Desafios para a Descarbonização

Em artigo publicado na Agência Canal Energia, Lillian Monteath (pesquisadora plena do GESEL), George Soares (pesquisador associado ao GESEL), Mauricio Moszkovicz (pesquisador sênior do GESEL), Vinicius Botelho (pesquisador junior do GESEL) e Brenda Corcino (pesquisadora junior do GESEL), tratam dos desafios e perspectivas do processo de descarbonização nos Sistemas Isolados. Segundo os autores, “a relevância ambiental e climática dos SISOL, porém, não se alinha com a composição da sua matriz elétrica, majoritariamente não renovável e baseada em combustíveis fósseis, grandes emissores de gases de efeito estufa (GEE). Este contrassenso abre, no contexto mundial e nacional de transição energética, espaço para se buscar soluções e alternativas apoiadas nas políticas e no planejamento do SEB, com o objetivo maior da descarbonização”. Eles concluem que “os sistemas que permanecerão isolados necessitam de inovações regulatórias, além das tecnológicas, para viabilizar a transição energética e o desenvolvimento sustentável da região amazônica”.
(Publicado pela Agência CanalEnergia)

Artigos de opinião
Publicado em: julho de 2021
Nivalde de Castro Lillian Monteath George Alves Soares

Transição Energética dos Sistemas Isolados na Amazônia

Em artigo publicado no Broadcast Energia da Agência Estado de São Paulo, Nivalde de Castro (Coordenador do GESEL), George Alves Soares (Pesquisador associado do GESEL) e Lillian Monteath (Pesquisadora plena do GESEL) analisam o processo de transição energética dos Sistemas Isolados na Amazônia. Segundo os autores, “a acelerada dinâmica das inovações tecnológicas, determinada pelos compromissos com a descarbonização mundial, está criando condições para que sistemas híbridos e flexíveis possam ser incorporados aos Sistemas Isolados”.
(Publicado pelo Broadcast Energia)

Textos de discussão - TDSE
Publicado em: junho de 2021
Nivalde de Castro Roberto Brandão Mauricio Moszkowicz Lillian Monteath Luiza Masseno Renata Lèbre La Rovere Luiza Di Beo Oliveira Matheus Guerra Camila Ludovique

TDSE 101 “Análise de Políticas Públicas para Veículos Elétricos”

O trabalho busca ilustrar as principais políticas públicas adotadas internacionalmente para estimular o desenvolvimento do mercado de veículos elétricos, que contemplam a alocação de recursos monetários para reduzir o custo de aquisição dos veículos elétricos, incentivos para instalação de uma infraestrutura de recarga propícia para a tecnologia e a introdução de medidas que promovam um tratamento especial aos veículos, com o objetivo de reduzir a resistência dos consumidores. As conclusões mostram a relação entre a intensividade de políticas públicas e o desenvolvimento do mercado de veículos elétricos de um país, além de identificar oportunidades e desafios para o futuro da mobilidade elétrica.
ISBN: 978-65-86614-24-4

Artigos de opinião
Publicado em: abril de 2021
Roberto Brandão Lillian Monteath Luiz Ozório Camila Ludovique Daniel Ferreira Arthur Tavares

Perspectivas para o Mercado Brasileiro de Veículos Elétricos

Em artigo publicado na Agência CanalEnergia, Luiz Ozorio (Pesquisador pleno do GESEL), Camila Ludovique (Pesquisadora do GESEL), Daniel Ferreira (Pesquisador associado do GESEL), Lillian Monteath (Pesquisadora plena do GESEL), Arthur Tavares (Pesquisador associado do GESEL) e Roberto Brandão (Pesquisador sênior do GESEL) avaliam as perspectivas para o mercado brasileiro de veículos elétricos, observando seu processo de difusão no mundo e os desafios que devem ser enfrentados para seu desenvolvimento no Brasil. Eles afirmam que “após anos de investimento e espera, diversos elementos apontam que a tecnologia dos veículos elétricos (VE) intensificou sua difusão e que, nas próximas duas décadas, será verificada a gradativa substituição dos veículos à combustão (VC) pelos eletrificados.
(Publicado pela Agência CanalEnergia)

Artigos de opinião
Publicado em: março de 2021
Lillian Monteath Ricardo Abranches Felix Cardoso Júnior Carolina Salcedo Bruno Busato Rocha Alessandra Hoffmann

Critérios socioambientais no apoio à valoração ambiental de empreendimentos de transmissão de energia em âmbito estadual

Em artigo publicado pela Agência CanalEnergia, Ricardo A. F. Cardoso Jr, Alessandra S. Hoffmann, Lillian Monteath, Carolina V. Salcedo, Benoit Lagore e Bruno B. Rocha, pesquisadores do Gesel, falam sobre os regramentos sobre licenciamento ambiental nos estados da federação que foram atualizados após a publicação do regramento federal, a Portaria MMA nº 421/2011. Os pesquisadores afirmam que “observou-se que os estados com grande potencial de geração de energia eólica ou solar, como Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão e Rio Grande do Sul, editaram regramentos recentes (respectivamente em 2018, 2018, 2013 e 2018), que consideram aspectos físicos, bióticos e socioeconômicos nos critérios de enquadramento do licenciamento ambiental de sistemas de transmissão associados a estas fontes. No entanto, cabe salientar que, nestes estados, os atos infralegais que regram o licenciamento ambiental de sistemas de transmissão não associados à geração estão desatualizadas.”
(Publicado pela Agência CanalEnergia)