IFE
01/11/2022

IFE Mobilidade Elétrica 130

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e João Pedro Gomes
Pesquisadores: Leonardo Gonçalves e Vinicius José da Costa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

IFE
01/11/2022

IFE nº 130

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e João Pedro Gomes
Pesquisadores: Leonardo Gonçalves e Vinicius José da Costa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

Ver índice

IFE Mobilidade Elétrica 130

Políticas Públicas e Regulatórias

EUA: Financiamento para compra de ônibus escolares elétricos

O Governo dos EUA anunciou o repasse de mais de US$ 1 bilhão a cerca de 400 distritos escolares abrangendo todos os 50 estados e Washington, D.C., visando a compra de cerca de 2.500 ônibus escolares elétricos. Em 2021, apenas cerca de 1% dos 480.000 ônibus escolares do país eram elétricos, mas o impulso para a transição em direção aos ônibus elétricos foi intensificado com a aprovação da nova Lei Bipartidária da Infraestrutura, que inclui US$ 5 bilhões para o financiamento de ônibus elétricos. A Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês) inicialmente disponibilizou US$ 500 milhões para ônibus limpos em maio deste ano. Em seguida, a agência elevou o montante para US$ 965 milhões em setembro, respondendo ao que as autoridades chamaram de demanda esmagadora por ônibus elétricos em todo o país. Agora, um adicional de US$ 1 bilhão deve ser concedido. (Transport Topics - 26.10.2022) 
Link Externo

Luxemburgo: Financiamento para projetos de infraestrutura de recarga

O governo de Luxemburgo autorizou recentemente o financiamento para construção de 672 pontos de carregamento para VEs no país, dos quais 44 são de carregamento rápido. No total, 29 projetos de 19 empresas foram selecionados como parte da primeira chamada para financiamento, que contará com um volume financeiro de 4,5 milhões de euros. Segundo o governo luxemburguês, dos 672 pontos de carregamento, 510 serão utilizados em espaços de empresas privadas e os 142 restantes estarão disponíveis para o uso público. No caso dos pontos de carregamento rápido, as empresas serão subsidiadas com até 50 por cento dos custos de instalação da infraestrutura de recarga. (Electrive - 29.10.2022) 
Link Externo

Portugal: Governo renova incentivo para aquisição de VEs

O programa de incentivos para a compra de veículos elétricos foi renovado pelo Governo Português. Ainda não se sabem os valores dos novos “vales”. Será ainda criada uma tributação autônoma para veículos elétricos acima dos 62.500€. É mais um incentivo para ajudar os portugueses a renovar o parque automotivo nacional, optando por veículos sem emissões. Para as empresas, haverá alterações na tributação de carros elétricos que sejam adquiridos em nome destas. Os incentivos para compra de veículos elétricos irão incidir sobre VEs, bicicletas convencionais e com assistência elétrica, bicicletas de carga, motos elétricas e ciclomotores elétricos, desde que homologados pela União Europeia e sujeitos a matrícula. (Portal Energia - 25.10.2022)  
Link Externo

União Europeia: Proibição de veículos à combustão a partir de 2035

A União Europeia alcançou recentemente um acordo sobre uma lei que proíbe efetivamente a venda de novos carros a gasolina e diesel a partir de 2035, com objetivo de acelerar a mudança do continente aos veículos elétricos, numa tentativa de combater as mudanças climáticas. Os negociadores dos países da UE e do Parlamento da União Europeia concordaram que montadoras devem atingir um corte de 100% nas emissões de CO2 até 2035, o que impede a venda de veículos novos movidos a combustíveis fósseis no bloco de 27 países a partir desta data. O acordo também inclui um corte de 55% nas emissões de gás carbônico de carros novos vendidos a partir de 2030. (Forbes Brasil - 27.10.2022) 
Link Externo

Inovação e Tecnologia

Volvo: Nova estação de recarga rápida em SP

O estado de São Paulo recebeu um eletroposto com capacidade de fornecer recarga rápida para carros elétricos, depois que a Volvo inaugurou o ponto na cidade de Botucatu. O eletroposto é capaz de fornecer uma carga completa em cerca de 40 minutos, pode ser utilizado de forma gratuita por qualquer pessoa que tenha um carro elétrico de qualquer marca, desde que ele seja compatível com o plugue do tipo CCS. A marca sueca começou com essas instalações em 2022 e a unidade de Botucatu foi a quinta do ano. Ao todo, ela pretende instalar 13 eletropontos com capacidade de recarregar por vez até dois veículos de forma simultânea com carga máxima de 150 kWh. (Auto Papo - 24.10.2022) 
Link Externo

BP: Criação de rede de carregamento nos EUA

A multinacional de energia BP anunciou recentemente que pretende construir uma rede de carregamento nos EUA. A rede, intitulada BP Pulse Gigahub, terá como objetivo atender frotas de táxi perto de aeroportos e locais de alta demanda em todo o país. O primeiro local planejado será construído perto do Aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX) em colaboração com a Hertz e será parcialmente financiado por uma doação da Comissão de Energia da Califórnia (CEC). A BP Pulse e a Hertz não especificaram quantos pontos de carga cada Gigahub terá, nem a capacidade de energia geral ou individual de cada ponto de carga. (Electrive - 27.10.2022) 
Link Externo

Honda: Serviço de troca de baterias para motos elétricas

A Honda inaugurou recentemente no Japão a sua primeira estação de troca de baterias de carros elétricos. A unidade do Honda Power Pack Exchanger foi entregue à Gachaco, empresa da Honda com Kawasaki, Suzuki e Yamaha, que começou a operar o primeiro modelo de produção em massa da do produto. A estação armazena 12 unidades da bateria Honda Mobile Power Pack e permite a troca de baterias simples para motos elétricas e outros produtos que utilizam a mesma bateria. A infraestrutura de troca estará disponível em Tóquio e outras grandes cidades japonesas, em pontos como estações ferroviárias e postos de serviço Eneos, acionista majoritário da Gachaco. (Automotive Business - 27.10.2022) 
Link Externo

Panasonic: Construção de nova fábrica de baterias nos EUA

A Panasonic anunciou recentemente que pretende produzir 30 GWh de células de bateria durante a primeira fase de operação da sua nova fábrica no estado norte-americano do Kansas. A construção da nova instalação tem por objetivo produzir baterias cilíndricas de íons de lítio para veículos elétricos da Tesla. Segundo a empresa, a capacidade de produção de 30 GWh coloca a nova fábrica no patamar de “Gigafactory” e deve permitir a produção de baterias para cerca de 400.000 veículos elétricos por ano. A planta industrial em Soto, Kansas, será a segunda fábrica de baterias para VEs da Panasonic nos EUA, seguindo a instalação da Panasonic Energy of North America (PENA) em Sparks, no estado de Nevada. (Electrek - 31.10.2022) 
Link Externo

XPeng: Serviço de transporte particular autônomo

A startup chinesa de veículos elétricos de luxo XPeng anunciou nesta semana que avançou nos planos de lançar uma rede de táxis autônomos. O mais recente SUV G9 da empresa foi o primeiro veículo comercial produzido em massa na China a passar em um teste de condução autônoma conduzido pelo governo em campo fechado. Ao apresentar o G9 em setembro a XPeng disse que o carro viria equipado com um novo sistema avançado de assistência ao motorista (ADAS), o XNGP, que combina diferentes tecnologias para automatizar as funções de direção em espaços urbanos e rodovias. Agora, a startup adianta que o modelo é bom o suficiente para atuar como táxi autônomo. “Nosso desenvolvimento de robotáxi visa gerar benefícios de custo significativos e garantir a qualidade do produto, segurança e experiência do usuário”, afirmou o vice-presidente de direção autônoma da XPeng, Xinzhou Wu. (Automotive Business - 25.10.2022) 
Link Externo

Indústria Automobilística

BYD: Construção de fábrica de VEs na Bahia

A montadora chinesa BYD assinou recentemente uma carta de intenções com o Governo do Estado da Bahia para a instalação de três novas linhas de montagem na unidade fechada da Ford em 2021. Segundo o governo baiano, a BYD vai investir R$ 3 bilhões e gerar 1,2 mil empregos diretos para fazer ônibus, caminhões e automóveis de passeio totalmente elétricos, além de carros elétricos e híbridos e de uma unidade de processamento de lítio e ferro fosfato. Pelo cronograma revelado pelo Governo da Bahia, as instalações da BYD na antiga fábrica da Ford em Camaçari começarão a ser erguidas em junho de 2023, com conclusão prevista de duas linhas de montagem até setembro de 2024. A expectativa é que as operações comecem em outubro do mesmo ano. A primeira unidade a operar será a de processamento de fosfato e lítio para produção de baterias. A segunda unidade será voltada para a fabricação de chassis de ônibus e caminhões 100% elétricos e a terceira linha será voltada para produção de VEs de passeio e híbridos plug-in. (Automotive Business - 28.10.2022) 
Link Externo

EUA: Mercado de VEs na Califórnia é o maior dos EUA

A Califórnia anunciou que as vendas de carros elétricos representam quase 18% das vendas de carros novos no estado. Os VEs representam cerca de apenas 6% das vendas de carros novos em todo o país. Esse número também seria muito menor sem a Califórnia, pois dos, aproximadamente, 576.000 EVs vendidos nos EUA até agora em 2022, mais de 250.000 estavam na Califórnia. (Electrek - 27.10.2022) 
Link Externo

Arrival: Nova estratégia para o mercado dos EUA

A Arrival anunciou um plano para reestruturar seus negócios e concentrar recursos em produtos de vans para o mercado dos EUA. Os principais fatores na decisão da empresa de mudar o foco para o desenvolvimento de seus negócios nos EUA incluíram o crédito fiscal anunciado recentemente como parte da Lei de Redução da Inflação, que deve oferecer um desconto de US$ 7.500 a US$ 40.000 para veículos comerciais no grande tamanho do mercado endereçável. A Arrival também realinhou sua estratégia de negócios recentemente para transportadores elétricos, colocando o desenvolvimento de ônibus e carros em segundo plano. Isso significa que seu conceito de carro de passeio não chegará às estradas tão cedo. Curiosamente, a decisão de se concentrar em vans de transporte elétrico nos EUA remonta às raízes da Arrivals, desenvolvendo um transportador elétrico junto com o serviço postal da UPS em 2018. (Electrive - 24.10.2022) 
Link Externo

General Motors/Mary Barra: “Nossos VEs se qualificarão para crédito fiscal”

A CEO da General Motors, Mary Barra, falou com analistas na terça-feira (22/10), dizendo que os modelos VEs da GM poderão se qualificar para o crédito fiscal total em dois a três anos. A Lei de Redução da Inflação (IRA), aprovada em agosto, prevê até US$ 7.500 para novas compras de veículos elétricos. No entanto, o VE deve aderir aos requisitos específicos de fornecimento de minerais de bateria e montagem de componentes para se qualificar. As disposições do projeto de lei são projetadas para trazer a fabricação para os EUA, onde uma parte significativa dos minerais e componentes da bateria deve ser extraída, processada e fabricada no país. Montadoras como a GM estão fazendo progressos rápidos para garantir que seus veículos elétricos se qualifiquem para o crédito fiscal, já que novas iniciativas climáticas esperam acelerar ainda mais a demanda por VEs. (Electrek - 28.10.2022) 
Link Externo

General Motors: Metas de eletrificação nos EUA são postergadas

A General Motors adiou em seis meses sua meta de entregar um total de 400.000 veículos elétricos na América do Norte até o final de 2023. Como a CEO da GM, Mary Barra, explicou durante o anúncio da empresa de seus últimos resultados trimestrais, a produção de baterias não pode crescer tão rapidamente quanto o planejado. O atraso, disse ela, se deve ao fato de ter demorado mais do que o esperado para contratar e treinar os mais de 1.000 trabalhadores necessários para a primeira fábrica de células de bateria da Ultium Cells em Warren, Ohio, que iniciou a produção em setembro. Também disse que demorou um pouco mais do que o planejado para montar as baterias. Ainda assim, a executiva expressou confiança de que o atraso não será superior a seis meses e não aumentará. (Electrive - 27.10.2022) 
Link Externo

Geely: Investimento em divisão de caminhões elétricos

A Farizon, subsidiária da Geely focada em veículos comerciais elétricos, anunciou na última quarta-feira, 26, a arrecadação de mais de US$ 300 milhões em sua primeira rodada de financiamento, liderada pela Hidden Hill Capital de Singapura. A rodada teve participação também de investidores chineses: o grupo logística e química Transfar; o banco Citic Securities Investment; a Industry Foundation of Xiangtan; e as corretoras GLy Capital e a Mirae Asset. A maior parte do aporte será utilizada pela Farizon para “pesquisa e desenvolvimento, a fim de consolidar ainda mais sua posição de líder de mercado em veículos comerciais de novas energias”, conforme comunicado do grupo Zhejiang Geely Holding Group, dono da Geely e da Farizon. A empresa atua no mercado de veículos comerciais de propulsão alternativa na China. Em setembro, a marca completou cinco meses consecutivos na liderança das vendas mensais domésticas do segmento. (Automotive Business - 26.10.2022) 
Link Externo

Hyundai: Construção de fábrica de VEs nos EUA

O Hyundai Motor Group anunciou recentemente que iniciou a construção de uma nova fábrica de veículos elétricos no estado norte-americano da Geórgia. A fábrica, localizada no condado de Bryan, está programada para iniciar a produção no primeiro semestre de 2025, com capacidade anual de 300.000 VEs e baterias para os modelos Hyundai, Kia e Genesis. No total, a montadora planeja investir cerca de US$ 5,5 bilhões e criar 8.100 empregos no Hyundai Motor Group Metaplant America (HMGMA). “Hoje, nossos VEs são reconhecidos como os melhores da classe e, com esse novo projeto, estamos determinados a ser o líder global em eletrificação, segurança, qualidade e sustentabilidade”, disse o CEO da Hyundai, Euisun Chung. (Electrive - 26.10.2022) 
Link Externo

Hyundai: Produção de VEs na Eslováquia

O Hyundai Motor Group, empresa controladora da fabricante de veículos Kia, anunciou recentemente que irá construir uma fábrica de VEs na Eslováquia. Segundo o grupo automotivo, está prevista a produção de veículos elétricos de pequeno e médio porte otimizados para o mercado europeu na fábrica da Kia Autoland Slovakia em Zilina, cidade da Eslováquia. A Kia Autoland Eslováquia é uma das principais fábricas do Hyundai Motor Group. Construída em uma área de 1,92 milhão de m2, a fábrica tem capacidade para produzir 330 mil carros anualmente. A previsão é que a nova fábrica inicie a produção em massa de veículos elétricos a partir de 2025. (Avalanche Notícias - 31.10.2022) 
Link Externo

Tesla: Insumos mais baratos reduzem preço dos VEs na China

A Tesla reduziu os preços dos veículos vendidos na China dias depois que o CEO, Elon Musk, disse que a maioria dos custos de materiais está caindo e em meio à crescente concorrência de rivais locais. A empresa superou as falhas de produção e está vendo custos de insumos mais baixos, mas enfrenta maior concorrência em meio a uma perspectiva econômica global sombria. Os descontos restauram as faixas de preço dos modelos mais próximas aos patamares do início de março. A Tesla e outros fabricantes de automóveis na China aumentaram os preços várias vezes no ano passado para ajustar os aumentos nos custos, já que o preço do lítio quase triplicou e foram enredados por atrasos na cadeia de suprimentos. (O Estado de São Paulo – 24.10.2022)  
Link Externo

Toyota: Novas estratégias para o mercado de VEs

A Toyota está considerando uma reformulação de sua estratégia de carros elétricos e interrompeu alguns projetos atuais, afirmaram quatro fontes com conhecimento dos planos ainda em desenvolvimento. As propostas em análise, se adotadas, podem representar uma mudança dramática para a Toyota e reescrevem o plano de lançamento de veículos elétricos de US $38 bilhões que a montadora japonesa anunciou no ano passado. Um grupo de trabalho dentro da Toyota foi encarregado de delinear os planos até o início do próximo ano para melhorias em sua plataforma de VEs existente ou para uma nova arquitetura, disseram as fontes. Enquanto isso, a montadora suspendeu o trabalho em alguns dos 30 projetos elétricos anunciados em dezembro. A reformulação pode frear o lançamento de carros elétricos que já estavam sendo planejados pela Toyota. (Forbes - 24.10.2022) 
Link Externo

Toyota: Produção de veículos elétricos deve crescer só a partir de 2025

A Toyota está considerando um aumento acentuado na produção de seu primeiro veículo elétrico a partir de 2025, de acordo com três fontes com conhecimento do assunto, em meio a uma ampla revisão da estratégia da companhia. A montadora japonesa está considerando aumentar a produção do crossover elétrico bZ4X em seis ou 12 vezes em relação à produção mensal atual de pouco mais de 1.000 carros por mês, a partir de 2025, se puder garantir os componentes necessários, incluindo semicondutores, disseram as fontes. (Forbes - 26.10.2022) 
Link Externo

Vinfast e CATL: Cooperação vai se expandir muito além da produção de baterias

A gigante global de baterias CATL e a montadora vietnamita de veículos elétricos Vinfast anunciaram a assinatura de um memorando de entendimento para expandir seu atual contrato de fornecimento de baterias. Com essa nova “cooperação estratégica”, as empresas explorarão as plataformas de skate CIIC para e “outras áreas” em torno da tecnologia de VEs e baterias. A CATL é a atual líder na fabricação de baterias para VEs, não apenas na China, onde está sediada, mas em todo o mundo. A empresa recentemente começou a expandir sua área de produção para outros continentes, como Europa e América do Norte, enquanto continua a impulsionar o potencial da química de células de bateria. A Vinfast procura expandir seu relacionamento com a CATL para desenvolver, implementar e promover futuras tecnologias de baterias. (Electrek - 31.10.2022) 
Link Externo

Volkswagen: Marca irá produzir apenas VEs na Europa a partir de 2033

O CEO do Grupo Volkswagen, Thomas Schaefer, anunciou recentemente que a montadora irá vender apenas carros elétricos na Europa a partir de 2033. Ademais, segundo o executivo, na próxima década a fabricante alemã reduzirá o número de modelos oferecidos. Com essa estratégia, a Volkswagen pretende aumentar a margem de lucro dos veículos para 8% até 2025. Dentro da nova estratégia de eletrificação europeia, a Volkswagen pretende se concentrar em um único modelo de carro elétrico por fábrica, usando o mesmo design básico para diferentes VEs a fim de garantir menores custos de produção. O objetivo, aliada à padronização da química usada para a bateria, é produzir um VE básico por € 25 mil. (Electrive - 27.10.2022) 
Link Externo

Meio Ambiente

ESG: 99 inicia operação com VEs em São Paulo

Uma aliança de empresas que trabalham pela difusão de veículos elétricos no Brasil anunciou o início de circulação na cidade de São Paulo dos novos modelos de carros compactos (ICar) para os motoristas usuários do aplicativo da 99. Conforme a nota divulgada, os carros foram desenvolvidos pela Caoa Chery com materiais leves (alumínio de aviação e polímeros de alta resistência), são 100% elétricos e têm autonomia de 282 km a cada carga da bateria. De acordo com informações da fabricante, a bateria do iCar pode ser carregada completamente em apenas 36 minutos em estações de carga rápida (eletropostos rápidos), ou em menos de cinco horas em sistema de carregamento portátil e em onze horas com cabo emergencial em tomada de três pinos. A iniciativa da 99 é assinada pela Aliança pela Mobilidade Sustentável, ação que reúne empresas como Enel X Way, Raízen, Tupinambá Energia e Zletric, as montadoras Caoa Chery e BYD, as locadoras Movida e Unidas e o banco BV. (Mobilize Brasil - 25.10.2022)  
Link Externo

ESG: Aplicativo “Sem Parar” mostra pontos de recarga para VEs

O Brasil está cada vez mais conectado com veículos elétricos e híbridos, por isso uma cadeia de novos serviços começam a surgir. Pensando em ajudar o público com carros nestes modelo e utilizam seu serviço, o Sem Parar lançou o SuperApp, uma ferramenta de geolocalização de postos de recarga. O serviço está presente dentro do aplicativo da Sem Parar, exclusivo para assinantes do serviço. O mapa já está disponível em todas as capitais do Brasil e outras cidades com postos de recarga. Para lançar o serviço, o Sem Parar fechou parceria com a startup de mobilidade elétrica Tupinambá. Ela foi responsável por mapear mais de mil postos de recarga, o que equivale a 10% da base de carregadores públicos ou semipúblicos. E também possibilita que o motorista saiba, antes de se deslocar até o local, o preço da recarga e se o posto está disponível ou ocupado. (Mundo Conectado - 25.10.2022)  
Link Externo

ESG: CPFL conclui transição de frota de veículos à combustão para VEs

A empresa de energia CPFL anunciou recentemente que concluiu a substituição de toda a sua frota de veículos operacionais por carros e caminhões elétricos. O feito foi atingido no contexto do projeto "Laboratório de Mobilidade Elétrica", que está sendo realizado na cidade paulista de Indaiatuba. No total, a empresa investiu R$ 9,6 milhões em P&D e na substituição de todos os veículos a combustão por 22 veículos, utilitários e caminhões elétricos, que exigiram o desenvolvimento de equipamentos específicos (como guindaste com cesto aéreo para elevação dos eletricistas até a rede de energia). O projeto é realizado no âmbito do Programa de P&D da Aneel e conta com a parceria de institutos de pesquisa, universidades e integrantes da indústria. (Exame - 31.10.2022) 
Link Externo

ESG: Friboi planeja ampliação da frota de caminhões elétricos

A Friboi, líder no segmento de carne bovina, vai ampliar a sua frota de caminhões 100% elétricos refrigerados, de 10 para 53 veículos até janeiro de 2023. Com o movimento, a companhia reforça a distribuição sustentável dos seus produtos, em viagens locais dentro de centros urbanos, para os seus clientes em 10 estados brasileiros, incluindo a Bahia. Para a inclusão dos novos veículos nas operações logísticas, a Friboi irá instalar os sistemas de carregamento de veículos elétricos em seus centros de distribuição no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Goiás, Ceará, Pernambuco e Bahia. Desde abril deste ano, quando os primeiros caminhões foram introduzidos na frota, Paraná, São Paulo e Distrito Federal já contavam com a infraestrutura adequada. A ampliação da frota de veículos elétricos permitirá que a Friboi deixe de emitir cerca de 1,6 mil toneladas de CO2 por ano. (BA de Valor - 31.10.2022) 
Link Externo

Panasonic e NMG: Mercado de VEs impulsiona acordo para suprimento de grafite

A Panasonic assinou um memorando de entendimento com a Nouveau Monde Graphite (NMG) para estabelecer uma cadeia de suprimentos na América do Norte para grafite. Os novos parceiros contam com a Mitsui para um estudo de viabilidade sobre a produção de grafite na América do Norte para chegar a um acordo de compra na primavera de 2023. A Panasonic ainda não detalhou os volumes de fornecimento ou o escopo financeiro de um possível acordo. No breve anúncio, a Panasonic aponta que a crescente demanda por VEs tornou a mudança necessária. Para acompanhar o crescimento, a empresa quer “aumentar a porcentagem de materiais adquiridos localmente e estabelecer uma cadeia de suprimentos sustentável”. (Electrive - 24.10.2022) 
Link Externo

Imerys: Planos para extração de lítio na França

O grupo mineiro francês Imerys quer tornar-se num dos principais fornecedores de lítio na Europa através de um novo projeto. Especificamente, trata-se de uma mina em Beauvoir, no departamento francês de Allier, onde cerca de 34.000 toneladas de lítio poderão ser extraídas anualmente a partir de 2028. A empresa enfatiza que o projeto “Emili” pode se tornar um dos maiores projetos de mineração de lítio da União Europeia. Quando estiver em pleno funcionamento, a matéria-prima deverá ser suficiente para equipar anualmente 700 mil VEs com baterias de íon-lítio. O governo francês apoia o projeto: “Este projeto, que é exemplar em termos de meio ambiente e clima, reduzirá drasticamente nossa necessidade de importações de lítio”, disse o ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, no jornal. (Electrive - 24.10.2022) 
Link Externo