IFE
18/10/2022

IFE Mobilidade Elétrica nº 128

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e João Pedro Gomes
Pesquisadores: Leonardo Gonçalves e Vinicius José da Costa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

IFE
18/10/2022

IFE nº 128

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e João Pedro Gomes
Pesquisadores: Leonardo Gonçalves e Vinicius José da Costa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

Ver índice

IFE Mobilidade Elétrica nº 128

Políticas Públicas e Regulatórias

Brasil: Eletrificação de frotas de ônibus se torna pauta em Porto Alegre

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Porto Alegre afirma que o uso de veículos elétricos está no horizonte do município e que realiza visitas para conhecer projetos de eletrificação da frota com o foco no desenvolvimento de um piloto. Entre os locais visitados estão São José dos Campos (SP) e São Paulo. "Uma das ações previstas no programa Mais Transporte é a eletrificação da frota. Para a construção de um projeto piloto bastante sólido para Porto Alegre estamos buscando referências nas cidades que já têm veículos elétricos, bem como nos fabricantes dos veículos", afirma o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Adão de Castro Júnior. "Nossa ideia é trabalhar no piloto ao longo de 2023 para, até o final do próximo ano, ter o projeto estruturado para implementar na Capital", diz. (G1 - 13.10.2022) 
Link Externo

Bélgica: Estacionamentos de Bruxelas serão obrigados a oferecer estações de recarga para VEs

O governo regional de Bruxelas decretou que todos os estacionamentos dentro e ao redor da região da capital belga com dez vagas ou mais devem oferecer pontos de carregamento para carros elétricos a partir de 2025. A quantidade depende do tamanho do estacionamento e aumentará gradualmente até 2030. Ademais, o governo decidiu que até 2025, os parques de estacionamento de escritórios terão de fornecer pelo menos 10% dos lugares de estacionamento com instalações de recarga e 20% até 1 de janeiro de 2030. Atualmente, a cidade ainda se encontra longe da meta estabelecida de possuir 22.000 pontos de carregamento público até 2035 - são pouco mais de 2.000 nos dias de hoje. (Electrive - 11.10.2022) 
Link Externo

EUA: Frotas militares passarão por processo de eletrificação

A UIT, empresa de inovação militar dos EUA, contratou a gigante General Motors (GM) para desenvolver veículos militares elétricos. O objetivo é reduzir a dependência de combustíveis fósseis, segundo informações do site Electrek. A compra de VEs integra um elaborado pela Defesa norte-americana para conter as mudanças climáticas em cada uma de suas divisões. Os veículos devem servir o Departamento de Defesa, que inclui o Exército, Marinha, Fuzileiros Navais e Força Aérea dos EUA. No primeiro momento, os veículos serão funcionais – ou seja, de assistência e uso interno. No futuro, o objetivo é abandonar os combustíveis fósseis em veículos táticos, usados em operações das forças armadas. O plano é que os carros elétricos da GM para o exército norte-americano sigam os moldes do GMC Hummer EV. O próximo passo, agora, é o desenvolvimento de baterias que sustentem os serviços pesados da prática militar. (giz_br - 12.10.2022) 
Link Externo

EUA: Panorama dos investimentos em ônibus zero emissão na Califórnia

Um relatório publicado pelo California Air Resources Board (CARB), em consulta com a California Energy Commission (CEC), mostra que os investimentos da Califórnia para descarbonizar a frota de ônibus escolares antigos e poluentes já ultrapassaram US$ 1,2 bilhão. O Legislativo apropriou-se de mais US$ 1,8 bilhão nos próximos cinco anos para ônibus escolares com emissão zero e infraestrutura de recarga associada. O relatório mostra que o investimento total em todo o estado feito nos últimos quase 20 anos, incluindo US$ 255 milhões investidos na limpeza de ônibus escolares apenas no ano passado, apoiou cerca de 1.800 ônibus escolares com emissão zero. Para ter acesso ao relatório na íntegra, clique aqui: https://ww2.arb.ca.gov/sites/default/files/2022-10/fy2022_23_funding_plan_appendix_e.pdf. (Green Car Congress - 13.10.2022) 
Link Externo

Inovação e Tecnologia

GM: Criação de subsidiária voltada a soluções de eletromobilidade

A General Motors (GM) anunciou a introdução de novos negócios da Ultium Home e Ultium Commercial, que serão combinados com a unidade Ultium Charge 360 existente em uma nova subsidiária chamada GM Energy. A linha de produtos e serviços conectados do GM Energy foi projetada para oferecer gerenciamento de energia inteligente para clientes domésticos, comerciais e consumidores de veículos elétricos, com soluções que vão desde carga bidirecional, aplicações veículo para casa (V2H) e veículo para rede (V2G), até armazenamento estacionário, energia solar, aplicações de software, ferramentas de gerenciamento de nuvem, soluções de micro rede, células combustível de hidrogênio e etc. (Electrive - 11.10.2022) 
Link Externo

GM: Bateria para veículos militares nos EUA

A GM Defense é a divisão chamada "às armas" pela quase homônima Defense Innovation Unit (DIU), uma seção do Departamento de Defesa dos EUA. A tarefa do fabricante é desenvolver uma bateria protótipo para ser testada em plataformas usadas em veículos militares. A empresa diz que aproveitará sua arquitetura Ultium, uma combinação de baterias de VEs e um sistema de propulsão que pode fornecer potência, alcance e escala superior a qualquer tecnologia anterior, como lembra a própria General Motors. Modular e escalável – continua o fabricante – a plataforma Ultium utiliza diferentes produtos químicos e formas celulares, que a tornam adaptável às necessidades e tecnologias em mudança que se tornam disponíveis ao longo do tempo. (Inside EVs - 14.10.2022) 
Link Externo

Hyundai: Nova estratégia com foco em VEs e software

O Hyundai Motor Group, incluindo suas marcas Hyundai, Genesis e Kia, anunciou uma nova estratégia global através da qual todos os veículos do grupo se tornarão veículos definidos por software (SDVs) até 2025 – e cada vez mais elétricos. A partir de 2023, todos os veículos recém-lançados do Grupo Hyundai terão a capacidade de receber atualizações de software OTA (over-the-air). Até 2025, todos os veículos do grupo vendidos em todo o mundo serão suportados por software. Em 2025, o Grupo também apresentará veículos baseados nas duas novas plataformas de veículos elétricos, eM para carros de passeio e eS para veículos especiais. As plataformas serão desenvolvidas com base no sistema Integrated Modular Architecture (IMA) do Grupo.  
Link Externo

NASA: Técnica de resfriamento pode contribuir para carregamento rápido de VEs

Uma tecnologia da NASA, desenvolvida especialmente para uso na Estação Espacial Internacional, pode ser utilizada para recarregar veículos elétricos em tempo recorde. Segundo informações do portal Insider, a complexa técnica de resfriamento, que foi desenvolvida para ajudar certos sistemas elétricos no espaço a manter temperaturas adequadas, pode fornecer quase cinco vezes a corrente de outros carregadores de veículos elétricos disponíveis atualmente no mercado. Conforme a NASA publicou em seu blog, o sistema foi desenvolvido para ajudar a fornecer "sistemas de energia de fissão nuclear para missões à Lua, Marte e além; bombas de calor de compressão de vapor para apoiar habitats lunares e marcianos; e sistemas para fornecer controle térmico e vida avançada apoiar naves espaciais a bordo." Também no post, a agência espacial explicou que a aplicação desta nova tecnologia resultou em uma redução sem precedentes do tempo necessário para carregar um veículo e pode remover uma das principais barreiras à adoção mundial de VEs. (Yahoo - 11.10.2022) 
Link Externo

Reino Unido: Teste com carregamento de VEs por indução

O projeto 'Wireless Charging of Electric Taxis' (WiCET) financiado pelo governo britânico começou há alguns dias. Em um ponto de táxi em Nottingham, nove táxis elétricos e híbridos convertidos agora carregam através de “almofadas” de indução com 10 kW. O teste é o primeiro desse tipo no Reino Unido e levou algum tempo. O programa seguiu o anúncio do governo britânico, em Janeiro de 2020, quando anunciou o financiamento de £ 3,4 milhões para instalar o sistema para testes de carregamento sem fio. Dois anos depois, o WiCET começou a operar na vida real com taxistas. Para conhecer mais sobre o projeto, clique aqui: https://wicet.co.uk/2022/09/27/wireless-charging-electric-taxi-trial-goes-live/. (Electrive - 13.10.2022) 
Link Externo

Renault: Criação de rede de carregamento rápido na Europa

A Mobilize, empresa especializada em soluções de mobilidade, energia e dados do Grupo Renault, anunciou recentemente que possui planos para construir uma rede de hubs de carregamento ultrarrápido na Europa. O Mobilize Fast Charge será composto por 200 locais com seis pontos de carregamento cada, somando 1.200 pontos de carregamento no total. Apenas na França, a Mobilize pretende instalar 90 hubs de carregamento (o equivalente a uma estação de carregamento rápido a cada 150 quilômetros nas principais estradas do país). A expectativa é que os pontos de carregamento estejam abertos aos condutores de qualquer veículo elétrico, independente da marca. (Electrive - 10.10.2022) 
Link Externo

SK On e Lake Resources: Acordo visando o fornecimento de lítio para baterias

A fabricante sul-coreana de baterias SK On assinou recentemente um contrato de fornecimento de lítio com a empresa australiana Lake Resources. No total, a fabricante de baterias poderá comprar 230.000 toneladas de lítio da Lake Resources, o que é suficiente para produzir baterias para cerca de 4,9 milhões de carros elétricos. O contrato tem um prazo inicial de cinco anos, com opção por mais cinco anos. A SK On receberá 15.000 toneladas de lítio nos primeiros dois anos e 25.000 toneladas no terceiro ano. Nos primeiros cinco anos, a expectativa é que o volume total de metais entregues seja de 105 mil toneladas. A SK On espera que suas primeiras entregas de lítio para bateria comecem no quarto trimestre de 2024. (Electrive - 12.10.2022) 
Link Externo

SK Signet: Nova fábrica de carregadores nos EUA

A SK Signet, de propriedade do conglomerado sul-coreano SK Group, disse que quer investir US$ 15 milhões na construção de sua primeira fábrica nos EUA. A empresa produzirá 10.000 carregadores por ano e refere que as políticas de financiamento dos EUA são decisivas. A produção da SK Signet será no Texas e está programada para começar no segundo trimestre de 2023. Isso deve dobrar para 20.000 unidades em um estágio posterior. O proprietário da SK Signet, o SK Group, indicou que eventualmente investiria US$ 50 milhões na instalação para aumentar a produção, visando atender à crescente demanda de recarga dos proprietários de VEs na região. (Electrive - 14.10.2022) 
Link Externo

Indústria Automobilística

BYD: Primeira loja de VEs e híbridos no Nordeste

A BYD anunciou nesta semana a inauguração de sua primeira concessionária que irá vender carros elétricos e híbridos na região Nordeste. Trata-se da Carmais BYD, que inicia atividades em Fortaleza. Esta é a sétima loja a compor a rede de concessionárias BYD no país. Ainda em outubro entram também em operação as concessionárias Saga BYD, de Brasília (DF), dia 19/10 e DVA BYD Itajaí (SC), dia 27/10. Ao todo são 31 nomeações da marca nas principais cidades do país - a meta é encerrar o ano com presença em 45 cidades e encerrar 2023 em 100 localidades do país. (Inside EVs - 14.10.2022) 
Link Externo

Alemanha: Panorama positivo de venda de VEs

De acordo com a Autoridade Federal de Transportes Motorizados da Alemanha, 44.389 novos veículos elétricos foram vendidos em setembro de 2022 no país. Este é o segundo melhor resultado histórico de emplacamentos no país europeu. Segundo o órgão, um total de 224.816 automóveis de passageiros foram emplacados na Alemanha em setembro. Os referidos 44.389 carros elétricos correspondem a uma quota impressionante de 19,7 %. Entre janeiro e setembro de 2022, foram registrados 272.473 veículos elétricos no país. Isto significa que, ao contrário do mercado global em queda (-7,4%), as compras de elétricos cresceram 15% em comparação com o mesmo período do ano passado. A quota de mercado dos BEV (Battery Electric Vehicle) aumentou de 11,7% nos primeiros meses de 2021 para 14,6%. Para os híbridos plug-in (PHEVs), foram registados cerca de 215.600 novos emplacamentos entre janeiro e setembro de 2022, o que corresponde a uma quota de 11,5 por cento. (Inside EVs - 10.10.2022) 
Link Externo

China: Mês de setembro apresenta recorde na venda de VEs

A China continua quebrando seus próprios recordes na difusão da mobilidade elétrica. A prova está nos dados de vendas dos NEV (New Energy Vehicles, conjunto de veículos totalmente elétricos, híbridos plug-in e a célula de combustível), que em setembro atingiu o recorde de cerca de 675 mil unidades. São 43.000 emplacamentos a mais do que os 632.000 em agosto, quando o país rompeu as 600.000 unidades pela primeira vez. De acordo com a China Passenger Car Association (CPCA), os carros elétricos puros (ou BEVs) atingiram 507.000 emplacamentos, representando 75,1% de todos os NEVs. Os híbridos plug-in (ou PHEVs, veículos elétricos híbridos plug-in) também estão indo bem, com 168.000 registros, o que representa um aumento de 195% na comparação anual. Em todo o ano de 2022, foram 4.341.000 entregas de NEVs (incluindo exportações), com média de 482.333 por mês. (Inside EVs - 12.10.2022) 
Link Externo

Audi: Nova fábrica de VEs pode ser construída nos EUA

A Audi pode se juntar à Kia, Hyundai e outros para expandir sua pegada norte-americana. Embora várias montadoras estrangeiras já produzam veículos nos EUA, e algumas há muitos anos, a Audi nunca teve uma fábrica de carros nos EUA. A marca alemã, no entanto, possui um hub norte-americano que produz o SUV Q5, embora esteja localizado em San José Chiapa, México. A Inflation Reduction Act do governo Biden foi aprovada e inclui um novo crédito fiscal federal dos EUA. O novo crédito é um desconto na concessionária que está disponível para todos os fabricantes de veículos elétricos, desde que sigam algumas regras-chave. Em primeiro lugar, os políticos dos EUA querem que os VEs não só sejam produzidos e montados nos EUA, mas também que seus componentes de bateria sejam produzidos localmente, ou de um país com o qual os EUA tenham um acordo comercial. Há também vários limites nos preços dos veículos, bem como os lucros dos concessionários. De acordo com um artigo recente publicado pela Automotive News, o Volkswagen Group está considerando seriamente expandir sua capacidade de produção nos EUA, e parece que pode se concentrar na Audi. O chefe de desenvolvimento técnico da Audi, Oliver Hoffmann, compartilhou em uma entrevista que as novas regras de crédito tributário terão um grande impacto na estratégia da marca. (Inside EVs - 11.10.2022) 
Link Externo

BMW Group: Panorama de venda de VEs em 2022

O BMW Group acaba de revelar que vendeu 128.196 veículos totalmente elétricos (BEV) das marcas BMW e Mini este ano até setembro, mais que dobrando as vendas de BEV em comparação com o mesmo período do ano passado (+114,8%). No terceiro trimestre, as duas marcas entregaram 52.306 veículos totalmente elétricos (+121,6 por cento). Isso significa que apenas no terceiro trimestre, 40,8% do volume total do ano atual foi vendido – o terceiro trimestre foi significativamente mais forte do que o primeiro semestre do ano. No primeiro trimestre, foram 35.289 BEVs e, no segundo trimestre, as marcas BMW venderam 40.601 unidades.  
Link Externo

GM: Acordo visando o fornecimento de materiais críticos para baterias

A General Motors (GM) anunciou recentemente que investirá US$ 69 milhões na produtora australiana de metais críticos Queensland Pacific Metals visando garantir uma nova fonte de níquel e cobalto de baixo custo para suas células de bateria Ultium. Segundo a GM, a Queensland Pacific Metals está desenvolvendo um processo de extração de níquel laterítico capaz de reduzir os resíduos a tal ponto que nenhuma barragem de rejeitos seja necessária na usina. O vice-presidente de Compras Globais e Cadeia de Suprimentos da GM, Jeff Morrison, declarou: “A colaboração com a Queensland Pacific Metals garantirá à GM um fornecimento seguro, competitivo e de longo prazo de níquel e cobalto e irá apoiar as nossas crescentes necessidades de produção de veículos elétricos”. (Electrive - 12.10.2022) 
Link Externo

Honda e Sony: Criação de joint venture voltada para serviços de mobilidade

A fabricante de veículos Honda e a empresa de tecnologia Sony anunciaram recentemente a criação de uma joint venture no segmento de serviços de mobilidade e veículos elétricos. A nova empresa, intitulada Sony Honda Mobility já definiu uma data para o lançamento de seu primeiro carro elétrico por assinatura. O modelo chegará ao mercado em 2026, inicialmente nos Estados Unidos e Japão. A Sony fornecerá o sistema de software, com os controladores de bordo e serviços que conectam o carro elétrico ao sistema de entretenimento e pagamento, além de um conjunto de automação, que possibilitará ao motorista dirigir sem observar a estrada ou manusear o volante. (Electrive - 15.10.2022) 
Link Externo

Honda: Investimentos em eletrificação e baterias nos EUA

A Honda anunciou recentemente que irá realizar dois grandes investimentos no âmbito da eletromobilidade no estado de Ohio, nos EUA. Serão investidos US$ 700 milhões na conversão de três fábricas de carros e powertrains para a produção de carros elétricos. Outros US$ 3,5 bilhões serão investidos na construção de uma fábrica de baterias da joint venture criada com a LG Energy Solution (LGES). As conversões das fábricas da Honda existentes em Ohio envolvem as instalações de Marysville Auto Plant (MAP), East Liberty Auto Plant (ELP) e Anna Engine Plant (AEP) com o objetivo de iniciar a produção e venda de carros elétricos da linha "Honda e:" em 2026. A fábrica de baterias será construída no condado de Fayette e a expectativa é que a produção de baterias tenha início no final de 2025, com uma capacidade de produção anual de 40 GWh. (Electrive - 12.10.2022) 
Link Externo

MAN: Novos chassis de ônibus elétricos para mercados globais

A MAN Truck & Bus apresentou um chassi de ônibus totalmente elétrico para o mercado global. O Lion's Chassis E é baseado em tecnologias do modelo de ônibus elétrico MAN Lion's City E e está programado para sair da linha de produção na fábrica polonesa da MAN em Starachowice a partir de 2024. A MAN escolheu a feira Australasia Bus & Coach Expo em Sydney como o local para a estreia mundial. A fabricante diz que, para a entrada no mercado, quer trabalhar em conjunto com uma rede mundial de fabricantes de carrocerias para atender às necessidades dos clientes locais na Ásia, África, América do Sul, Nova Zelândia e Austrália da melhor maneira possível. A subsidiária da Volkswagen está oferecendo duas alternativas de bateria para seus ônibus elétricos: além das baterias NMC conhecidas do Lion’s City E, também haverá baterias LFP. (Electrive - 13.10.2022) 
Link Externo

Nissan e Renault: Cooperação para novas estratégias de eletromobilidade

As montadoras Renault e Nissan publicaram comunicado conjunto hoje no qual dizem que estão envolvidas atualmente em "discussões cheias de confiança" sobre "várias iniciativas" como parte de seus "esforços continuados para reforçar a cooperação e o futuro da Aliança". Segundo a nota, as discussões incluem um acordo sobre uma série de iniciativas estratégicas comuns entre mercados, produtos e tecnologias. As duas companhias também discutem a possibilidade de a Nissan investir em uma nova unidade da Renault voltada para veículos elétricos, informa o texto. As duas companhias também pretendem fazer melhorias estruturais para garantir a sustentabilidade de operações e governança da Aliança, sustentam. (BroadCast Energia – 10.10.2022) 
Link Externo

Siemens e Volta Trucks: Parceria para o lançamento de VEs

Caminhões elétricos são a nova aposta da Volta Trucks e da Siemens. As empresas anunciaram uma parceria na quinta-feira (13/10) em evento que aconteceu em Berlim, na Alemanha. Os veículos da Volta, empresa sueca apelidada de "Tesla dos caminhões", prometem sustentabilidade, segurança e o transporte eficiente das mais variadas cargas. Os caminhões pesam 16 toneladas, têm um design interno remodelado e bateria com capacidade de 150 ou 225 kWh. O funcionamento dos caminhões é bem semelhante ao dos VEs, com a diferença de os novos veículos serem muito maiores e terem a missão extra de transportar produtos, incluindo os que precisam de refrigeração. (Techtudo - 14.10.2022) 
Link Externo

Stellantis: Acordo visando o fornecimento de materiais críticos para baterias

A Stellantis assinou recentemente um acordo não vinculativo com a GME Resources para a compra de produtos de níquel e sulfato de cobalto. A GME Resources atualmente está desenvolvendo um projeto na Austrália Ocidental, denominado NiWest, que deverá produzir cerca de 90.000 toneladas de níquel e sulfato de cobalto para o mercado de veículos elétricos. Até o momento, mais de 30 milhões de dólares australianos foram investidos em perfuração, testes metalúrgicos e estudos de desenvolvimento. O diretor de compras e cadeia de suprimentos da Stellantis, Maxime Picat, declarou: "Garantir as fontes de matéria-prima e o fornecimento de baterias fortalecerá a cadeia de valor da Stellantis para a produção de baterias de veículos elétricos e, igualmente importante, ajudará a empresa a atingir sua meta agressiva de descarbonização”. (Electrive - 10.10.2022) 
Link Externo

Tesla: Produção de células de baterias é suspensa na Alemanha

Segundo informações da agência Reuters, a Tesla teria interrompido seus planos de produzir em massa células de bateria em sua gigafábrica instalada em Berlim, na Alemanha. De acordo com relatório ao qual teve acesso a Reuters, foram descobertos problemas com um importante processo de produção apresentado pelo presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, há dois anos. Atualmente, a pesquisa de baterias que ocorre na fábrica envolve apenas eletrodos. Segundo o relatório, todos os equipamentos para as etapas restantes de produção de enrolamento, montagem e formatação das células estão sendo transferidos para a sede da Tesla no Texas. (Automotive Business - 14.10.2022) 
Link Externo

Volkswagen: Panorama de venda de VEs em 2022

O Grupo Volkswagen entregou 366.400 veículos totalmente elétricos aos clientes nos primeiros nove meses deste ano, cerca de 25% a mais do que no mesmo período do ano passado (293.000). A participação de VEs a bateria (BEVs) nas entregas totais do Grupo subiu para 6,0% de janeiro a setembro de 2022, em comparação com 4,2% nos primeiros nove meses do ano anterior. A Europa ainda é o maior mercado de BEVs da VW em termos absolutos, mas o maior crescimento vem da China. No terceiro trimestre, havia 49.200 BEVs em vez de 28.800 no ano passado, o que representa um aumento de 70,8%. Ao longo do ano, a VW conseguiu aumentar as entregas elétricas na China em 139,3%, para 112.700 carros elétricos. (Electrive - 15.10.2022) 
Link Externo

Volkswagen: Meta para automação de fábrica de VEs na Alemanha

A Volkswagen quer automatizar de 20% a 30% da produção em sua próxima fábrica de Trinity, perto da sede em Wolfsburg, disse o diretor de produção da fábrica. A fábrica de Trinity, onde a montadora alemã montará um novo sedã elétrico, deve iniciar a produção de pré-série em 2025, com o início oficial da produção em 2026. A chave para automatizar mais a linha de montagem será mudar para uma estratégia baseada em módulos, disse ele, condensando 50 peças em uma por meio de técnicas como fundição sob pressão para produzir partes dianteiras, traseiras e superiores. O chefe de produção da marca Volkswagen, Christian Vollmer, disse no início deste ano (2022) esperar que essa estratégia ajude a aumentar a produtividade e manter vantagem no mercado europeu. (Forbes - 11.10.2022) 
Link Externo

Meio Ambiente

ESG: Multiplan instala carregadores para VEs em toda rede de shoppings

A rede de shoppings Multiplan anunciou recentemente que 19 empreendimentos que a empresa administra já contam com carregadores elétricos. No total, são quase 100 vagas exclusivas para carros elétricos e híbridos plug-in espalhadas pela região Sul, Sudeste e também no Distrito Federal. Ademais, a Multiplan está testando o aplicativo Multi , onde o usuário libera a recarga do veículo por meio do celular, o que torna a recarga mais prática e segura. (IG Carros - 11.10.2022) 
Link Externo

ESG: Grupo Pérola adquire caminhões elétricos

Como parte de sua estratégia de diminuir o impacto ambiental de suas atividades, o Grupo Pérola anunciou a aquisição de dois caminhões elétricos, modelos e-Delivery, que vão atuar nas mais diversas distribuições de mercadorias da empresa, através de sua transportadora TRP. Os veículos vão poder transportar mais de 12 mil itens de estoque com que a Pérola Distribuição trabalha para atender aos varejistas de Goiânia e da região metropolitana da capital do Estado de Goiás. A gerente de Marketing do Grupo Pérola, Érika Xisto, declarou: "Os caminhões elétricos VW fazem parte de nosso projeto com pilar de sustentabilidade. Tal investimento mostra não só o nosso comprometimento com o meio ambiente, mas também com a sociedade". (Blog do Caminhoneiro - 14.10.2022) 
Link Externo

ESG: GreenV e Indigo Brasil firmam parceria para expansão da infraestrutura de recarga de VEs

A GreenV, startup especializada em soluções para eletromobilidade, e a Indigo Brasil, empresa que administra e opera estacionamentos e serviços de mobilidade urbana, firmaram uma parceria que visa a instalação de mais 350 pontos de recarga para veículos elétricos no país até 2025. De acordo com as empresas, as novas instalações devem começar ainda neste ano, sobretudo no Sul e Sudeste. Inicialmente, as cidades que vão receber os pontos são Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. Entre os locais contemplados estarão hospitais, shoppings e aeroportos, edifícios comerciais, concessões públicas, entre outros. (Mobilidade Estadão - 14.10.2022) 
Link Externo

ESG: Renault cria subsidiária dedicada a economia circular

O Grupo Renault anunciou recentemente que criou uma empresa dedicada exclusivamente ao segmento da economia circular. A nova empresa, batizada de The Future is Neutral, pretende ser “a líder europeia na economia circular para veículos até 2030”. A nova empresa tem como objetivo liderar a indústria de reciclagem de baterias em circuito fechado e desenvolver carros antigos como fonte de matéria-prima para carros novos – não apenas para a Renault, mas para todos os players do setor. O CEO da empresa, Jean-Philippe Bahuaud, declarou: "No setor automotivo, o primeiro recurso subexplorado é o próprio carro, composto por mais de 85% de metais e plásticos. Esta nova entidade visa empurrar a indústria automotiva para a neutralidade de recursos, extraindo de cada veículo a maior quantidade possível de material necessário para fabricar um novo modelo". (Electrive - 14.10.2022) 
Link Externo

ESG: Shell forma consórcio visando soluções de eletrificação para o setor de mineração

A Shell anunciou a formação de um consórcio para criar soluções de eletrificação para locais de mineração. Além da Shell, o consórcio inclui Skeleton Technologies, Microvast, Stäubli, Carnegie Robotics, Heliox, Spirae, Alliance Automation e Worley. A Shell prevê trabalhar com o consórcio de nove membros para criar soluções de bateria para veículos off-road que possam ser carregados rapidamente e combinados com sistemas de energia de microrrede. A vice-presidente de descarbonização e inovação setorial da Shell, Grischa Sauerberg, declarou: "Está cada vez mais claro que nenhuma organização isolada pode resolver a descarbonização sozinha. A necessidade de um esforço colaborativo é particularmente evidente em indústrias intensivas em carbono, como a mineração, onde os desafios são grandes, mas as oportunidades são ainda maiores". (Electrive - 13.10.2022) 
Link Externo

ESG: Li-Cycle abre fábrica de reciclagem de baterias nos EUA

A empresa canadense Li-Cycle inaugurou sua quarta usina de reciclagem de baterias de íons de lítio, desta vez no estado do Alabama, EUA. A abertura em Tuscaloosa ocorreu um pouco mais tarde do que o previsto, mas em maior escala. Quando a Li-Cycle anunciou os planos no ano passado, a empresa previa reciclar 5.000 toneladas e 10.000 toneladas mais tarde. No entanto, agora, a fábrica de Tuscaloosa já opera com capacidade para processar até 10.000 toneladas de resíduos de produção e baterias usadas por ano. Além disso, a Li-Cycle espera expandir a capacidade no futuro. Os números atuais somados às outras três instalações da empresa na América do Norte aumentam a capacidade de reciclagem para 30.000 toneladas anuais, o equivalente a baterias de aproximadamente 60.000 VEs. Até o final de 2023, a empresa espera ter uma capacidade total de 65.000 toneladas por ano para processar material de bateria de íon-lítio em suas instalações na América do Norte e Europa. (Electrive - 14.10.2022) 
Link Externo

ESG: Deutsche Telekom anuncia eletrificação progressiva de frota comercial

A Deutsche Telekom anunciou que irá comprar apenas VEs para a frota da empresa a partir de 2023. Os funcionários na Alemanha poderão escolher entre 33 modelos de VEs. A mudança faz parte das iniciativas de sustentabilidade mais amplas do Grupo. A Deutsche Telekom anunciou a eliminação progressiva do motor de combustão em carros novos da empresa na última quinta-feira, em seu primeiro Dia da Sustentabilidade. De acordo com a subsidiária, Telekom Mobility Solutions (TMS), responsável pela frota de veículos, a frota da Telekom é composta por 23.000 carros da empresa e veículos de serviço, tornando-se uma das maiores frotas da empresa na Alemanha. (Electrive - 14.10.2022) 
Link Externo

Produções Científicas

UFRGS: Estudo compara custos de ônibus elétricos e a diesel

Uma pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) traçou alternativas para reduzir o impacto ambiental e o custo do transporte público. A dissertação do pesquisador Guilherme Rugeri comparou a frota de ônibus a diesel de Porto Alegre com cenários em que seriam utilizados percentuais da frota de ônibus elétricos. Com orientação do professor Fabiano Perin Gasparin, do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais, o trabalho utilizou dados disponibilizados pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). O pesquisador analisou três possibilidades em cada cenário hipotético, em que seriam introduzidos percentuais de 10%, 20% e 30% de ônibus elétricos na frota que circula em Porto Alegre, hoje com 1.479 veículos. Os cenários criados foram "padrão" (com a frota atual), "favorável aos ônibus elétricos" e "favorável aos ônibus a diesel". Para conhecer mais detalhes do estudo, clique aqui: https://www.ufrgs.br/ciencia/dissertacao-simula-custos-para-porto-alegre-ter-uma-frota-de-onibus-eletricos/. (G1 - 13.10.2022) 
Link Externo

Eventos

VWCO e UFSC lançam programa de pós-graduação direcionado a mobilidade elétrica

A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) lançou a primeira pós-graduação corporativa em veículos elétricos, autônomos e conectados do Brasil. O curso superior foi criado em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) a fim de preparar profissionais para as novas tendências tecnológicas do mercado automotivo. A pós-graduação terá duração de 24 meses e a primeira turma será dividida em dois eixos de formação: software e hardware. As aulas vão ocorrer presencialmente dentro do centro de treinamento da montadora em Resende (RJ). (Automotive Business - 10.10.2022) 
Link Externo