IFE
19/01/2023

IFE Hidrogênio 112

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Luiza Masseno e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Allyson Thomas, José Vinícius S. Freitas, Kalyne Silva Brito, Luana Oliveira e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

IFE
19/01/2023

IFE nº 112

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Luiza Masseno e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Allyson Thomas, José Vinícius S. Freitas, Kalyne Silva Brito, Luana Oliveira e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

Ver índice

IFE Hidrogênio 112

Políticas Públicas e Financiamentos

Austrália: Governo estadual lança licitação para usina de hidrogênio verde de US$ 398 milhões

O governo da Austrália do Sul lançou uma solicitação internacional de propostas (RFP) de parceiros da indústria para ajudar a fornecer uma instalação de produção de hidrogênio verde de 250 MW, uma usina de hidrogênio de 200 MW e infraestrutura de armazenamento capaz de armazenar 3.600 toneladas de hidrogênio. O governo disse que a usina de hidrogênio verde, que fornecerá capacidade de consolidação para a rede estadual, estará operacional até dezembro de 2025. A chamada foca no fornecimento, construção e operação da usina de hidrogênio e equipamentos, além de buscar interesse na compra de hidrogênio produzido na instalação. O ministro da Energia do estado, Tom Koutsantonis, disse que a Austrália do Sul já é líder na produção de energia limpa, com fontes renováveis ​​respondendo por 69% de sua geração de energia em 2022. Ele observou que agora quer se tornar um líder global em hidrogênio verde. A usina de hidrogênio desempenhará um papel importante no estado como um player global significativo na produção de hidrogênio verde, acrescentou Koutsantonis, alegando que isso lhe dará uma vantagem inicial na atração de empregos associados à cadeia de suprimentos, manutenção contínua e potencialmente manufatura (Governo da Austrália do Sul - 16.12.2022) 
Link Externo

Brasil: CCEE deverá apostar em novas regras com a abertura do ACL

De olho na abertura do mercado livre de energia, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) anunciou no dia 12 de dezembro que tem intenção de criar alguns critérios de entrada, manutenção e saída de agentes do mercado. De acordo com o presidente do conselho de administração da CCEE, Rui Altieri, metodologias de garantia financeira para o MVE serão implantadas no próximo ano. Por último, a CCEE pretende focar em certificações de energia renovável e hidrogênio. “Queremos organizar este mercado e evitar a contagem dupla”, disse. A CCEE já possui pequenos projetos em andamento e intenção é que ao longo de 2023 o projeto piloto para certificação de hidrogênio desenvolva um produto para a certificação. (CanalEnergia - 12.12.2022)  
Link Externo

Brasil: EPE publica ferramenta interativa "Painel de Dados de Potencial Técnico de Produção de Hidrogênio"

O Painel de Dados sobre Hidrogênio no Brasil tem como objetivo disponibilizar informações sob o tema de maneira rápida e objetiva. Essa aplicação possibilita visualizar geograficamente o potencial de produção de H2 pelas possíveis rotas tecnológicas, bem como a localizar os projetos e a infraestrutura existente para a seu armazenamento e/ou escoamento. Clique aqui e acesse a plataforma pelo computador ou celular e saiba mais sobre esse vetor da transição energética.  (EPE - Dezembro de 2022)
Link Externo

Brasil: H2 Verde é tema de consulta pública do MME

Um grande tópico no Ministério de Minas e Energia que foi alvo de uma consulta pública é o Plano de Trabalho Trienal 2023-2025 do Programa Nacional do Hidrogênio (PNH2). O documento tem como objetivo nortear as ações do governo federal no desenvolvimento do setor de hidrogênio nos próximos anos. O período foi iniciado com a publicação da Portaria nº 713/GM/MME, no Diário Oficial da União do dia 14 de dezembro. O Plano Trienal é resultado das atividades desenvolvidas no âmbito do PNH2 ao longo do ano de 2022, sendo o resultado do trabalho conjunto das cinco Câmaras, que contou com a participação de diversos representantes do setor, incluindo instituições públicas, privadas e academia. O resultado deste trabalho agora será apresentado à sociedade e estará disponível por 45 dias para receber contribuições na Consulta Pública no. 147/2022. O prazo para participar se encerra em 27 de janeiro.  (EPE - 14.12.2022) 
Link Externo

Brasil: Novo Ministro anuncia secretaria da transição energética

O ministro de Minas e Energia Alexandre Silveira afirmou durante a cerimônia de transmissão de cargo que as maiores batalhas a serem enfrentadas no setor elétrico serão alcançar a modicidade tarifária e a universalização do acesso à energia elétrica. Silveira prometeu “exterminar a miséria elétrica”, trabalhando para concluir o programa Luz para Todos, e também reduzir tarifas. Aproveitou e anunciou a criação da Secretaria da Transição Energética, colocando o que o novo governo vem falando, a energia limpa está na pauta. Defendeu ainda a ampliação das fontes renováveis aliadas a tecnologias de armazenamento e hidrogênio para posicionar a matriz na vanguarda da sustentabilidade e deixou claro que é nesse contexto que nasce a nova secretaria. Ele reforçou que é necessário trabalhar pelo aproveitamento do gás natural e pela democratização do acesso ao insumo. “Apenas 52% do gás natural produzido no país é aproveitado, perdendo-se o resto com reinjeções e queimas. Mesmo assim, continuamos importadores de GNL a preços estratosféricos”, discursou.  (CanalEnergia - 02.01.2023) 
Link Externo

Holanda: Projetos de eletrolisadores da Air Liquide recebem apoio do IPCEI

O governo holandês declarou que fornecerá à Air Liquide apoio financeiro no âmbito do programa Projeto Importante de Interesse Europeu Comum (IPCEI) para dois projetos de eletrolisadores, cada um com 200MW de capacidade. Espera-se que produza aproximadamente 30.000 toneladas de hidrogênio renovável por ano, ambos os projetos de eletrolisadores devem funcionar com eletricidade renovável. A Air Liquide diz que os locais evitarão até cinco milhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono anualmente. Os projetos, denominados ELYgator e CurtHyl, localizados em Terneuzen e Maasvlakte 2, respectivamente, integrarão o portfólio de ativos existente da empresa e permitirão o fornecimento de hidrogênio de baixo carbono para vários clientes nos mercados da indústria e da mobilidade. Apresentado em março deste ano (2022), o plano ADVANCE da Air Liquide colocou quatro prioridades principais sob os holofotes: desempenho financeiro, descarbonização, inovação tecnológica e envolvimento ativo com partes interessadas, clientes e acionistas.  (Air Liquide - 21.12.2022) 
Link Externo

Índia: Governo aprova plano de incentivo de US$ 2 bilhões para impulsionar hidrogênio verde

A Índia aprovou um plano de incentivo abrangente de US$ 2 bilhões para impulsionar seu desenvolvimento de hidrogênio verde, refletindo as medidas tomadas nos Estados Unidos e na Europa. No âmbito do Programa de Intervenções Estratégicas para a Transição do Hidrogênio Verde (SIGHT), dois mecanismos distintos de incentivo financeiro – visando a fabricação doméstica de eletrolisadores e a produção de hidrogênio verde – serão introduzidos em uma tentativa de reduzir as emissões de carbono e impulsionar as exportações. O governo havia anunciado anteriormente que pretende produzir 5 milhões de toneladas de hidrogênio verde por ano até 2030, mas sob os novos incentivos, o governo pretende reduzir o custo de produção do hidrogênio verde, atualmente em 300 rúpias para 400 rúpias por kg, para acelerar ainda mais seu desenvolvimento , e economizar 50 milhões de toneladas de emissões de CO2 por ano. Clique aqui para acessar o anúncio governamental. (H2 View - 04.01.2023)  
Link Externo

Noruega: TECO 2030 recebe financiamento de € 5 milhões para tanque movido a hidrogênio de 2,4 MW

A TECO 2030, com sede na Noruega, finalizou no dia 21 de dezembro o recebimento de uma doação de € 5 milhões (US$ 4,88 milhões) para o projeto de tanque movido a hidrogênio, HyEkoTank. A subvenção foi assinada pela União Europeia e o financiamento enquadra-se no esquema HORIZON EUROPE, com o projeto previsto para começar em fevereiro de 2023. De acordo com os planos do projeto, o navio-tanque movido a hidrogênio HyEkoTank 18.600DWT facilitará um sistema de célula de combustível de 2,4 MW e armazenará 4.000 kg de armazenamento de hidrogênio comprimido. O esforço terá emissões zero e poderá reduzir até 60% dos gases de efeito estufa (GEE) durante a viagem. Acredita-se que o HyEkoTank possa se tornar um 'pioneiro' no segmento de transporte marítimo, contribuindo para as metas climáticas da UE.  (H2 View - 21.12.2022)
Link Externo

Portugal: Governo revela primeiros detalhes do próximo concurso de hidrogénio verde

O governo português divulgou um conjunto de medidas (Grandes Opções do Plano) para lançar novos esquemas de leilões para energia eólica offshore e gás renovável, com foco particular no hidrogênio e seus derivados, incluindo amônia, metanol verde e combustíveis sintéticos. A primeira licitação de hidrogênio verde será lançada este ano, segundo o documento. As autoridades disseram que querem conceder contratos de 10 anos para 3.000 toneladas de hidrogênio verde e 10.000 toneladas de metano renovável. O preço de referência para o hidrogênio verde será de € 127 (US$ 134,7)/MWh e o do metano renovável será de € 62/MWh. Em meados de dezembro, o primeiro-ministro português, António Costa, lançou o programa Simplex Ambientais, que é um pacote de medidas para alterar as regras ambientais para o desenvolvimento de projetos de hidrogênio e energias renováveis.  (Diário da República de Portugal - 30.12.2022)
Link Externo

Reino Unido: Hydrogen UK lança documento pedindo por mais financiamentos em armazenamento

Um relatório da associação comercial Hydrogen UK declarou que o desbloqueio de investimentos em infraestrutura para 3,4TWh de armazenamento de hidrogênio em grande escala é urgentemente necessário. O relatório Hydrogen Storage: Delivery on the UK's Energy Needs recomendou que um modelo de negócios regulado de longo prazo para armazenamento em larga escala seja projetado até 2025. Reconhecendo a recente Estratégia de Segurança Energética do governo do Reino Unido, que destacou o papel que o hidrogênio deve desempenhar no mix de energia do Reino Unido, tendo aumentado as metas de produção doméstica para 10 GW até 2030, a Hydrogen UK enfatizou que a construção da infraestrutura necessária de armazenamento de hidrogênio em conjunto com a capacidade de produção é “chave” para garantir que o hidrogênio possa fornecer energia acessível com baixo teor de carbono e crescimento econômico. Para acessar o relatório, clique aqui. (H2 View - 16.12.2022) 
Link Externo

Reino Unido: Governo apoia BECCS de hidrogênio com £ 25 milhões e abre consultas

O governo do Reino Unido anunciou no dia 12 de dezembro £ 25 milhões (US $ 31 milhões) de financiamento para desenvolver tecnologias de produção de biomassa para hidrogênio e abrir consultas sobre a obrigatoriedade de caldeiras prontas para hidrogênio a partir de 2026. Espera-se que o compromisso do governo acelere a implantação da tecnologia de bioenergia de hidrogênio com captura e armazenamento de carbono (BECCS), que remove permanentemente os resíduos da atmosfera absorvendo dióxido de carbono durante o crescimento de biomassa sustentável e conteúdo orgânico. O financiamento vem como parte de um pacote de financiamento de £ 102 milhões (US$ 126 milhões), sendo £ 77 milhões (US$ 95 milhões) comprometidos para apoiar a produção de combustível nuclear e reatores nucleares de próxima geração.  (Governo do Reino Unido - 12.12.2022) 
Link Externo

Produção

Alemanha: Enertrag seleciona Elogen para fabricar eletrolisador para sua planta de H2V

A Enertrag, uma empresa independente de energias renováveis, acaba de avançar com o seu projeto que visa construir uma planta de hidrogênio verde (H2V) ao selecionar a Elogen para fabricar um eletrolisador para a sua planta na Alemanha. A unidade contará com o eletrolisador mencionado com capacidade de 10 MW e será alimentado a partir de energias renováveis. A unidade estará em operação no ano de 2024 e será capaz de produzir até quatro toneladas de H2V por dia. Em termos de uso final, o gás será utilizado para descarbonizar a indústria da mobilidade pesada, bem como outros segmentos industriais de difícil eletrificação, além de, a médio prazo, utilizar o gás em gasodutos.  (Elogen - 04.01.2023) 
Link Externo

Alemanha: HH2E avança em projeto de H2V de 120 MW

A HH2E, uma empresa que atua no segmento de hidrogênio, está avançando em um projeto que tem por finalidade construir duas plantas de hidrogênio verde (H2V) na Alemanha. O avanço surgiu após a HH2E realizar um pedido firme de compra com a NEL, e as partes pretendem concluir um contrato para equipamentos de eletrolisador no primeiro semestre de 2023. As plantas contarão, cada uma, com um eletrolisador de 60 MW de capacidade e serão alimentadas a partir de energias renováveis. No que concerne ao uso final, o gás será destinado para o setor industrial, além de transporte e aquecimento residencial.  (NEL - 06.01.2023) 
Link Externo

Dinamarca: Projeto HySynergy produz primeira molécula de H2V

A Everfuel, uma empresa que atua no setor de energias renováveis, sobretudo hidrogênio verde (H2V), a partir do seu projeto HySynergy, acaba de produzir a primeira molécula de H2V em Frederica, Dinamarca. O projeto desenvolveu uma planta com capacidade de produção de 20 MW, sendo alimentado por energia limpa. Com a planta entrando em operação, a Everfuel planeja agora expandir a unidade de produção para até 300 MW de capacidade até o ano de 2025. Em termos de uso final, o gás será destinado para transporte. A Everfuel espera que isso facilite uma redução anual de até 500.000 toneladas de emissões de carbono do setor de mobilidade, o que corresponde a 11% do total de emissões de carbono do setor de transporte terrestre dinamarquês em 2020. (Everfuel - 16.12.2022) 
Link Externo

Espanha: Empresas se unem para desenvolver planta de H2V de 30 MW

A Repsol, uma companhia energética que atua em mais de 30 países, a Naturgy uma empresa que atua no setor de gás natural e energia elétrica, e a Reganosa, uma companhia de gás natural se unem para desenvolver um projeto que tem por finalidade construir uma planta de hidrogênio verde (H2V) em Galiza, Espanha. A unidade contará inicialmente com a tecnologia de eletrólise com capacidade de produção de 30 MW, e será alimentada a partir de energias renováveis. Com a capacidade inicial, a planta será capaz de produzir 4000 toneladas de H2V por ano. Posteriormente, a planta será expandida para uma capacidade de 200 MW e será capaz de produzir 30.000 toneladas de H2V por ano. Em termos de uso final, o gás será utilizado na indústria de refinaria, bem como será injetado na rede de gás natural para alimentar o segmento da mobilidade.  (Repsol - 09.12.2022) 
Link Externo

EUA: Cummins fornecerá eletrolisador de 35MW para planta de H2V da Linde

A Linde, uma empresa química multinacional está avançando com seu projeto que visa desenvolver uma planta de hidrogênio verde (H2V) em Niagara Falls, Estados Unidos (EUA), ao assinar um contrato com a Cummins para que a empresa forneça um sistema de eletrolisador para o projeto. A planta contará com o eletrolisador PEM de 35 MW de capacidade e será alimentada a partir de energia hidrelétrica. A Linde será a responsável por construir, possuir e operar a planta, que terá sua primeira operação comercial no ano de 2025. Este projeto é um marco inicial para o desenvolvimento do segmento de H2V para a Cummins, bem como fundamental para a descarbonização dos EUA.  (Cummins - 08.12.2022) 
Link Externo

Groenlândia: H2Carrier e Anori assinam LOI para desenvolver projeto de produção de H2V

A H2Carrier e a Anori, uma empresa que atua no segmento de energia eólica, assinaram uma carta de intenções (LOI) para desenvolver um projeto que tem por intuito produzir hidrogênio verde (H2V) na Groenlândia. A produção do H2V será realizada a partir de um sistema de eletrolisadores que são implementados em uma embarcação que é denominada por P2XFloater™. Em termos de energia primária, a embarcação utilizará energia elétrica provinda de um parque eólico de 1,5 GW de energia. No que concerne ao uso final, o gás será utilizado para produzir amônia a partir da síntese de Haber-Bosch ainda na embarcação, onde será exportada para navios menores e transportada para o mercado internacional de amônia. (H2Carrier - 03.01.2023) 
Link Externo

Noruega: Gen2 e o município de Åfjord assinam contrato para projeto de H2V

A Gen2 Energy, uma empresa que atua na produção do hidrogênio verde (H2V), e o município de Åfjord assinam um contrato para que a empresa garanta arrendamento de longo prazo sobre uma área para desenvolver seu projeto que possui intuito em construir uma planta de hidrogênio verde (H2V) na própria cidade, Noruega. A unidade contará com a tecnologia de eletrólise e será alimentada a partir de energias renováveis. A região foi escolhida por possuir uma ótima localização para a instalação de cais e posterior exportação do gás para mercados europeus mais amplos, além de uma rede elétrica majoritariamente renovável. A Gen2 está atualmente realizando um estudo de conceito para a planta, a fim de esclarecer os aspectos do projeto da instalação, antes de iniciar a preparação e regulamentação do solo. (Gen2 Energy - 14.12.2022) 
Link Externo

Armazenamento e Transporte

Alemana: Air Liquide conclui oleoduto de hidrogênio em Duisburg

A produção de aço do futuro dependerá de grandes quantidades de hidrogênio. Como do programa H2Stahl patrocinado pelo Ministério Federal Alemão para Assuntos Econômicos e Proteção Climática (BMWK), a empresa de gases industriais Air Liquide concluiu a entrega de um gasoduto para a empresa Thyssenkrupp Steel em Duisburg. O oleoduto de aproximadamente quatro quilômetros conecta a usina siderúrgica de Duisburg à rede de hidrogênio da Air Liquide no distrito de Ruhr. A rede de dutos de hidrogênio de 200 km da Air Liquide na região do Reno e do Ruhr oferece as melhores oportunidades para o futuro do hidrogênio. Os dutos conectam plantas de produção de hidrogênio e grandes clientes em diversas cidades da região. No outono de 2023, o pioneiro em Oberhausen, na Alemanha, está programado para se tornar a primeira usina de eletrólise de água em escala industrial de 20 MW a ser conectada à rede H2 da Air Liquide. Na primeira fase, isso permitirá que os clientes recebam até 2.900 toneladas métricas de hidrogênio renovável por ano via gasoduto. A provisão para expansão de capacidade em +10 MW está em preparação, e iniciativas adicionais para fornecer hidrogênio renovável para indústria e mobilidade na região estão em desenvolvimento. (Thyssenkrupp - 22.12.2022) 
Link Externo

Alemanha: Avanços nas obras relativas à rede de infraestrutura de hidrogênio no país

A ONTRAS Gastransport GmbH recebeu aprovação do Ministério Federal de Assuntos Econômicos e Ação Climática (BMWK) para o início antecipado de medidas para seus projetos de infraestrutura de hidrogênio: “Doing hydrogen” e “Green Octopus Mitteldeutschland”, apresentados no IPCEI Hydrogen. Isto permite que a ONTRAS comece a trabalhar na futura rede de hidrogênio na Alemanha Oriental. A rede de gasodutos será constituída por mais de 900 quilômetros de extensão até 2030, principalmente por meio da modernização da infraestrutura de transporte de gás natural existente. Esta será fundamental para conectar produtores, instalações de armazenamento e consumidores de hidrogênio verde, além de fornecer acesso a pontos de importação. A empresa apresentou as candidaturas para o financiamento em 2022. Nos próximos meses, começarão os trabalhos de implementação dos dois projetos, incluindo o projeto de engenharia e os preparativos para os necessários procedimentos de aprovação oficial. (Clean Energy Wire - 15.12.2022) 
Link Externo

Estados Unidos: PG&E e Energy Vault construirão sistema de armazenamento energético de hidrogênio verde

A Energy Vault Holdings, Inc. e a Pacific Gas and Electric Company (PG&E) anunciaram que as empresas estão se associando para implantar e operar um sistema de armazenamento de energia de hidrogênio verde. O sistema é composto por uma bateria de grande escala e um sistema de armazenamento de energia de longa duração de hidrogênio verde (BH-ESS) com um mínimo de 293 megawatts -horas (MWh) de energia. O BH-ESS foi projetado para fornecer energia ao centro da cidade e arredores da cidade de Calistoga, no norte da Califórnia, por no mínimo 48 horas durante interrupções planejadas e possíveis desligamentos de energia de segurança pública (PSPS). A capacidade do sistema pode ser expandida para 700MWh, o que permitiria operar por mais tempo sem reabastecimento, permitindo maior flexibilidade. A construção está prevista para começar no quarto trimestre de 2023, com operação comercial prevista para o final do segundo trimestre de 2024. Após a conclusão, espera-se que este projeto seja o primeiro de seu tipo e o maior projeto de hidrogênio verde em escala de utilidade nos Estados Unidos. (Energy Vault - 05.01.2023)  
Link Externo

Finlândia/Suécia/Europa Central: Empresas de sistemas de transmissão de gás exploram o mercado offshore de hidrogênio na região do Mar Báltico

As empresas líderes em infraestrutura e indústria Gasgrid Finland, Nordion Energi, OX2 e Copenhagen Infrastructure Partners estão tomando medidas para concretizar a visão do European Hydrogen Backbone, na região do Mar Báltico. A iniciativa European Hydrogen Backbone (EHB) visa acelerar a jornada de descarbonização da Europa, definindo o papel crítico da infraestrutura de hidrogênio - baseada em gasodutos existentes e novo. As empresas concordaram em investigar a possibilidade de desenvolver uma nova infraestrutura de gasodutos offshore de larga escala conectando Finlândia, Suécia e Europa Central até 2030 para fornecer hidrogênio limpo e sustentável para a Europa. A região do Mar Báltico apresenta excelentes condições para a produção de energia eólica onshore e offshore. Com investimentos estratégicos em infraestrutura, energia renovável e produção de hidrogênio, até 55% da meta de hidrogênio limpo definida no Plano REPowerEU pode ser produzida na região, apoiando simultaneamente projetos inovadores de descarbonização em cada país, além de ajudar a UE a atender seus objetivos gerais. (Ox2 - 16.12.2022) 
Link Externo

Uso Final

Empresas: Chart Industries e BNG Clean Fuel executam MoU para liquefação de hidrogênio e estações de abastecimento

A Chart Industries, Inc e a BNG Clean Fuel Corporation anunciaram a execução do Memorando de Entendimento (“MOU”) para a Chart fornecer a tecnologia de processo de liquefação de hidrogênio, equipamentos associados, bem como uma série de estações de abastecimento de hidrogênio. Além disso, as empresas colaborarão para produção de hidrogênio, redes de dutos, transporte de carga a granel e estações de abastecimento de combustível. A BNG está focada em seu hub piloto DenverH2, com instalações de liquefação de hidrogênio com capacidade dupla de 22 toneladas por dia, um terminal central de armazenamento, 10 estações de hidrogênio líquido, navios-tanque e equipamentos móveis de abastecimento que serão fornecidos pela Chart. Embora nenhum pedido tenha sido registrado, espera-se que sejam registrados avanços em 2023 e 2024 para compra de equipamentos e tecnologias do processo. (The Wall Street Journal - 04.01.2023) 
Link Externo

Escandinávia: Hynion Gotemburgo abre estação para reabastecimento de hidrogênio

A estação da Hynion em Gotemburgo contribuirá significativamente para uma melhor mobilidade dos veículos movidos a hidrogênio na Escandinávia. De acordo com a CEO da Hynion, esta estação garante que motoristas particulares e o transporte comercial possam usar oficialmente o hidrogênio como alternativa de emissão zero. Para garantir um bom desenvolvimento para os usuários de hidrogênio em Gotemburgo, a Hynion estabelecerá a estação no. 2 na cidade no projeto GREATER4H, co-financiado pela UE. A previsão é de que a estação fique pronta no primeiro semestre de 2024, possibilitando o uso do hidrogênio em veículos mais pesados. Ele está sendo construído para atender ao aumento esperado do tráfego de caminhões na rota Hamburgo – Oslo, mas também abastecerá o tráfego local e doméstico. (Hynion - 12.12.2022) 
Link Externo

Estados Unidos: Avina Clean Hydrogen investe em planta de amônia verde no país

A Avina Clean Hydrogen Inc, líder no setor de hidrogênio limpo, anunciou que assinou acordos de compra e venda de longo prazo para 100% de amônia produzida na primeira fase operacional da planta. A planta ainda encontra-se em desevolvimento na Costa do Golfo do Texas. A capacidade total de produção será de 700 mil toneladas métricas por ano e será alimentada com 100% de energia renovável. Uma vez operacional, esta instalação desempenhará um papel fundamental na transição dos Estados Unidos: de um importador líquido de amônia para um importante exportador de amônia verde para mercados internacionais como América do Sul, Europa e Ásia. A Avina planeja a rampa dessa planta em duas fases. A primeira fase terá produção de 100 mil toneladas métricas por ano deverá entrar em operação em 2025. (GlobeNewsWire - 09.12.2022) 
Link Externo

Estados Unidos: NASA fecha contrato para hidrogênio líquido

A NASA assinou um contrato com a Air Products and Chemicals, Inc. de Allentown, Pensilvânia, para fornecer até 7,5 milhões de libras de hidrogênio líquido. Este será usado para apoiar as operações no Centro Espacial Kennedy da agência na Flórida e nas proximidades da Estação Espacial de Cabo Canaveral. O contrato de requisitos de entrega inclui pedidos de entrega de preço fixo firme com um valor máximo de aproximadamente US$ 75 milhões. O contrato começa em 9 de dezembro e consiste em um período base e um período de opção que, se exercido, estenderia o contrato até 30 de novembro de 2025. A NASA usa hidrogênio líquido, combinado com oxigênio líquido, como combustível em motores de foguetes criogênicos, e as propriedades únicas da commodity apoiam o desenvolvimento da aeronáutica. (NASA - 09.12.2022) 
Link Externo

Estados Unidos: Nel ASA assina contrato para 16 postos de abastecimento de hidrogênio

A Nel Hydrogen Inc., uma subsidiária da Nel ASA, assinou um Contrato de Reserva de Capacidade (CRA) para a entrega de 16 postos de abastecimento de hidrogênio a serem implantados nos EUA. A empresa começará a fornecer itens de longo prazo para os postos de abastecimento, e a fabricação dos equipamentos começará quando um pedido final de compra for assinado. O valor do CRA é de cerca de USD 7 milhões e é pago no ato da assinatura. O pedido de compra final (incluindo a taxa de CRA) é estimado em cerca de US$ 17 milhões, enquanto um acordo final deve ser feito no primeiro semestre de 2023. A entrega do equipamento de abastecimento está programada para começar no quarto trimestre de 2023 e durar até 2024. (Nel Hydrogen - 20.12.2022) 
Link Externo

Espanha: Calvera Hydrogen para entregar oito novas estações de reabastecimento de hidrogênio

A Calvera Hydrogen foi escolhida pelos principais clientes de hidrogênio, tanto na Espanha quanto na Europa, para desenvolver 8 novas estações de reabastecimento de hidrogênio e seus sistemas de transporte de hidrogênio associados (reboques tubulares) na Espanha e na Europa. Espera-se que todas essas estações de reabastecimento de hidrogênio entrem em operação entre 2023 e o primeiro trimestre de 2024. Concretamente, estes 8 postos de abastecimento de hidrogênio terão diferentes capacidades, adaptando-se assim às necessidades específicas de cada um dos seus clientes, desde 200 a 1.600 quilos de hidrogénio dispensados ​​por dia, o que se traduz no abastecimento de 20 -30 carros por dia e 40-60 ônibus por dia. (FuelCellsWorks - 19.12.2022) 
Link Externo

Finlândia: Investimento de quatro bilhões de euros planejado em uma usina de aço verde em Inkoo

A empresa norueguesa Blastr Green Steel (Blastr) está planejando estabelecer uma planta de aço verde com uma instalação integrada de produção de hidrogênio em Inkoo, Finlândia. O investimento de quatro bilhões de euros deverá gerar até 1.200 empregos diretos na fase de operação. A produção está prevista para começar no final de 2026. O aço verde é um facilitador essencial para a transição verde, pois será uma matéria-prima crítica para o desenvolvimento de infraestrutura de energia renovável, como turbinas eólicas, bem como em segmentos como construção, indústria automotiva e bens de consumo. Somente na Europa, a demanda por aço descarbonizado deve chegar a 50 milhões de toneladas até 2030, quase um terço da atual demanda europeia de aço. A usina siderúrgica está planejada para produzir anualmente dois milhões e meio de toneladas de aço verde de alta qualidade. (Business Finland - 03.01.2023) 
Link Externo

França: Primeiros testes bem-sucedidos para Power-to-hydrogen-to-Power

O consórcioHyflexpower, constituído pelas empresas ENGIE Solutions, Siemens Energy, Centrax, Arttic, o Centro Aeroespacial Alemão (DLR) e quatro universidades europeias, anunciam o sucesso da primeira etapa de seu demonstrador de Power-to-hydrogen-to-Power. O objetivo do projeto HYFLEXPOWER é demonstrar que o hidrogênio verde pode servir como um meio flexível de armazenamento de energia, que pode ser então usado para alimentar uma turbina industrial de alta potência. O hidrogênio é produzido no local com um eletrolisador e utilizado em uma turbina a gás com uma mistura de 30% de hidrogênio e 70% de gás natural em volume para a produção de eletricidade. O projeto, anunciado pela primeira vez em 2020, envolve um financiamento significativo da Comissão Europeia, com dois terços do investimento de € 15,2 milhões provenientes do programa “EU ‘s Horizon 2020 research and innovation”. Os próximos testes do projeto HYFLEXPOWER estão agendados para o verão de 2023, e até então espera-se aumentar o volume de hidrogênio em 100% na mistura. (Siemens Energy - 15.12.2022) 
Link Externo

Índia: NTPC inicia a primeira operação de mistura de hidrogênio verde na rede PNG do país

A NTPC Ltd comissiona o primeiro projeto de mistura de hidrogênio verde da Índia. A mistura de hidrogênio verde foi iniciada na rede de gás natural canalizado (PNG) do município de NTPC Kawas, Surat. O projeto é um esforço conjunto da NTPC e da Gujarat Gas Limited (GGL). O hidrogênio verde em Kawas é produzido pela eletrólise da água usando energia de um projeto solar flutuante de 1 MW já instalado. O Conselho Regulador de Petróleo e Gás Natural (PNGRB), órgão regulador, deu aprovação para começar a mistura em 5% vol./vol. de hidrogênio verde/PNG, Este nível seria escalonado faseadamente até atingir 20%. Este nível é alcançada apenas em alguns países selecionados, como Reino Unido, Alemanha e Austrália, etc. Isso colocaria a Índia no centro do palco da economia global de hidrogênio. (Governo da Índia - 03.01.2023) 
Link Externo

Tecnologia e Inovação

Austrália: Pesquisa descobre que ondas sonoras aumentam a produção de hidrogênio verde em 14 vezes

Engenheiros da RMIT University em Melbourne, na Austrália, disseram que, usando vibrações de alta frequência durante a eletrólise, a equipe conseguiu liberar 14 vezes mais hidrogênio em comparação com as técnicas de eletrólise padrão. Ao produzir uma onda sonora durante o processo de eletrólise, os pesquisadores dizem que evita o acúmulo de bolhas de hidrogênio e oxigênio nos eletrodos, oferecendo melhor condutividade e estabilidade. O primeiro autor do relatório, Yemima Ehrnst, explicou: “Os materiais dos eletrodos usados ​​na eletrólise sofrem com o acúmulo de gás hidrogênio e oxigênio, formando uma camada de gás que minimiza a atividade dos eletrodos e reduz significativamente seu desempenho. (H2 View - 13.12.2022) 
Link Externo

China: Descoberto novo eletrolisador para produzir hidrogênio a partir de água salgada

Pesquisadores da Universidade de Shenzhen e da Nanjing Tech University, na China, desenvolveram um sistema de eletrólise da água do mar (SES) para a eletrólise direta da água do mar , sem reações colaterais ou corrosão. O novo método funciona por meio de migração de água autoconduzida para evitar a necessidade de um processo de dessalinização separado. O consumo de energia é supostamente comparável ao da eletrólise alcalina industrial com água pura. Para desenvolver o eletrolisador em escala de laboratório, os cientistas separaram as duas camadas de eletrodos com uma camada de diafragma e depois as submergiram em uma solução concentrada de hidróxido (OH-) – o SDE. Eles colocaram uma membrana de politetrafluoretileno (PTFE) entre a água do mar e o SDE. Eles afirmam que este projeto permite a difusão polarizada do vapor d'água, mas impede totalmente a penetração de água do mar líquida e íons de impurezas, como magnésio, cloreto e sulfato. (PV Magazine - 02.01.2023) 
Link Externo

Coreia do Sul: Equipe de pesquisa investiga uso de hidrogênio liquefeito

Uma equipe de pesquisa da Pusan ​​National University investigou os desafios de armazenamento e segurança relacionados ao uso de hidrogênio liquefeito. Especificamente, eles analisaram fluxos de calor e mudanças de fase dentro de um tanque de combustível criogênico usando fluxos térmicos multifásicos. O combustível de hidrogênio liquefeito só pode ser transportado em tanques criogênicos (criotanques), que mantêm temperaturas abaixo de -253⁰C — o ponto de ebulição do hidrogênio. Apesar do isolamento térmico, o combustível liquefeito em um criotanque sofre um certo grau de vaporização. A taxa de fluxo de vaporização é medida como "Boil-Off Gas (BOG)". BOG muito alto pode resultar em excesso de pressão interna dentro do tanque, levando a rachaduras e fissuras. Isso torna a compreensão e o controle do BOG um fator-chave no projeto de tanques criogênicos. A investigação, liderada pelo professor Jong-Chun Park, descobriu que o BOG aumenta quadraticamente com a taxa de enchimento do tanque (FR) e descobriu que, enquanto a temperatura dentro da fase líquida permaneceu constante, a temperatura da fase de vapor diminuiu não linearmente com FR. (H2 View - 03.01.2023) 
Link Externo

Reino Unido: Johnson Matthey seleciona a Infor para digitalizar a fabricação de células de combustível de hidrogênio

A Johnson Matthey selecionou o sistema de execução de manufatura Infor MES para digitalizar as operações de manufatura e sustentar os planos de crescimento para sua unidade de negócios de tecnologias de hidrogênio. A Johnson Matthey implantará o Infor MES em sua fábrica de célula de combustível de hidrogênio em Swindon, Reino Unido. Após anos de esforços de pesquisa e desenvolvimento, a empresa agora está investindo para fortalecer suas capacidades de fabricação para atender à demanda e impulsionar o crescimento. Ao integrar máquinas e equipamentos de fábrica com sistemas de negócios, o Infor MES fornecerá controle em tempo real sobre as operações, dando suporte aos operadores em todas as tarefas.  (H2 View - 09.12.2022) 
Link Externo

Eventos

Análise da proposta do H2 Global sobre amônia

Análise da proposta do H2 Global sobre amônia Em parceria com o grupo de estudos Gesel, no dia 16 de Janeiro de 2023, a AHK Rio apresentou a proposta do H2 Global relacionado à amônia. O H2Global é o primeiro leilão em duas etapas para a promoção da economia do hidrogênio fora da Europa. O HINT.CO, entidade coordenadora do leilão, lançou, em meados de 2022, uma consulta pública para os termos de referência. Recentemente, as propostas recebidas foram consolidadas e a entidade lançou o edital relativo ao leilão de amônia. O webinar apresentou os pré-requisitos e requisitos básicos para este leilão, no sentido de atualizar o conhecimento sobre o tema. Para assistir à gravação, clique aqui. (GESEL-IE-UFRJ - Janeiro de 2023) 
Link Externo

Certificação do Hidrogênio Verde no Brasil

Para o dia 26 de Janeiro de 2023, a Hydrogen Dialogue Latam organizou um evento online a fim de debater a certificação do hidrogênio verde no país. Com abundantes recursos naturais e condições favoráveis do Brasil e dos países sul-americanos, as possibilidades para liderar o fornecimento de hidrogênio verde para consumo local e exportação são significativas. Por esse motivo, é necessário uma ampla discussão acerca dos parâmetros a serem adotados na certificação, para melhor entender quais são as necessidades para se tornar competitivo. Para se inscrever, clique aqui. (Hydrogen Dialogue Latam - Janeiro de 2023) 
Link Externo

Hydrogen - A Critical Tool for Decarbonization... But how does it work, and where does it fit?

Para o dia 24 de Janeiro de 2023, a organização FromTheExperts irá apresentar as diferentes medidas para a redução de custo do Hidrogênio Verde, e o porquê dele ser importante para diferentes negócios. É amplamente aceito que o hidrogênio limpo é um requisito para a descarbonização, mas quais são as mudanças necessárias para que a transição energética ocorra de forma eficaz? Rick Beuttel, especialista global em hidrogênio, vice-presidente da Bloomenergy, compartilha informações de ponta sobre hidrogênio, hidrogênio verde, os melhores usos finais em potencial -e os menos eficientes, além de diferentes tecnologias para produção de hidrogênio. Para se inscrever, clique aqui. (FromTheExperts - Janeiro de 2023) 
Link Externo

H2GLOBAL - Brazil Webinar

No dia 18 de Janeiro de 2023, a ENERGY IN organizou um webinar para analisar as oportunidades do mercado no Brasil. Empresas, integrantes do ecossistema H2GLOBAL, estão dispostas a impulsionar seu desenvolvimento no mercado brasileiro que encontra-se em alta. Este webinar é uma das ações desenvolvidas pelo projeto H2GLOBAL, a fim de apoiar a internacionalização de empresas do setor de hidrogênio livre de carbono. (ENERGY IN - Janeiro de 2023) 
Link Externo

Artigos e Estudos

Artigo GESEL: “Bases do desenvolvimento da economia do hidrogênio sustentável na União Europeia e no Brasil”

Em artigo publicado pelo Portal de Hidrogênio Verde da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK), Nivalde José de Castro (Coordenador do GESEL), Luiza Masseno Leal (Pesquisadora do GESEL-UFRJ) e Bruno Elizeu (Pesquisador Júnior do GESEL-UFRJ) abordam algumas das principais estratégias internacionais para o desenvolvimento da economia do H2V que se destacaram ao longo do ano de 2022. (GESEL-IE-UFRJ – 13.01.2023)
Link Externo

Africa’s extraordinary green hydrogen potential

Este novo estudo afirma que aproveitar a energia solar da África para produzir 50 milhões de toneladas de hidrogênio verde por ano até 2035 pode ajudar a garantir o fornecimento global de energia, criar empregos, descarbonizar a indústria pesada e transformar o acesso à água limpa e à energia sustentável. O relatório concluiu que o hidrogênio verde é economicamente viável por € 2/kg (US$ 2,13/ kg) e pode acelerar o crescimento econômico de baixo carbono em todo o continente e reduzir as emissões em 40%. Estima-se que os investimentos em hidrogênio verde poderiam reduzir as emissões de carbono no continente em 40%, substituindo aproximadamente 500 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano.  (European Investiment Bank - 2022) 
Link Externo

Hydrogen Storage as a Dry-year Solution

Este estudo sugeriu que o armazenamento de hidrogênio poderia ser a melhor opção para descarbonizar totalmente o sistema elétrico da Nova Zelândia. O relatório descobriu que quando comparado com uma solução hidrelétrica bombeada em Lake Onslow, Nova Zelândia, e construção de usinas de energias renováveis, os resultados do armazenamento de hidrogênio provaram que alcançaria os preços mais baixos de eletricidade e menor volatilidade de preços. De acordo com o relatório, o armazenamento de hidrogênio também traz benefícios como desenvolvimentos de fases, que podem fazer o melhor uso de ativos e infraestrutura existentes, além de apoiar a descarbonização além do sistema elétrico.  (Energy Link - 2022) 
Link Externo

The Blue Hydrogen Economy: A Promising Option for the Near-to-Mid-Term Energy Transition

Este artigo se concentra no hidrogênio azul, discutindo seu potencial como o caminho de produção de hidrogênio mais promissor para a transição de curto a médio prazo para uma economia de hidrogênio. Uma análise comparativa do ciclo de vida (LCA) de emissões ambientais e uso de recursos em hidrogênio azul e outras vias de produção de combustível comumente usadas selecionadas é conduzida usando o modelo de gases de efeito estufa, emissões reguladas e uso de energia em tecnologias (GREET) para analisar os potenciais da via de produção de hidrogênio azul. Os resultados da LCA mostraram que mais esforços precisam ser comprometidos para reduzir os óxidos nitrosos e de enxofre na rota de produção de hidrogênio azul e melhorar a eficiência de captura de energia e CO2 nas plantas de captura e armazenamento de carbono (CCS).  (Journal of Energy Resources Technology - 2022) 
Link Externo

Waste-Derived Catalysts for Water Electrolysis: Circular Economy-Driven Sustainable Green Hydrogen Energy Seguindo

Seguindo o princípio da economia circular, a utilização de catalisadores derivados de resíduos promove significativamente o desenvolvimento sustentável da energia do hidrogênio verde. Atualmente, diversos catalisadores derivados de resíduos têm exibido excelente desempenho catalítico para reação de evolução de hidrogênio (HER), reação de evolução de oxigênio (OER) e eletrólise geral da água (OWE). Esse artigo analisa sistematicamente conquistas recentes em eletrocatalisadores derivados de resíduos para eletrólise da água. Uma ênfase é colocada na correlação da relação estrutura-desempenho dos catalisadores. Esta revisão forneceria informações úteis sobre o projeto, síntese e aplicações de eletrocatalisadores derivados de resíduos e, assim, aceleraria o desenvolvimento do esquema de energia de hidrogênio verde impulsionado pela economia circular.  (Springer - 2022) 
Link Externo