IFE
20/10/2022

IFE Hidrogênio 103

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Luiza Masseno e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Allyson Thomas, José Vinícius S. Freitas, Kalyne Silva Brito, Luana Oliveira e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

IFE
20/10/2022

IFE nº 103

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Luiza Masseno e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Allyson Thomas, José Vinícius S. Freitas, Kalyne Silva Brito, Luana Oliveira e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

Ver índice

IFE Hidrogênio 103

Políticas Públicas e Financiamentos

Alemanha: Salzgitter recebe € 1 bilhão para usar hidrogênio na produção de aço

A Comissão Europeia aprovou um apoio financeiro de € 1 bilhão para ajudar a Salzgitter Flachstahl GmbH a descarbonizar seus processos de produção de aço usando hidrogênio. O auxílio, sob a forma de subvenção direta, está em concordância com a Estratégia de Hidrogênio da UE e as metas do Pacto Verde Europeu. A iniciativa, ao mesmo tempo em que ajuda a reduzir a dependência de combustíveis fósseis importados da Rússia, acelera a transição verde em acordo com o Plano REPowerEU. A medida também apoiará a construção e instalação de um eletrolisador de grande escala com capacidade de 100 MW, produzindo cerca de 9 mil toneladas de hidrogênio renovável por ano. O hidrogênio produzido pelo eletrolisador será utilizado como matéria-prima na planta de redução direta. O eletrolisador, a planta de redução direta e o forno elétrico a arco estão previstos para entrar em operação em 2026. (H2 Bulletin - 05.10.2022) 
Link Externo

Arábia Saudita: Ministro declara que país se tornará fornecedor global de hidrogênio

Vice-Ministro da Indústria e Recursos Minerais para os Assuntos Mineiros, Khalid Saleh Al-Mudaifer, destacou que a Arábia Saudita está a caminho de se tornar um fornecedor global de hidrogênio, bem como se tornar um centro de minerais verdes e manufatura altamente competitiva. O Vice-Ministro também destacou que irá potencializar o desenvolvimento das indústrias minerais da área por meio da atração de investimentos, da disseminação de tecnologias digitais e desenvolvidas e da aplicação de altos padrões no desempenho da sustentabilidade. (Saudi Gazette - 04.10.2022) 
Link Externo

EUA: Estados se unem para desenvolver hub de hidrogênio multiestado

O governador de Dakota do Norte, Doug Burgum, anunciou no dia 05 de outubro que assinou um memorando de entendimento (MoU) com os governadores de Minnesota, Montana e Wisconsin para desenvolver um centro regional de hidrogênio limpo para ajudar a atender às necessidades de energia limpa, transporte e agricultura do país. Sob o MoU, os quatro estados concordam em desenvolver uma proposta para um Heartland Hydrogen Hub, com o objetivo de obter financiamento federal do programa do Departamento de Energia dos EUA anunciado na semana passada para criar centros regionais de hidrogênio limpo (H2Hubs) em todo o país. O financiamento faz parte de um programa maior de hub de hidrogênio incluído na Lei de Infraestrutura Bipartidária aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Joe Biden. (Governo de Dakota do Norte - 05.10.2022)
Link Externo

Europa: Pedido para que a Comissão Europeia proteja o hidrogênio renovável com ato delegado

A Hydrogen Europe e a Renewable Hydrogen Coalition fizeram um apelo conjunto para que a Comissão Europeia mantenha e adote um Ato Delegado (DA) sobre Combustíveis Renováveis ​​de Origem Não Biológica (RFNBO) para proteger o hidrogênio renovável o mais rápido possível. Em uma carta a Ursula von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia, o Ministério da Indústria e Comércio da República Tcheca e o Parlamento Europeu afirmaram que a adoção do DA reduzirá a incerteza política para o hidrogênio renovável. A carta foi enviada após o Parlamento Europeu, em setembro de 2022, votar a favor da Diretiva de Energias Renováveis ​​II (REDII) para se comprometer com a ambiciosa meta vinculativa de ver uma contribuição geral de energia renovável de 45% para o mix total de energia até 2030. (Hydrogen Europe - 06.10.2022) 
Link Externo

Reino Unido: Governo financia consórcio para entregar estação multicombustível de zero emissão para navios de hidrogênio e elétricos

O consórcio, liderado pelo provedor de soluções zero emissão Unitrove, que criou a primeira instalação de abastecimento de hidrogênio líquido do mundo, ganhou milhares de libras em financiamento do governo para explorar o desenvolvimento de uma estação multicombustível zero emissão (ZEMFS) inovadora que alimentará hidrogênio e navios elétricos. O projeto é ainda apoiado pela MJR Power & Automation, Orkney College UHI e o Port of Tyne, fazendo parte do Clean Maritime Demonstration Competition Round 2 (CMDC2), lançado em maio de 2022, financiado pelo Department for Transport (DfT) e entregue em parceria com a Innovate UK. (Unitrove - 05.10.2022)
Link Externo

Reino Unido: Governo lança concurso de £ 20 milhões para projeto em Tees Valley

O governo do Reino Unido lançou uma competição de £ 20 milhões (US$ 22,4 milhões) para a indústria aproveitar o poder do hidrogênio em um novo projeto de transporte em Tees Valley, Reino Unido, com o objetivo de reduzir as emissões de carbono no setor de transporte. A competição Tees Valley Hydrogen Transport Hub recebe licitantes para ampliar os limites do hidrogênio para ver como ele pode ser usado para criar um setor de transporte mais limpo e eficiente. Dirigido pela Innovate UK, a competição verá empresas e grupos de pesquisa colaborarem para descobrir como o hidrogênio pode ser usado como uma fonte confiável de combustível. Com licitações vencedoras esperadas para exibir seus produtos finais a partir da primavera de 2023, espera-se que a competição aproxime o Reino Unido de resolver os maiores desafios para alcançar o Net Zero, utilizando hidrogênio em toda a rede de transporte. (Governo do Reino Unido - 06.10.2022) 
Link Externo

Produção

Dinamarca: Empresas avançam com projeto de produção de H2V

A Topsoe, uma empresa que atua de acordo com a transição energética, a Skovgaard, uma empresa que atua no setor de energia, e a Vestas, a maior companhia mundial produtora de turbinas de energia eólica, avançam no desenvolvimento de uma planta de hidrogênio verde (H2V) e amônia verde em Lemvig, Dinamarca. O avanço surgiu a partir do fato de que as empresas iniciaram a construção das unidades. A planta de H2V contará com a tecnologia de eletrólise que será alimentada a partir de energia renovável. Espera-se que as plantas estejam operacionais em 2023 e produzam mais de 5 mil toneladas de fertilizantes por ano. (Topsoe - 05.10.2022) 
Link Externo

EUA: Air Products planeja desenvolver planta de H2V em New York

A Air Products, uma empresa líder mundial na produção do hidrogênio, anunciou que está planejando desenvolver uma planta para produzir hidrogênio verde (H2V) em Massena, New York, EUA. A planta contará com a tecnologia de eletrólise que será alimentada por 94 MW de energia hidrelétrica e assim produzir uma quantidade significativa de 35 toneladas do gás renovável por dia. Com um investimento de US$ 500 milhões, a Air Products espera concluir a planta por volta de 2026. Por fim, em termos de uso final, o gás será utilizado, a priori, na mobilidade pesada e também em setores industriais. Diante destes usos finais, há uma expectativa de redução de mais de 6 milhões de toneladas de CO2 durante a vida útil do projeto. (Air Products - 06.10.2022)   
Link Externo

Europa: FFI e TES se unem para desenvolver projeto de H2V

Europa: FFI e TES se unem para desenvolver projeto de H2V A Fortescue Future Industries (FFI), uma empresa que atua diretamente no desenvolvimento da economia do hidrogênio verde (H2V), e a Tree Energy Solutions (TES), uma empresa que atua na aceleração da transição energética, firmaram uma parceria. Sob esta parceria, as empresas irão construir diversas unidades de produção de hidrogênio na Europa, que contarão com a tecnologia de eletrólise alimentada a partir de energia renovável. Em sua primeira fase, o projeto deverá ver o fornecimento de 300 mil toneladas de H2V desenvolvido. Ainda não há definição sobre quais países serão alvos do consumo do gás na primeira fase, mas a Alemanha é um país potencial, uma vez que será um dos principais acionistas do projeto. (Fortescue Future Industries - 05.10.2022) 
Link Externo

Holanda: Dinamarca anuncia projeto de planta de H2V de 200 MW

A Lhyfe, produtora de hidrogênio, anunciou que está planejando construir uma planta de hidrogênio verde (H2V) em Delfzijl, Holanda. A planta contará com eletrolisadores com uma capacidade de produção de 200 MW e será alimentada a partir de energias renováveis. No que concerne ao uso final, o H2V vai ser utilizado para descarbonizar as indústrias locais, além de ser transportado para todo o país e com perspectivas para exportar hidrogênio para a Alemanha. (Lhyfe - 06.10.2022) 
Link Externo

Rolls-Royce e SOWITEC se unem para desenvolver projeto de H2V de 500 MW

A Rolls-Royce, uma empresa automobilística inglesa subsidiária da BMW, e a SOWITEC, uma empresa que atua no desenvolvimento de projetos de energia renovável, se uniram para construir diversas usinas de hidrogênio verde (H2V) em diversos continentes. As usinas contarão com a tecnologia de eletrólise, que as empresas esperam concluir uma capacidade de 500 MW de elétrolise até o ano de 2028. No que concerne ao uso final, o H2V será utilizado como combustível para veículos leves e pesados, para a produção de e-combustíveis, além de outros setores, como a agricultura, mineração, data center, produção de matéria-prima industrial e afins. (H2 View - 05.10.2022) 
Link Externo

Armazenamento e Transporte

Alemanha: Fortescue e Tree Energy Solutions desenvolverão instalação de importação de hidrogênio

A Fortescue Future Industries (FFI) entrou em uma colaboração estratégica global com a Tree Energy Solutions (TES-H2) para acelerar o desenvolvimento da instalação líder mundial de importação de hidrogênio verde e energia verde na Alemanha. O investimento de US$ 127 milhões será financiado pelo compromisso de capital não utilizado da FFI, fornecendo à empresa um caminho para acesso à infraestrutura crítica para executar sua estratégia. A primeira entrega de hidrogênio verde no terminal da TES em Wilhelmshaven, Alemanha, está prevista para ocorrer em 2026. Os projetos iniciais de colaboração serão focados na Austrália, Europa, Oriente Médio e África. (Fortescue Future Industries - 05.10.2022) 
Link Externo

Alemanha: TÜV SÜD concede certificação de tubos de aço inoxidável da fischer Edelstahlrohren prontos para hidrogênio

A TÜV SÜD, fornecedora de soluções de segurança, proteção e sustentabilidade, premiou os tubos de aço inoxidável soldados a laser da fischer Edelstahlrohren com certificação pronta para hidrogênio. A certificadora aprovou os tubos para aplicações de alta pressão com hidrogênio e disse que, dependendo dos materiais, os tubos podem ser usados ​​em faixas de temperatura entre -253 oC e 400 oC, com pressões de até 900 bar. De acordo com a TÜV SÜD, o escopo da certificação abrange tubos de aço inoxidável soldados longitudinalmente dos tipos de aço 1.4401, 1.4404 e 1.4425 com larguras nominais entre 5mm e 205mm. (TÜV SÜD - 07.10.2022) 
Link Externo

Novo relatório do Hydrogen Council aborda o transporte e armazenamento

O relatório Global Hydrogen Flows, do Hydrogen Council e de coautoria da McKinsey, identificou mais de 40 rotas comerciais prospectadas de hidrogênio ou derivados equivalentes de hidrogênio com capacidade de transportar mais de um milhão de toneladas por ano por navio ou oleoduto. O relatório estima que em um mundo com “ótimo custo-benefício”, cerca de 50% do comércio de hidrogênio usaria dutos, enquanto os combustíveis sintéticos, amônia e ferro-esponja, transportados em navios, representariam aproximadamente 45%. De acordo com o Hydrogen Council a evolução dos fluxos comerciais de hidrogênio deve ocorrer em quatro estágios distintos, começando com o transporte até 2025, seguido por dutos de longa distância até 2030, transporte e dutos atingindo escala até 2040 e um mercado totalmente amadurecido de 2050. (Hydrogen Council - 05.10.2022) 
Link Externo

Reino Unido: Governo apoia estação multicombustível de hidrogênio líquido para navios

O governo do Reino Unido está financiando um consórcio para fornecer a primeira estação multicombustível de zero emissão do mundo (ZEMFS) para alimentar navios elétricos a hidrogênio. Com previsão de operação em março de 2025 no Porto de Tyne, no Reino Unido, a nova estação planeja usar hidrogênio líquido como base para três opções de abastecimento para alimentar pequenas embarcações: hidrogênio líquido, hidrogênio gasoso comprimido e carregamento elétrico. O projeto piloto se concentrará no desenvolvimento de uma solução para abastecer navios com menos de 24 metros, no entanto, o consórcio disse que o ZEMFS é “totalmente escalável” para abastecer navios de qualquer tamanho e é adaptável a qualquer porto. (PortNews - 05.10.2022) 
Link Externo

Uso Final

Alemanha: MAN Energy Solutions/Fraunhofer IST analisam opções para fornecimento de hidrogênio economicamente viável para o cluster industrial de Salzgitter

A MAN Energy Solutions e o Instituto Fraunhofer para Engenharia de Superfícies e Filmes Finos (IST) publicaram uma análise sobre a infraestrutura necessária para o fornecimento de hidrogênio verde na indústria siderúrgica de Salzgitter, perto de Hannover. Encomendado pelo Hydrogen Campus Salzgitter, o estudo investiga, entre outras questões, o papel que o hidrogênio verde produzido localmente poderia desempenhar para apoiar o fornecimento alemão e o seu potencial competitivo com as importações. Os cálculos do estudo mostram que, se usado diretamente sem conversão adicional, o hidrogênio local pode ser econômico e ainda mais barato do que as importações a partir de 2030. (GreenCarCongress - 05.10.2022) 
Link Externo

Alemanha: VINCI investe em H2 MOBILITY

A VINCI Concessions participou na última ronda de financiamento do H2 MOBILITY, angariando 10 milhões de euros juntamente com o Clean H2 Infra Fund, o primeiro fundo de hidrogênio de baixo carbono do mundo, no qual o grupo VINCI é um dos principais investidores industriais. A H2 MOBILITY é a empresa líder em postos de abastecimento de hidrogênio na Alemanha para o mercado da mobilidade rodoviária, com mais de 90 postos em operação e com a ambição de expandir a sua rede para 300 postos até 2030. A VINCI Concessions busca, assim, o desenvolvimento de soluções baseadas em hidrogênio para ajudar a descarbonizar a mobilidade. (Vinci - 10.10.2022) 
Link Externo

Austrália: Equipe da UNSW Sydney desenvolve sistema de combustível híbrido hidrogênio-diesel

Engenheiros da UNSW Sydney converteram com sucesso um motor diesel para funcionar como um motor híbrido de hidrogênio e diesel, reduzindo as emissões de CO2 em mais de 85% em comparação com motores convencionais. A equipe passou cerca de 18 meses desenvolvendo o Sistema de Injeção Direta de Hidrogênio-Diesel Dual-Fuel, que permite que os motores a diesel existentes funcionem usando 90% de hidrogênio como combustível. A equipe de pesquisa espera poder comercializar o novo sistema nos próximos 12 a 24 meses e deseja consultar possíveis investidores. Os pesquisadores dizem que o uso potencial mais imediato para a nova tecnologia é em locais industriais onde já existem linhas permanentes de fornecimento de hidrogênio. (UNSW - 07.10.2022) 
Link Externo

Austrália: PepsiCo/Pure Hydrogen fazem parceira para testar veículo de hidrogênio no país

A empresa australiana de hidrogênio Pure Hydrogen fornecerá à PepsiCo um caminhão ‘Prime Mover’ de célula a combustível de hidrogênio de 160 kW como parte de um teste de seis meses programado para começar no segundo semestre de 2023. O teste procura demonstrar o uso comercial de veículos movidos a célula a combustível de hidrogênio (HFCV). Além de fornecer o caminhão, a Pure Hydrogen também fornecerá combustível de hidrogênio adicional conforme necessário, incluindo reabastecimento e providenciando serviços de reparo e manutenção. De acordo com o contrato de teste, a Pure Hydrogen deverá receber US$ 98.400 pelo fornecimento do caminhão HFCV durante os seis meses de teste. Se for bem-sucedida, a PepsiCo terá a opção de alugar o caminhão da Pure Hydrogen por uma taxa mensal de US$ 10.554 (excluindo GST) por um período potencial de sete anos. (PV Magazine Australia - 05.10.2022) 
Link Externo

Estados Unidos: Bae Systems fornecerá seus sistemas de propulsão para ônibus elétricos a bateria e a célula de combustível

A BAE Systems, líder em propulsão elétrica para serviços pesados, fornecerá à ElDorado National, uma subsidiária do REV Group, suas soluções de linha de produtos Gen3 para os ônibus elétricos de bateria e célula a combustível de hidrogênio de última geração. Usando um design modular, o Modular Power Control System (MPCS) e o Modular Accessory Power System (MAPS) da BAE Systems oferecem à ENC a flexibilidade de ter uma solução comum de propulsão de acionamento elétrico e gerenciamento de energia em ambas as novas ofertas de ônibus zero emissão. Juntamente com o hardware Gen3 da BAE Systems, o EVO-FC da ENC contará com uma célula a combustível de hidrogênio de 125kW da Plug. (GreenCarCongress - 11.10.2022) 
Link Externo

Estados Unidos: American Airlines investe na Universal Hydrogen

A American Airlines fez um investimento de capital estratégico na Universal Hydrogen Co. para ajudar a construir uma rede de distribuição e logística de hidrogênio verde para a aviação. Esse investimento torna a American Airlines a primeira companhia aérea dos EUA a fazer dois investimentos diretos focados no desenvolvimento da tecnologia de propulsão movido a hidrogênio e na logística de distribuição deste vetor energético. As entregas de hidrogênio para aeronaves regionais começarão em 2025, com planos de expandir os serviços para aeronaves maiores de corredor único. Como esses segmentos representam dois terços das emissões da aviação – e com o hidrogênio verde sendo um combustível zero carbono – esses avanços colocam a aviação no caminho para atingir as metas de emissões do Acordo de Paris. (H2 Bulletin - 11.10.2022) 
Link Externo

Escócia: Progresso do projeto de trem movido a hidrogênio no país

Um projeto de trem movido a hidrogênio escocês, liderado pela Universidade de St Andrews, concluiu com sucesso uma fase de testes, mantendo-o no caminho certo para ajudar na descarbonização do transporte na Escócia. Em parceria, a Universidade testou um trem Classe 314 de 40 anos, convertido em powertrains elétricos de célula a combustível de hidrogênio. Realizada na Scottish Rail Preservation Society em Bo'ness, a locomotiva foi abastecida por hidrogênio verde produzido a partir de um eletrolisador no local, conectado a um reabastecedor temporário. Em 2021, Ballard revelou que suas células a combustível alimentariam o trem para o projeto. Espera-se que o projeto esteja dando os passos iniciais para cumprir a meta do governo escocês de descarbonizar o transporte ferroviário de passageiros até 2035. (Hydrogen Central - 10.10.2022) 
Link Externo

Itália: Nuvera fornecerá células a combustível para a H2Boat

Sob um Memorando de Entendimento (MoU), a Nuvera Fuel Cells fornecerá um motor de célula a combustível E-45 para a empresa italiana H2Boat para certificação de aprovação marítima e posterior integração em seu pacote de energia de 40 kW. Lançado em 2020, o H2Boat busca introduzir a tecnologia sustentável de hidrogênio no setor marítimo, começando pelo setor de barcos de passeio. O pacote de energia planejado deve incluir um eletrolisador para a produção de hidrogênio, hidreto metálico para facilitar o armazenamento de hidrogênio a baixa pressão e temperatura e uma célula a combustível para produzir eletricidade. (H2 View - 05.10.2022) 
Link Externo

Tecnologia e Inovação

Abu Dhabi: Siemens Energy faz parceria com Adio para criar Centro de Inovação

O Abu Dhabi Investment Office (Adio) está se unindo à Siemens Energy para acelerar a jornada para o Net Zero nos Emirados Árabes Unidos e globalmente. A nova parceria vai focar no desenvolvimento de tecnologias focadas em combustíveis verdes e eletrificação de calor e processos industriais. Segundo o acordo, a Adio, órgão governamental responsável por atrair investimentos para os Emirados, fornecerá à Siemens Energy incentivos financeiros e não financeiros para ajudar a montar seu Centro de Inovação no Oriente Médio em Abu Dhabi. Os incentivos farão parte do Programa de Inovação de US$ 545 milhões da Adio, lançado em 2020. (N Business - 11.10.2022) 
Link Externo

EUA: NewHydrogen inicia protótipo de novo gerador de hidrogênio

A NewHydrogen, Inc. iniciou o desenvolvimento do protótipo de um eletrolisador completo com o objetivo final de desenvolver um eletrolisador de baixo custo e alto desempenho com vários componentes inovadores. O protótipo servirá como uma plataforma para incorporar inovações adicionais de componentes do eletrolisador a serem desenvolvidas pela NewHydrogen daqui para frente. O objetivo da pesquisa patrocinada pela NewHydrogen na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) é reduzir o custo do hidrogênio verde reduzindo sistematicamente o custo e aumentando o desempenho dos componentes críticos dos geradores de hidrogênio. (NewHydrogen - 11.10.2022) 
Link Externo

EUA: Syzygy Plasmonics lança ferramenta online para calcular a intensidade de carbono do hidrogênio

A Syzygy Plasmonics lançou o CarbonModel.com , uma ferramenta amigável que estima as emissões de GEE e os custos do projeto em apenas 60 segundos. Além de ser online e gratuita, permite às organizações calcular a intensidade de carbono do hidrogênio e nivelar o custo de produção. A calculadora de código aberto avalia para o usuário rapidamente vários caminhos de produção de hidrogênio e atua como um primeiro passo na jornada do usuário desde a concepção até a execução do projeto. Ele se concentra nas emissões de gases de efeito estufa (GEE) do início ao fim e simplifica a análise inicial de projetos de produção de hidrogênio. Para acessar a ferramenta clique: https://carbonmodel.com/ (PR Newswire - 10.10.2022) 
Link Externo

Noruega: Dois centros de pesquisa focados em hidrogênio são abertos

Dois Centros de Pesquisa Energética Ambientalmente Amigável (FMEs), apelidados de HYDROGENi e HyValue, foram oficialmente inaugurados no dia 05 de outubro. Com a esperança de preencher as lacunas técnicas e de conhecimento para atingir todo o potencial do hidrogênio, esperam acelerar a absorção de hidrogênio, estabelecendo soluções para seu uso em um novo futuro energético. HYDROGENi, se concentrará em hidrogênio e amônia e é apoiado por um orçamento aproximado de US$ 49,9 milhões. Coordenado pela organização de pesquisa SINTEF, o centro tem duração de oito anos. O HyValue FME, liderado pela NORCE, planeja desenvolver novos métodos para produção de hidrogênio e seus transportadores, o centro receberá US$ 1,4 milhão anualmente por oito anos pelo Conselho de Pesquisa. (HYDROGENi - 05.10.2022) 
Link Externo

Reino Unido: Acelerador de hidrogênio limpo recebe apoio do governo

O Carbon Trust anunciou seu novo acelerador de hidrogênio limpo, que visa ajudar a garantir o fornecimento de energia do Reino Unido e apoiar as metas climáticas. O Programa de Inovação em Hidrogênio Limpo (CHIP) visa acelerar a implantação de hidrogênio limpo, reduzindo o custo de ponta a ponta por meio de inovação técnica, para que se torne competitivo em custo com alternativas convencionais. O projeto reunirá participantes do setor, apoiado pelo BEIS, o Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial do governo do Reino Unido. O CHIP visará a inovação tecnológica em componentes onde a indústria identificar que há o maior potencial de redução de custos. O Carbon Trust está pedindo que a indústria se envolva com o programa agora para ajudar a colaborar e moldar o plano para desenvolver soluções limpas de hidrogênio. (Carbon Trust - 10.10.2022) 
Link Externo

Eventos

Connecting Renewable Energy Conference NSW

Para os dias 26 e 27 de Outubro de 2022, a Kieran Moran - Connecting Industry, organizou um evento online com o intuito de auxiliar o setor de recursos, construção, engenharia, manufatura e serviços nos mais recentes desafios, desenvolvimentos e aquisições da cadeia de suprimentos e oportunidades de negócios dentro do setor de energia renovável em New South Wales. Fornecido por meio de streaming de vídeo virtual ao vivo, permitindo que você se conecte, se envolva, faça networking e tenha reuniões presenciais ao vivo com projetos de apresentação, suas equipes e todos os participantes, os recursos da Connecting Renewable Energy Conference NSW propostos e aprovados nas principais áreas de energia solar, eólica, bateria e hidrelétrica. -projetos elétricos e de hidrogênio, e é projetado como um evento para obter as informações mais atuais e detalhadas, atualizações de projetos e oportunidades de fornecedores, entregues diretamente de CEOs, gerentes de projeto e profissionais de compras. Para se inscrever, clique aqui. (Kieran Moran - Outubro de 2022) 
Link Externo

Webinar Power-to-You: Mulheres no mercado de hidrogênio verde

Webinar Power-to-You: Mulheres no mercado de hidrogênio verde Com o propósito de contribuir para diversidade e inclusão da mulher no setor de hidrogênio e promover mudanças positivas nesse cenário, bem como dar visibilidade para mulheres que estão na linha de frente no setor, o projeto H2Brasil, implementado pela GIZ Brasil em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME) e com a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, realizarão um webinar no dia 22 de novembro com foco na disseminação de conhecimento para mulheres interessadas no setor de energias renováveis sobre as oportunidades e desafios atrelados ao hidrogênio verde. Desta forma, busca-se promover um primeiro passo para a participação de mulheres em importantes projetos e iniciativas que fazem frente às mudanças climáticas que enfrentamos atualmente. (AHK Brasil - 20.10.2022) 
Link Externo

Artigos

China’s Green Hydrogen New Era: A 2030 Renewable Hydrogen 100 GW Roadmap

Este relatório fornece uma análise profunda no roteiro da China para atingir 100 GW de desenvolvimento de hidrogênio verde até 2030, com foco na utilização nos setores de produtos químicos, aço e transporte pesado. Também considera a capacidade de hidrogênio renovável em 2030 por sete regiões, considerando a demanda setorial, recursos locais e potenciais atualizações de capacidade industrial. De acordo com a análise, espera-se que a região noroeste da China se torne o maior produtor de hidrogênio verde (24 GW) devido aos seus abundantes recursos de energia renovável e demandas de descarbonização da indústria tradicionalmente baseada em carvão. (RMI - 2022) 
Link Externo

Global Hydrogen Flows: Hydrogen trade as a key enabler for efficient decarbonization

O relatório do Conselho de Hidrogênio destacou um descompasso regional entre oferta e demanda de hidrogênio, mas estima que extensas ligações comerciais podem conectar o mundo até 2050. Segundo o relatório, 660 milhões de toneladas de hidrogênio são necessárias para atender às metas de neutralização das emissões globais até 2050, no entanto, identificou que uma lacuna entre alta demanda, regiões de baixa oferta e baixa demanda, área de alta oferta poderia ser fechada. através dos fluxos de comércio global em meados do século. Espera-se que a China seja o maior mercado de hidrogênio limpo até 2050, com uma demanda de 200 milhões de toneladas, seguida pela Europa e América do Norte, cada uma gerando demanda de 10 milhões de toneladas. Com base na discrepância entre a demanda por hidrogênio e a localização ideal para a produção de hidrogênio, o relatório estabeleceu três categorias gerais de regiões produtoras de hidrogênio e consumidores: Alto potencial de exportação; Oferta barata e grande demanda; e Alta demanda e oferta barata limitada. (Hydrogen Council - 05.10.2022) 
Link Externo

Sustainable city concept based on green hydrogen energy

Este estudo investiga a produção de hidrogênio verde na cidade metropolitana de Istambul usando eletrolisadores. A ideia principal é criar um mapa de hidrogênio para cada distrito de Istambul, baseado em fontes de energia renovável e tecnologia de separação de água. O potencial de Istambul para produzir hidrogênio verde é estimado em 7,96 Mt. Os resultados do estudo mostram que Catalca, Şile, Silivri, Arnavutköy e Beykoz são os distritos com o maior potencial de hidrogênio verde. Depois de suprir a demanda de energia necessária para a cidade, a energia restante é usada para produzir hidrogênio verde, que pode contribuir com um valor econômico de mais de US$ 100 bilhões com um preço atual de US$ 13/kg de hidrogênio e US$ 23,88 bilhões com um preço-alvo de $ 3/kg de hidrogênio, respectivamente. (Sustainable Cities and Society - 2022) 
Link Externo

Western Gateway Area – Characterisation of the current energy system and preliminary scenarios towards Net Zero

O sudoeste do Reino Unido (South Wales e Western England) requer mais investimentos para atingir o Net Zero, de acordo com o último relatório divulgado pela Western Gateway Partnership. O documento também expõe a lacuna entre as demandas atuais do sistema de energia e a infraestrutura de energia verde atualmente em construção, ao mesmo tempo em que sugere que a área poderia produzir energia verde suficiente no futuro para aumentar a oferta em todo o país. O relatório mapeia o atual sistema de energia em toda a área de Western Gateway e destaca várias opções que mostram que ele está bem posicionado para exportar energia verde para o resto do Reino Unido. Isso inclui o potencial de produzir hidrogênio de baixo carbono para armazenar energia, aumentar as capacidades renováveis ​​em toda a área e o desenvolvimento de Hinkley Point C como uma importante fonte de energia de baixo carbono. No entanto, apesar disso, ainda é necessário um grande nível de investimento adicional na infraestrutura atual para descarbonizar o fornecimento de energia atual. (Western Gateway Partnership - 2022) 
Link Externo