IFE
26/07/2023

IFE Hidrogênio 135

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Kalyne Brito e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Bruno Elizeu e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

IFE
26/07/2023

IFE nº 135

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Kalyne Brito e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Bruno Elizeu e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

Ver índice

IFE Hidrogênio 135

Políticas Públicas e Financiamentos

Emirados Árabes Unidos aprovam estratégias de energia e hidrogênio, com o objetivo de se tornar um importante exportador

Os Emirados Árabes Unidos aprovaram sua estratégia nacional de hidrogênio como parte de seus planos mais amplos de energia renovável. O país pretende investir entre AED 150 bilhões e AED 200 bilhões até 2030, visando triplicar sua capacidade de energia renovável e se tornar um importante produtor e exportador de hidrogênio de baixo carbono. A estratégia inclui o desenvolvimento de cadeias de suprimentos, clusters de hidrogênio e um centro de P&D, com o objetivo de aumentar a economia do hidrogênio e atrair investimentos para o setor. Os Emirados Árabes Unidos estão buscando posicionar-se como líderes mundiais na produção de hidrogênio e têm o objetivo de atingir uma participação de 30% de energia limpa em sua matriz energética até 2031. A aprovação da estratégia ocorre pouco antes do país sediar a cúpula da COP 28, onde questões relacionadas ao hidrogênio e à descarbonização da indústria pesada devem ser discutidas. (H2 View – 04.07.2023) 
Link Externo

EUA avaliam programa de demanda de hidrogênio de US$ 1 bilhão para impulsionar a indústria

O Departamento de Energia dos Estados Unidos está considerando um programa de demanda de hidrogênio de US$ 1 bilhão para impulsionar a indústria. O plano envolve emitir um aviso de intenção para estabelecer compromissos de demanda com os produtores de hidrogênio, visando fornecer receita inicial para os primeiros produtores em larga escala e segurança para os compradores. O programa busca fortalecer a demanda por hidrogênio, utilizando mecanismos como contratos de pagamento por entrega, backstops de compra e financiamento de viabilidade. Isso faz parte do objetivo do governo Biden de atingir o net zero até 2050. A falta de certeza de demanda tem sido um desafio para a indústria de hidrogênio nos EUA, e o programa visa resolver essa questão, incentivando os compradores a adotarem o hidrogênio limpo. (Bloomberg – 06.07.2023) 
Link Externo

EUA: Subsídios atraem fabricantes de hidrogênio para o país

Os subsídios de energia limpa dos Estados Unidos estão atraindo empresas europeias de hidrogênio para estabelecer operações nos EUA, em vez da Europa. Um fabricante norueguês escolheu Michigan para sediar sua nova fábrica de hidrogênio, beneficiando-se dos subsídios e incentivos financeiros do governo dos EUA. Essa mudança representa uma perda significativa para a Europa, que tem investido bilhões de dólares para estimular a produção de hidrogênio verde. A competição transatlântica pelo mercado de hidrogênio está se intensificando, e os EUA estão assumindo a liderança tanto na produção de hidrogênio quanto nos eletrolisadores. Enquanto a Europa luta para simplificar seus instrumentos de incentivo e atrair negócios, os EUA estão inundando o mercado com financiamento e subsídios, atraindo investimentos estrangeiros. Essa tendência levanta preocupações sobre o futuro da indústria europeia de hidrogênio e destaca a batalha comercial em torno da energia verde. (Politico – 05.07.2023) 
Link Externo

Austrália: Consulta é aberta sobre a reformulação da estratégia nacional de hidrogênio

O governo australiano está abrindo consultas para reformular a Estratégia Nacional de Hidrogênio, a fim de impulsionar a indústria doméstica de hidrogênio. A revisão visa adaptar a estratégia atual às mudanças no ambiente de investimento e explorar novas oportunidades. O governo está comprometido em construir uma indústria inovadora de hidrogênio e aproveitar o enorme potencial econômico do hidrogênio renovável. Através de investimentos significativos e programas como o Hydrogen Headstart, a Austrália está posicionada para se tornar um importante player nesse setor. A consulta pública está aberta até 18 de agosto de 2023, permitindo a participação de diversos stakeholders na elaboração da estratégia renovada. (Hydrogen Central – 08.07.2023)
Link Externo

Espanha: Associação Espanhola de Hidrogênio realiza mapeamento dos projetos de hidrogênio no país

A Associação Espanhola de Hidrogênio (AEH2) lançou o Censo de Projetos de Hidrogênio, um mapa interativo que compila mais de 123 projetos em andamento na Espanha. Essa ferramenta oferece uma visão global e atualizada do setor de hidrogênio no país, abrangendo toda a cadeia de valor. A análise dos projetos demonstra um aumento progressivo na produção de hidrogênio renovável, com 56% dos projetos envolvendo o uso de fontes renováveis ​​de energia. A estimativa de investimento até 2030 é de cerca de 21 bilhões de euros, superando as previsões anteriores. O censo reflete o potencial econômico e a importância estratégica do setor de hidrogênio na Espanha. (AEH2 – 06.07.2023) 
Link Externo

Japão: Estratégia Nacional de Hidrogênio é revisada

O governo do Japão, liderado pelo primeiro-ministro Kishida, anunciou uma nova estratégia de hidrogênio, buscando impulsionar a descarbonização, garantir um suprimento estável de energia e promover o crescimento econômico. A estratégia inclui o estabelecimento de cadeias internacionais de abastecimento de hidrogênio em cooperação com países do Indo-Pacífico, Europa e Oriente Médio, com parcerias já desenvolvidas com a Austrália e os Emirados Árabes Unidos. A estratégia visa aumentar a produção de hidrogênio e amônia no Japão, reduzir os custos de abastecimento, expandir a capacidade de eletrólise de água e atrair investimentos públicos e privados no setor. O governo japonês também subsidiará projetos com base na intensidade de carbono, promovendo a tecnologia de hidrogênio do país globalmente. Embora haja críticas anteriores à estratégia de hidrogênio do governo japonês, essa nova abordagem busca atender às metas de descarbonização e impulsionar o estabelecimento de cadeias de suprimento internacionais de hidrogênio. (The Diplomat – 07.07.2023) 
Link Externo

EUA: Nel Hydrogen recebe financiamento do Departamento de Defesa para expandir o desenvolvimento de eletrolisadores PEM

A Nel Hydrogen ASA recebeu um financiamento de US$ 5,6 milhões do Departamento de Defesa dos EUA (DoD) para acelerar o desenvolvimento de pilhas avançadas de eletrolisadores PEM. Esses fundos adicionais permitirão o avanço em materiais e processos avançados. A colaboração com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Engenheiros – Laboratório de Pesquisa em Engenharia de Construção (ERDC-CERL) possibilitará aplicações de resiliência e armazenamento de hidrogênio de baixo custo. (H2 View – 10.07.2023) 
Link Externo

Índia: Roteiro de hidrogênio verde traça caminhos de P&D para superar os desafios da cadeia de valor

A Índia publicou um roteiro abrangente de P&D de hidrogênio verde para abordar os desafios tecnológicos de curto, médio e longo prazo. O roteiro foca no desenvolvimento de novos materiais, tecnologias e infraestrutura para melhorar a eficiência, confiabilidade e custo-benefício da produção, armazenamento e transporte de hidrogênio verde. O programa de P&D também priorizará a segurança e abordará as barreiras técnicas e desafios no desenvolvimento de uma economia de hidrogênio. O roteiro faz recomendações para aplicações de produção, armazenamento, transporte e uso final em curto, médio e longo prazo. O objetivo é tornar a Índia um centro global de produção, utilização e exportação de hidrogênio verde, e um ecossistema propício de pesquisa e inovação será estabelecido no país. Também busca reduzir as emissões dos setores difíceis de descarbonizar, como aço, fertilizantes e cimento. A Índia espera um aumento significativo no consumo de energia primária nos próximos anos, e o hidrogênio verde pode desempenhar um papel fundamental na transição para fontes de energia alternativas. (H2 View – 07.07.2023) 
Link Externo

Brasil mira mercado de exportação de hidrogênio verde

O Brasil possui energia eólica barata e uma localização estratégica para negócios com a Europa, mas ainda não possui um plano nacional para o hidrogênio verde. A economia do hidrogênio verde está decolando no país, impulsionada pela disponibilidade de energia renovável. Empresas como Casa dos Ventos estão instalando turbinas eólicas que fornecem energia para a produção de hidrogênio verde, que será exportado para o mercado internacional. O Brasil tem potencial para se tornar líder na economia do hidrogênio verde devido aos seus recursos naturais e à demanda global crescente por essa fonte de energia limpa. No entanto, o governo brasileiro precisa agir rapidamente para estabelecer políticas e incentivos que promovam o desenvolvimento dessa indústria emergente e evitem que outros países dominem o mercado. (Bloomberg – 29.06.2023) 
Link Externo

Produção

Arábia Saudita: ACWA Power inicia formalmente o projeto de hidrogênio verde da NEOM

A ACWA Power anunciou que o projeto de hidrogênio verde da NEOM, no valor de US$ 500 bilhões, entrou formalmente na fase de construção. O projeto, localizado na Arábia Saudita, tem como objetivo acelerar a jornada de sustentabilidade do país e é considerado o maior projeto de hidrogênio verde do mundo. A ACWA Power e sua afiliada NEOM Green Hydrogen Co. receberam aprovação para iniciar as etapas de engenharia, compras e construção. O projeto inclui a construção de seis estações de abastecimento de hidrogênio e espera-se que produza 600 toneladas diárias de hidrogênio livre de carbono. Além de impulsionar a diversificação econômica, o projeto contribuirá para a redução das emissões de carbono e promoverá o desenvolvimento sustentável na região. A conclusão está prevista para 2026. (Zawya - 06.07.2023) 
Link Externo

Espanha: Stargate participa de projeto para demonstrar cadeia completa de valor do hidrogênio verde nas Ilhas Canárias

A Stargate Hydrogen Solutions OÜ (Stargate) assinou um acordo de concessão com a Comissão Europeia no âmbito do programa Horizon Europe, marcando um marco significativo no compromisso da empresa em fornecer soluções de energia sustentável. O projeto, coordenado pela Oceanic Platform of the Canary Islands (PLOCAN), receberá € 10,7 milhões para demonstrar a cadeia completa de valor do hidrogênio verde. Utilizando energia renovável de uma instalação eólica offshore de 6 MW, o projeto produzirá hidrogênio verde utilizando uma unidade de eletrólise de alta eficiência marinizada. A Stargate instalará um eletrolisador Gateway da série 1 MW no local da planta de produção de hidrogênio em terra firme, na instalação da PLOCAN em Gran Canaria. O hidrogênio verde gerado será utilizado no complexo hospitalar local. O projeto tem como objetivo desenvolver modelos replicáveis para o uso comercial futuro do hidrogênio verde e faz parte da Estratégia de Saúde Zero Net Emissions 2030. A Stargate receberá € 3 milhões para fornecer e instalar seu eletrolisador de 1 MW, pavimentando o caminho para futuras instalações onshore e offshore. O projeto terá duração de 5 anos e conta com um consórcio de parceiros engajados no desenvolvimento sustentável do hidrogênio verde. (H2 View - 05.07.2023) 
Link Externo

França: Lhyfe é selecionada para desenvolver a cadeia de hidrogênio na região Grand Est

A Lhyfe, uma das pioneiras mundiais na produção de hidrogênio verde e renovável, foi selecionada pela Comunidade Urbana de Epinal para criar um site de produção de hidrogênio verde e renovável em Epinal, na França, e desenvolver a cadeia de combustível da região Grand Est. O objetivo é construir uma instalação que produza hidrogênio verde para uso em setores de transporte e indústria de difícil descarbonização. A produção de hidrogênio verde será realizada por meio da eletrólise da água, com unidades de produção alimentadas por energia renovável. O hidrogênio será fornecido para uso local na região de Epinal, bem como para uso transregional e transfronteiriço. Esta planta de produção de hidrogênio verde permitirá a criação de um cluster industrial de ponta no departamento de Vosges, fortalecendo a estratégia industrial e ecológica da comunidade urbana, bem como a atratividade e o desenvolvimento da região. O início do projeto está previsto para o final de 2027. (Lhyfe - 06.07.2023) 
Link Externo

Reino Unido: RWE, Mitsui e Port of Tilbury investigam produção de H2V para descarbonizar operações portuárias

A parceria entre a RWE, a Mitsui e o Port of Tilbury está investigando opções de hidrogênio verde para descarbonizar as operações portuárias. Através de um memorando de entendimento (MoU), as organizações estão desenvolvendo um projeto inovador de hidrogênio no Port of Tilbury, em Essex, no Reino Unido. O projeto consiste em duas frentes de trabalho paralelas: um projeto demonstrativo em pequena escala para produzir hidrogênio verde e substituir combustíveis fósseis em equipamentos portuários, e um estudo inicial para a criação de uma usina de hidrogênio verde de 10 megawatts. A usina será desenvolvida em uma área do Port of Tilbury que anteriormente abrigava uma usina de carvão, transformando-a em um centro de produção de hidrogênio verde. O projeto também visa expandir o desenvolvimento ao longo de um período de dez anos, atingindo uma capacidade de mais de 100 megawatts. O hidrogênio será utilizado na infraestrutura e operações do porto, bem como fornecido para a indústria local. (RWE - 04.07.2023) 
Link Externo

Tasmânia se posiciona como possível potência de hidrogênio verde

Um estudo conjunto realizado pelo Governo da Tasmânia e a Autoridade Portuária de Roterdã destaca a Tasmânia como um potencial centro de produção e exportação de hidrogênio verde. O estudo ressalta as condições favoráveis ​​do estado para a produção e uso doméstico de hidrogênio verde, bem como sua exportação para o Porto de Roterdã, o maior importador de energia da Europa. Com a Europa buscando reduzir sua dependência de combustíveis fósseis russos, estima-se que o continente precise de até 10 milhões de toneladas de hidrogênio verde anualmente, oferecendo uma oportunidade para as empresas de energia australianas penetrarem no mercado global. O governo da Tasmânia planeja reduzir as barreiras e incertezas para a indústria de hidrogênio, criando demanda no mercado interno, buscando metas de exportação e avançando na reforma regulatória e na certificação de origem. A Tasmânia também planeja ampliar a produção de energia eólica offshore no Estreito de Bass. Essa ambição da Tasmânia para o hidrogênio verde está alinhada aos esforços nacionais na Austrália para acelerar a produção e exportação de hidrogênio como parte de uma transição para energias renováveis. A Tasmânia possui custos de produção competitivos, o que a torna uma fonte de hidrogênio verde altamente viável e de baixo custo (Hydrogen Central - 07.07.2023) . 
Link Externo

Armazenamento e Transporte

China: Shanghai Pujiang receberá trailers de armazenamento e transporte de hidrogênio da Hydrexia

A Hydrexia assinou um acordo de compra de vários anos com a Shanghai Pujiang Speciality Gases para um negócio de armazenamento e transporte de hidrogênio. Nos termos do acordo, a Hydrexia fornecerá várias unidades de seus trailers de armazenamento e transporte de hidrogênio de estado sólido baseados em magnésio para a Pujiang Gases, a fim de atender às necessidades de expansão da empresa. A empresa chinesa espera entregar seus trailers com diferentes especificações até o final de 2025, além de fornecer serviços de manutenção pós-venda e monitoramento de dados em tempo real dos trailers. (Hydrexia - 06.07.2023) 
Link Externo

Índia: Governo lança roteiro para P&D na fabricação e armazenamento de hidrogênio verde

O governo central da Índia divulgou um rascunho do roteiro para pesquisa e desenvolvimento (P&D) na fabricação e armazenamento de hidrogênio verde. O objetivo é desenvolver métodos eficientes e seguros de armazenamento de hidrogênio, reduzir vazamentos e permitir um abastecimento fácil. O roteiro destaca a importância do armazenamento em cavernas de sal e aborda diferentes fontes de produção de hidrogênio, incluindo recursos renováveis. O objetivo é demonstrar soluções de armazenamento acima do solo disponíveis a um custo de capital inferior a ₹30 mil por kg até 2030, juntamente com a demonstração de armazenamento subterrâneo em grande escala a um custo de capital inferior a ₹3.000 por kg até 2030. Também enfatiza a necessidade de reduzir os custos da eletrólise e promover a inovação. O roteiro visa estimular startups e indústrias por meio de projetos de demonstração e também foca em projetos de longo prazo para estabelecer propriedade intelectual global e vantagem competitiva para a indústria indiana. (The Hindu Business - 05.07.2023) 
Link Externo

Uso Final

Alemanha: Continental inaugura TechCenter de Tecnologias de Hidrogênio em Hamburgo

A Continental abriu um novo TechCenter de tecnologias de hidrogênio em seu local em Hamburgo-Harburg, Alemanha. O centro será utilizado pelo setor ContiTech como uma plataforma colaborativa para troca de conhecimentos nessa área. O objetivo é promover inovações e a transferência de soluções técnicas existentes para novas aplicações no campo das tecnologias de hidrogênio. O centro reunirá especialistas de diferentes setores e indústrias para identificar desafios técnicos, regulatórios e de infraestrutura ao longo de toda a cadeia de valor do hidrogênio e desenvolver abordagens abrangentes para soluções. A Continental reconhece o potencial do hidrogênio na transição para energias renováveis e espera desempenhar um papel crucial na descarbonização de diversas indústrias. A empresa utilizará sua expertise em materiais e aplicações industriais para desenvolver produtos e soluções que atendam às novas demandas do setor. (Continental - 05.07.2023) 
Link Externo

Canadá: Aeroporto Pearson de Toronto sediará estação de abastecimento de hidrogênio

O Aeroporto Pearson de Toronto sediará a primeira estação de abastecimento público de hidrogênio em Ontario para veículos de zero emissão movidos a células de combustível. A Greater Toronto Airports Authority (GTAA) e a Carlsun Energy anunciaram a colaboração, com a Carlsun construindo, possuindo e operando a estação. O projeto é viabilizado por um investimento de $1 milhão do Natural Resources Canada. A estação terá capacidade para atender tanto carros quanto caminhões de transporte. O hidrogênio, um combustível de queima limpa, é normalmente extraído de fontes como água e metano e pode ser utilizado em veículos elétricos com células a combustível. Essa iniciativa está alinhada com o compromisso do Aeroporto Pearson em soluções energéticas limpas e eficientes. A GTAA planeja adquirir veículos movidos a hidrogênio para sua frota, incluindo cinco veículos de passageiros. A estação terá capacidade para acomodar veículos de grande porte, como caminhões de 18 rodas. A estação faz parte da estratégia de hidrogênio mais ampla do Canadá, que visa posicionar o país como um dos principais produtores, usuários e exportadores de hidrogênio limpo. (Hydrogen Central - 08.07.2023) 
Link Externo

Estados Unidos: Nikola acelera a infraestrutura de caminhões a célula de combustível a hidrogênio na Califórnia

A Nikola Corporation recebeu um subsídio de US$ 41,9 milhões da Comissão de Transporte da Califórnia para construir seis estações de abastecimento de hidrogênio para caminhões elétricos a célula a combustível de hidrogênio de serviço pesado na Califórnia. O projeto, em parceria com o Departamento de Transporte da Califórnia (Caltrans), faz parte da estratégia de veículos de zero emissão do Caltrans e visa incentivar o desenvolvimento e a adoção de tecnologia de frete de zero emissão no estado. As estações de abastecimento de hidrogênio serão estrategicamente localizadas ao longo de corredores de frete na Califórnia e terão um impacto significativo na região, melhorando a saúde da comunidade e evitando a emissão de carbono. O subsídio permitirá que a Nikola estabeleça uma infraestrutura de abastecimento de hidrogênio pronta para o futuro, alinhada com a crescente adoção de seus caminhões elétricos a célula a combustível a hidrogênio. (PRNewsWire - 05.07.2023) 
Link Externo

Estados Unidos: CARB anuncia Parceria de Caminhões Limpos para acelerar a transição para veículos de zero emissão

A Junta de Recursos do Ar da Califórnia (CARB) anunciou uma parceria com fabricantes de caminhões e a Associação de Fabricantes de Motores e Caminhões para promover o desenvolvimento e a adoção de veículos de zero emissão. A parceria inclui grandes empresas como Cummins, Ford, General Motors, Stellantis e Volvo. A CARB se compromete a alinhar com os regulamentos de emissões de óxido de nitrogênio até 2027 e fornecer tempo adequado para a implementação de novos requisitos. (CA Gov - 06.07.2023) 
Link Externo

França: Dunkirk recebe 10 ônibus movidos a hidrogênio da SAFRA para sua rede de transporte público

A SAFRA anunciou que fornecerá 10 ônibus movidos a hidrogênio à Comunidade Urbana do Grande Litoral de Dunkirk para sua rede de transporte público. A empresa francesa SAFRA entregará seu novo ônibus HYCITY® de última geração para ser utilizado na rede de Dunkirk, na França, a partir de 2024. Além disso, será fornecido um contrato de manutenção completa de três anos para os veículos. A rede de Dunkirk é operada pela empresa de transporte Dunkerque e suas extensões (STDE), parte do grupo TRANSDEV, e conta com 162 ônibus, sendo 98 movidos a BIOGNV e três elétricos. (H2 View - 06.07.2023) 
Link Externo

Reino Unido: Criação do primeiro crematório movido a hidrogênio do mundo

Um projeto para criar o primeiro crematório movido a hidrogênio do mundo está sendo apoiado por pesquisadores da Universidade de Brighton, no Reino Unido. O projeto, financiado pelo Departamento de Energia e Carbono Neutro, tem como objetivo tornar o Crematório de Worthing, em West Sussex, neutro em carbono até 2030. O fabricante de crematórios DFW Europe realizará testes de tecnologia de hidrogênio pioneira neste verão. Se bem-sucedidos, os testes serão levados para o Crematório de Worthing em 2024. Os pesquisadores da Universidade de Brighton estão monitorando a qualidade do ar para demonstrar que o uso de hidrogênio pode reduzir as emissões de carbono sem prejudicar a qualidade do ar. O projeto visa utilizar hidrogênio verde produzido a partir de fontes renováveis para substituir o gás natural, reduzindo as emissões de carbono do processo de cremação. (Brighton - 04.07.2023) 
Link Externo

Singapura: Início dos testes do primeiro caminhão de célula a combustível a hidrogênio do país

A empresa Spectronik, especializada em soluções de células a combustível, iniciará os testes do primeiro caminhão movido a hidrogênio projetado em Singapura. O veículo será testado durante um ano no Jurong Innovation District da JTC, um hub de manufatura avançada. O caminhão, alimentado pelo sistema de células a combustível a hidrogênio da Spectronik, pode transportar até 1 tonelada de carga e possui uma autonomia de 500 km. Os testes serão conduzidos para certificar a segurança e o desempenho do veículo, e a expectativa é que ele se torne uma solução de transporte e logística ecologicamente correta, oferecendo uma alternativa livre de emissões. A Spectronik planeja realizar testes em diferentes ambientes reais e está trabalhando para expandir sua frota de veículos movidos a células a combustível a hidrogênio nos próximos anos. (Hydrogen Central - 06.07.2023) 
Link Externo

Tecnologia e Inovação

ITM Power lança negócio na Alemanha com novas instalações para atender o mercado europeu

A ITM Power, fabricante de eletrolisadores, lançou uma nova subsidiária na Alemanha e planeja abrir uma instalação em outubro de 2023 para apoiar seus projetos europeus de eletrolisadores em larga escala. A nova instalação em Linden, na Alemanha, terá escritórios, um depósito para armazenar pilhas de última geração e abrigará várias funções de negócios, incluindo desenvolvimento de negócios globais, técnicos de pós-venda e engenheiros de campo. A expansão na Alemanha faz parte dos esforços da ITM Power para fortalecer sua presença e suporte na União Europeia, seu principal mercado. A empresa também está focada no desenvolvimento de novos modelos de negócios, como monitoramento e operações remotas, manutenção preditiva e garantias de desempenho do sistema. Essa expansão ocorre após a empresa revelar planos para expandir suas instalações no Reino Unido, visando desobstruir a fabricação, teste e validação de produtos. A ITM Power está em um plano de recuperação de 12 meses para melhorar seu desempenho financeiro, incluindo medidas de reestruturação e redução de custos. (H2 View – 10.07.2023) 
Link Externo

Eventos

Hydrogen Conference 2023

A Wood Mackenzie está organizando a segunda edição da Conferência de Hidrogênio no dia 20 de setembro em Londres. A conferência tem como objetivo fornecer insights sobre o desenvolvimento de projetos, promover parcerias e explorar as perspectivas de longo prazo para o hidrogênio e a amônia. Os participantes terão a oportunidade de se conectar com profissionais da indústria, discutir o papel do hidrogênio na solução do trilema energético e desenvolver estratégias para estabelecer fluxos comerciais importantes de hidrogênio. Entre os palestrantes destacados estão representantes da bp, do Departamento de Energia e Segurança e da Mitsubishi Corporation, além da própria Wood Mackenzie. (Wood Mackenzie – Julho) 
Link Externo

4ª Conferência Internacional de Aviação a Hidrogênio (IHAC 2023)

A Hy-Hybrid Energy está organizando a 4ª Conferência Internacional de Aviação a Hidrogênio (IHAC2023) em Edimburgo, Escócia, no dia 7 de setembro de 2023. O evento terá como foco o uso de hidrogênio na aviação, abordando os benefícios e desafios associados. É uma oportunidade para especialistas do setor e interessados em geral se conectarem e participarem da próxima fase do hidrogênio na aviação. 
Link Externo

Avanços no Programa Brasileiro de Hidrogênio: perspectivas para a cooperação Brasil-Alemanha

O Brasil está se posicionando na geopolítica global do hidrogênio, e a implementação do Programa Nacional de Hidrogênio é fundamental para essa estratégia. A Embaixada Brasileira em Berlim organizou um webinar para apresentar o próximo Plano de Ação Trienal (2023-2025) do Programa e discutir oportunidades de colaboração com a Alemanha. O webinar destacou a diversidade de fontes de energia e tecnologias e a contribuição da indústria nacional no setor do hidrogênio. Foram discutidos temas como demanda e aplicações de hidrogênio de baixo carbono, rotas sustentáveis de hidrogênio e parcerias germano-brasileiras, enfatizando o papel do setor privado. O webinar foi concluído com observações finais do Diretor Executivo do Instituto de Transição Energética E+ e do Chefe de Energia da Embaixada Brasileira. Para assistir o evento, clique aqui. 
Link Externo

Innovation Webinar: Hydrogen and Solid Oxide Cells Technologies

No dia 28 de julho, acontece o webinar organizado pela Associação Brasileira de Hidorgênio (ABH2) sobre hidorgênio e células a combustível de óxido sólido. O Dr. Nguyen Minh, especialista em tecnologias de células a combustível, será um participantes do webinar. Dr. Minh fornecerá uma visão geral das atividades recentes nos EUA para desenvolver hidrogênio limpo como uma ferramenta eficaz de descarbonização e resumir o trabalho de P&D na Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD) para desenvolver uma tecnologia de célula de óxido sólido de desempenho superior, alta durabilidade e baixo custo para produção e uso de hidrogênio.
Link Externo

Artigos e Estudos

Hidrogênio verde e biogás 'opções preferidas para substituir o gás'

Uma pesquisa da McKinsey revelou que o hidrogênio verde e o biogás são as escolhas mais populares para substituir o gás natural. No entanto, menos de 20% dos entrevistados acreditam que o hidrogênio verde estará disponível a preços acessíveis e em volumes suficientes nos próximos três anos. Cerca de 27% dos compradores mostraram interesse em gás natural certificado de baixo carbono, indicando uma demanda potencial para cargas de GNL neutras em carbono. A pesquisa também apontou que a maioria dos compradores espera adquirir biogás, gás natural de baixo carbono ou biomassa nos próximos três anos. A demanda por gás industrial na Europa diminuiu devido à crise energética atual, levando os compradores a reduzirem seu uso e a adotarem medidas de eficiência energética. Os compradores esperam continuar reduzindo o consumo de gás nos próximos anos, impulsionados principalmente pela eficiência energética e pela troca de combustível. O relatório destaca oportunidades para fornecedores de gás e GNL desenvolverem ofertas de energia cruzada e estabelecerem parcerias de longo prazo. (H2 View – 06.07.2023) 
Link Externo

Carvão marrom “limpo” para projeto de hidrogênio provavelmente é um fracasso econômico, diz novo relatório

Uma proposta de expansão do projeto de carvão marrom para hidrogênio em Victoria está enfrentando críticas crescentes devido ao seu potencial fracasso econômico. O projeto, conhecido como Hydrogen Energy Supply Chain (HESC), visa produzir hidrogênio líquido a partir de carvão marrom e enviá-lo para o Japão. No entanto, o relatório do Institute for Energy Economics and Financial Analysis destaca que o uso de carvão para produzir hidrogênio é altamente intensivo em emissões e que o hidrogênio renovável será mais barato e competitivo no futuro. Além disso, a longa distância de transporte do hidrogênio resulta em perdas significativas. (Renew Economy – 06.07.2023) 
Link Externo