IFE
27/03/2023

IFE Hidrogênio 120

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Kalyne Brito e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Bruno Elizeu, José Vinícius S. Freitas e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

IFE
27/03/2023

IFE nº 120

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Kalyne Brito e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Bruno Elizeu, José Vinícius S. Freitas e Sofia Paoli
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

Ver índice

IFE Hidrogênio 120

Políticas Públicas e Financiamentos

Transição energética e a retomada da cooperação entre Alemanha e Brasil

A Guerra da Ucrânia, com a consequente interrupção do fornecimento de gás por parte da Rússia , trouxe para a Alemanha o temor da instabilidade de abastecimento de energia. Uma das possibilidades que o Brasil apresenta é o fornecimento de hidrogênio verde, um processo de obtenção de energia sem a emissão de carbono. Por isso, especialistas consideram esse tipo de combustível fundamental para que tenhamos um planeta neutro em carbono. No momento em que o mundo passa a exigir uma redução gradual de combustíveis fósseis, o Brasil está diante da oportunidade de se tornar uma potência geradora de hidrogênio verde, protagonizando a transição energética global. Os recursos naturais abundantes e a relativa proximidade com os compradores europeus são diferenciais estratégicos do país. A adoção de políticas públicas eficientes é fundamental para fomentar a nova economia do hidrogênio e sua cadeia de suprimentos. Neste ponto, não se trata somente de alçadas de autoridade, mas também da harmonização de políticas tributárias e aduaneiras já existentes com a nova realidade. A segurança jurídica e as boas práticas de governança setorial se mostram indispensáveis ​​como suporte para que essa transição energética possa ocorrer. (Folha de São Paulo - 22.03.2023) 
Link Externo

Brasil-Alemanha: Oito projetos brasileiros de hidrogênio verde receberão subsídio alemão

Em dezembro de 2022, o Programa iH2Brasil tornou público o resultado do Edital de Seleção de Projetos de Pesquisa & Desenvolvimento na categoria Instituição Sem Fins Lucrativos, divulgando as propostas de projetos selecionadas. A edição, aberta em abril de 2022, foi um sucesso e superou as expectativas de toda equipe envolvida no projeto iH2Brasil. Ao todo, das 19 propostas submetidas por todo o país, 8 foram selecionadas para serem executadas no ano de 2023, recebendo o subsídio financeiro de até EUR 1,20 milhão para o desenvolvimento das soluções. Os projetos abrangem a linha de pesquisa para o uso de hidrogênio no transporte pesado, produção de hidrogênio verde via reforma do biogás obtido de resíduos agropecuários, sistema híbrido de produção de hidrogênio verde utilizando células de dessalinização, nova rota para a conversão de resíduos plásticos em combustíveis, entre outros. (Portal Hidrogênio Verde - 15.03.2023) 
Link Externo

Brasil-Alemanha: Delegação alemã se reunirá com autoridades e setor industrial brasileiro para fomentar negócios em hidrogênio verde

Entre os dias 12 e 17 de março, uma delegação formada por representantes de associações da Alemanha voltadas ao mercado de hidrogênio verde esteve no Brasil para discutir oportunidades de cooperação e negócios entre os dois países na área das tecnologias PtX (Power-to-X), que correspondem ao uso do hidrogênio como integrador entre a geração de energia elétrica e outras aplicações. Organizada pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK Rio) no âmbito do projeto H2Brasil, a viagem da delegação contou com uma programação intensa de reuniões e visitas técnicas, visando a disseminação do potencial brasileiro no suprimento de hidrogênio verde em uma cadeia de valor global em formação. (Portal Hidrogênio Verde - 15.03.2023) 
Link Externo

Brasil-Alemanha: Programa de aceleração de hidrogênio verde iH2Brasil abre terceiro ciclo de inscrições

O programa iH2Brasil, que busca fortalecer o ecossistema brasileiro de hidrogênio verde, anuncia a abertura das inscrições para a sua terceira edição. A iniciativa é voltada para estudantes, pesquisadores, entusiastas e startups com soluções inovadoras em energias renováveis com uso do hidrogênio verde. O prazo de inscrição das startups começa dia 20 de março e vai até o dia 27 de abril. O programa é realizado pela Aliança Brasil-Alemanha pelo Hidrogênio Verde por iniciativa do projeto H2Brasil da Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável e implementado pela GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit GmbH) e pelo Ministério de Minas e Energia do Brasil. Além disso, é financiado pelo Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento (BMZ) da Alemanha (Portal Hidrogênio Verde - 15.03.2023). 
Link Externo

Brasil: Leilão global de derivados de H2V é oportunidade para o país, apontam especialistas

A participação e eventual sucesso de empresas brasileiras no leilão global de derivados de hidrogênio verde promovido pela Alemanha no âmbito da política H2Global são vistos por especialistas como oportunidades para o desenvolvimento da cadeia de valor do insumo no Brasil. O país, com sua matriz elétrica limpa, é visto como potência latente no setor. O certame visa a contratação por 10 anos de três diferentes produtos: amônia, metanol e combustível sustentável de aviação (SAF, em inglês). Para isso, o governo alemão criou a Hintco, uma empresa que fará a intermediação entre as companhias vendedoras e as compradoras, que poderão fazer a aquisição em prazos curtos. A companhia conta com um fundo de 900 milhões de euros para subsidiar parte dos preços (Portal Hidrogênio Verde - 15.03.2023). 
Link Externo

EUA: Administração Biden-Harris anuncia US$ 750 milhões para promover tecnologias limpas de H2

O Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE) anunciou a disponibilidade de US$ 750 milhões para esforços de pesquisa, desenvolvimento e demonstração visando a redução drástica no custo do hidrogênio limpo, como parte da Lei de Infraestrutura Bipartidária do presidente Biden. Esse financiamento será um componente crucial para acelerar o uso generalizado de hidrogênio limpo, que pode reduzir as emissões de carbono em vários setores da economia, incluindo transporte pesado e processos industriais. O investimento do DOE tem como objetivo abordar as barreiras técnicas para a redução de custos e promover o desenvolvimento de tecnologia de hidrogênio duradoura, de baixo custo e de alta performance. O objetivo é produzir hidrogênio limpo a um custo de US$ 1 por quilograma dentro de uma década, o que ajudará a criar mais empregos no setor de energia limpa e reduzir as emissões prejudiciais em comunidades em todo o país. (DOE – 15.03.2023) 
Link Externo

Austrália: Subsídios de US$ 70 milhões para o Centro de Hidrogênio da Região de Townsville

O governo australiano está buscando apoiar o desenvolvimento de um centro de hidrogênio verde na região de Townsville, com inscrições abertas para financiamentos de até US$ 70 milhões. A oportunidade de concessão estará aberta a qualquer consórcio qualificado capaz de desenvolver e implementar o projeto. Produtores, consumidores e potenciais exportadores de hidrogênio são encorajados a investigar esta oportunidade. Haverá um processo de avaliação competitiva em duas etapas, com uma fase inicial de expressão de interesse. O centro de hidrogênio verde ajudará na transição da Austrália para uma economia de energia limpa, criará empregos e incentivará a descarbonização em setores difíceis de reduzir, como processamento industrial e transporte.  (Australian Government – 15.03.2023) 
Link Externo

Europa: H2Accelerate garante € 30 milhões em financiamento para implantar 150 caminhões a H2

A colaboração H2Accelerate garantiu financiamento de € 30 milhões para implantar 150 caminhões com células a combustível de hidrogênio e oito estações de reabastecimento de hidrogênio para serviços na Europa. A implantação dos veículos será coordenada pelo SINTEF e apoiada pela Shell, TotalEnergies e Everfuel, permitindo o teste de caminhões e equipamentos de reabastecimento em condições reais. A implantação de caminhões e estações é vista como um passo fundamental para a comercialização em massa da tecnologia de mobilidade de hidrogênio. (H2 View – 14.03.2023) 
Link Externo

Noruega: Nel recebe pedido de € 34 milhões da HH2E para equipamento de eletrolisador

A empresa norueguesa de tecnologia de hidrogênio Nel ASA recebeu um pedido de €34 milhões de euros da HH2E para equipamentos de eletrólise de 120 MW. As empresas assinaram uma Carta de Intenção em janeiro de 2023, e agora firmaram um contrato para o fornecimento de equipamentos de eletrólise alcalina. A HH2E planeja implantar projetos de hidrogênio na Alemanha, como o HH2E Lubmin em Mecklenburg-Vorpommern, onde a produção de hidrogênio começará em 2025 e será ampliada até 2030. (H2 View – 15.03.2023) 
Link Externo

França-Austrália: Total Eren faz expansão australiana para liderar desenvolvimentos de hidrogênio renovável

A Total Eren da França anunciou uma expansão na Austrália, estabelecendo seu quarto escritório em Perth, dedicado a liderar o desenvolvimento de projetos de hidrogênio renovável na Austrália Ocidental. A expansão ocorre enquanto a empresa busca desenvolver projetos de hidrogênio com escala de gigawatts competitivos na Austrália, reconhecendo o papel do país como parte de sua estratégia global de hidrogênio devido ao seu potencial para se tornar líder da indústria. Apesar do forte movimento para apoiar o mercado australiano, a Total também revelou que o term sheet vinculativo entre ela e a Province Resources Limited, que viu as empresas se unirem para explorar o desenvolvimento de um projeto de hidrogênio verde de 8 GW, havia expirado e não foi renovado.  (H2 View – 14.03.2023) 
Link Externo

Produção

Alemanha: Empresa alemã anuncia fábrica de geradores de hidrogênio verde em BH

O grupo Neuman & Esser anunciou que investirá R$ 70 milhões para expandir seu parque industrial em Belo Horizonte e construir a primeira fábrica de geradores de hidrogênio verde na América do Sul. O empreendimento está localizado no bairro Olhos D’Água. A previsão é que sejam gerados 75 empregos diretos e 200 empregos indiretos. O vice-chanceler (equivalente ao vice-presidente no Brasil) e ministro federal de Assuntos Econômicos e Ação Climática da Alemanha, Robert Habeck, e o prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, estiveram presentes na cerimônia, além do presidente da Fiemg, Flávio Roscoe e de outras autoridades brasileiras e alemãs. (Portal Hidrogênio Verde - março de 2023) 
Link Externo

Alemanha: Porsche desenvolve protótipo de usina de energia de hidrogênio

A Porsche anunciou o desenvolvimento de um protótipo de usina de energia de hidrogênio, que pode gerar até 170 kW de eletricidade a partir de células a combustível. A tecnologia está sendo desenvolvida em parceria com a empresa alemã de energia renovável Siemens Energy e a fabricante italiana de componentes de células a combustível, Enel X. O protótipo está instalado na fábrica da Porsche em Weissach, na Alemanha, e deve ser usado para abastecer veículos elétricos movidos a células a combustível e fornecer energia para instalações da fábrica. O objetivo da empresa é ter uma produção em série de tais usinas de energia de hidrogênio até 2024.  (Ryze Hydrogen - 07.03.2023) 
Link Externo

Espanha: Duro Felguera construirá planta de hidrogênio verde de 10 MW

A empresa espanhola Duro Felguera foi selecionada para construir uma nova planta de hidrogênio verde de 10 MW para a produtora de hidrogênio pHynix. A planta, denominada Vitale, será construída em Alcázar de San Juan, Espanha, e produzirá 1450 toneladas de hidrogênio renovável por ano a partir de 2024. A nova planta de hidrogênio verde será construída com tecnologia de última geração e ajudará a impulsionar a transição energética para um futuro mais sustentável. (El Economista - 09.03.2023) 
Link Externo

EUA: Produção de hidrogênio começa na instalação nuclear da Constellation

A Constellation e a X-energy anunciaram o início da produção de hidrogênio verde em sua instalação nuclear em Maryland, Estados Unidos, através de um projeto piloto que utiliza um reator de sal fundido. O hidrogênio será produzido a partir da eletrólise da água, com eletricidade fornecida pela usina nuclear, podendo esta rota ser denominada de produção de hidrogênio rosa ou verde, dependendo da determinação se a energia nuclear é limpa ou não. A instalação deve produzir até 100 kg de hidrogênio verde por dia.  (Constellation Energy - 07.03.2023) 
Link Externo

EUA: H2Pro e Sumitomo irão colaborar em projetos de hidrogênio verde

A H2Pro, empresa de tecnologia de hidrogênio, assinou um memorando de entendimento com a Sumitomo Corporation para colaborar no desenvolvimento de projetos de hidrogênio verde. O acordo estabelece uma parceria para explorar energia renovável, em seu projeto de produção de hidrogênio verde. A ABO Wind está desenvolvendo o projeto em um local de mineração abandonado na Pensilvânia, nos Estados Unidos, que pretende transformar em uma usina de energia renovável com uma capacidade de produção de hidrogênio verde de cerca de 100 MW. A Braya trabalhará em estreita colaboração com a ABO Wind, oferecendo consultoria especializada em infraestrutura, logística e comercial e oportunidades de projetos de hidrogênio verde no Japão e em outros lugares da Ásia. O objetivo da parceria é fornecer uma solução completa para clientes de hidrogênio verde, desde a produção até a distribuição e uso.  (Sumitomo - 09.03.2023) 
Link Externo

Holanda: Uniper seleciona a Plug Power para fornecer eletrolisador de 100 MW para sua fábrica

A Uniper, empresa alemã de energia, selecionou a Plug Power para fornecer um pacote de eletrolisadores de 100 MW para sua nova fábrica de hidrogênio verde na Holanda. O objetivo da Uniper é acelerar a adoção de energia verde na Europa. A fábrica de hidrogênio verde será alimentada por energia eólica offshore e terá capacidade para produzir até 50 mil toneladas de hidrogênio verde por ano, o que pode ser usado para abastecer veículos a hidrogênio, navios e aviões.  (Hydrogen Central - 08.03.2023) 
Link Externo

Japão: Denso e Toyota começam projeto de demonstração de hidrogênio verde

A Denso e a Toyota anunciaram um novo projeto de demonstração de hidrogênio verde no Japão, que começou em março e está programado para ser concluído em 2024. O objetivo é avaliar a eficácia do hidrogênio verde como fonte de energia em um sistema de cogeração de calor e eletricidade em prédios comerciais. A Denso fornecerá a tecnologia de células a combustível de hidrogênio para o projeto e a Toyota fornecerá o sistema de cogeração de calor e eletricidade. O hidrogênio verde para o projeto será produzido no local com eletricidade renovável.  (H2 View - 09.03.2023)  
Link Externo

Tailândia: MOL construirá cadeia de valor de hidrogênio limpo

A empresa de energia húngara MOL está construindo uma cadeia de valor de hidrogênio limpo e amônia na Tailândia, em parceria com a Gulf Energy Development. O projeto inclui uma planta de produção de hidrogênio verde e uma planta de amônia, que serão construídas na área industrial de Map Ta Phut, na costa leste da Tailândia. A planta de hidrogênio verde terá uma capacidade de produção de 100 MW e será alimentada por energia eólica, solar e hídrica. A amônia produzida a partir do hidrogênio verde será usada como combustível em termelétricas de alta eficiência e também será exportada para outros países. O projeto faz parte da iniciativa da MOL de se tornar uma empresa de energia verde e atingir a neutralidade de carbono até 2050.  (Hydrogen Central - 08.03.2023) 
Link Externo

Accelera Cummins lança nova marca de energia com pedido de 90MW em eletrolisador

A Accelera Cummins, uma joint venture da Cummins Energy e da Accelera Innovations, lançou sua nova marca de energia com um pedido de 90 MW de eletrolisador de hidrogênio para um projeto de célula a combustível na América do Norte. O projeto terá capacidade de 180MW, que deve ser concluído em 2025. A nova marca de energia, chamada 'Proton', visa fornecer soluções de energia limpa, incluindo hidrogênio verde, e tem como objetivo acelerar a transição global para um futuro energético mais limpo.  (H2 View - 08.03.2023)  
Link Externo

Armazenamento e Transporte

Espanha: Rede de gás de hidrogênio verde receberá investimento da Enagás

A Enagás investirá 575 milhões de euros na rede de hidrogénio verde em Valência, Espanha. A rota de 450 km irá conectar o vale do hidrogênio de Cartagena ao eixo do Ebro e ao gasoduto de hidrogênio Barcelona-Marselha (BarMar) no norte. O objetivo é oferecer serviço de hidrogênio verde como substituto do gás para as indústrias de cerâmica, química e petroquímica, bem como para o aeroporto de Manises e portos valencianos. A iniciativa da Enagás junta-se à da BP, que está a investir € 2 bilhões na capacidade da sua refinaria de Castellón para a produção de hidrogênio verde. A União Europeia também está comprometida em desenvolver novos combustíveis, como o hidrogênio verde, como parte de seu plano de descarbonização da economia. (Energy News - 14.03.2023) 
Link Externo

Europa: GF Piping Systems junta-se à Hydrogen Europe

A GF Piping Systems, provedora líder de soluções de fluxo, tornou-se membro da Hydrogen Europe, a maior associação comprometida em promover o hidrogênio limpo como um habilitador de uma sociedade com zero emissões. A empresa pretende identificar aplicações para seus produtos e soluções em toda a cadeia de valor do hidrogênio para aumentar o potencial sustentável das suas tecnologias. Sistemas de tubulação de polímero de alta qualidade e isentos de íons são necessários em toda a cadeia de valor do hidrogênio para transportar com segurança e confiabilidade diferentes fluidos para tratamento de água, eletrólise, sistemas de células a combustível, armazenamento de alta pressão e distribuição de H2. (ASPE Pipeline - 14.03.2023) 
Link Externo

Japão estabelecerá a primeira cadeia de fornecimento de hidrogênio liquefeito do mundo

O projeto mais avançado de hidrogênio limpo da Austrália, o projeto Hydrogen Energy Supply Chain (HESC) em Victoria, entrou na fase de demonstração comercial com um investimento de JPY220 bilhões, aproximadamente AUD$ 2,35 bilhões, do Fundo de Inovação Verde do Governo Japonês. Os fundos serão entregues por meio da Japan Suiso Energy (JSE), composta pela Kawasaki Heavy Industries e Iwatani Corporation. Uma nova joint venture J-POWER e Sumitomo Corporation fornecerá 30 mil toneladas de gás hidrogênio limpo por ano para uma instalação de liquefação e transporte de propriedade e operação da JSE no Porto de Hastings. A injeção significativa de capital permitirá que a JSE projete e construa instalações em escala comercial para liquefazer e transportar o hidrogênio do Porto de Hastings para o Porto de Kawasaki no Japão, trazendo benefícios econômicos significativos para Victoria e Hastings em particular. A joint venture JPSC extrairá o hidrogênio do carvão do Vale Latrobe com instalações de captura e armazenamento de CO2 no Estreito de Bass. (Hydrogen Energy Supply Chain - 08.03.2023) 
Link Externo

Portugal: Primeiro projeto de demonstração de injeção de hidrogênio verde no país

A Marubeni Corporation lançou o primeiro projeto de demonstração de injeção de hidrogênio verde na rede de distribuição de gás natural em Portugal por meio de seu investimento na Floene Energias, S.A., operadora do sistema de distribuição de gás em Portugal com mais de 70% de participação no mercado do país. A Floene está transportando hidrogênio verde através de seu novo gasoduto de hidrogênio, injetando-o em sua rede de gás natural existente e distribuindo-o a cerca de 80 locais residenciais, comerciais e industriais. O hidrogênio verde utilizado é produzido por uma empresa local por meio de um processo de eletrólise para separar a água usando energia solar. A Marubeni contribuirá para a descarbonização e transição energética por meio da promoção de gases renováveis, como hidrogênio e biometano em Portugal e Chile. (Marubeni - 17.03.2023) 
Link Externo

Reino Unido: Worley fecha contrato para gasoduto de hidrogênio

A Worley, uma empresa global líder em serviços profissionais de projeto e ativos nos setores de energia, produtos químicos e recursos, foi contratada para fornecer o pré-FEED (projeto de engenharia preliminar) e a pesquisa técnica para o projeto East Coast Hydrogen Pipeline (ECHP), liderado pela East Coast Hydrogen (ECH2). O projeto conectará 10GW de produção de hidrogênio a partir dos hubs industriais de Humber e Teesside à rede de gás, potencialmente criando uma rede de 240 km que atenderá às demandas futuras de energia descarbonizada do Reino Unido. A Worley fornecerá um estudo para a Cadent entender como fazer a transição do suprimento de gás natural para hidrogênio e fornecer informações cruciais sobre o tamanho e a rota potencial do gasoduto. (Gas to Power Journal - 14.03.2023) 
Link Externo

Uso Final

Árabia Saudita: Parceria Saudi Aramco/Linde Engineering para desenvolver tecnologia de craqueamento de amônia

A Aramco, uma das principais empresas integradas de energia e produtos químicos do mundo, e a Linde Engineering, líder global na produção e processamento de gases, anunciaram uma parceria para desenvolver conjuntamente uma nova tecnologia de quebra de amônia. A tecnologia, que utilizará um catalisador avançado desenvolvido em conjunto pela Aramco e pela King Abdullah University of Science and Technology, será avaliada em relação a outros catalisadores. O objetivo é estabelecer uma cadeia de fornecimento comercialmente viável de hidrogênio de baixo carbono, com a construção de uma planta de demonstração no norte da Alemanha. A tecnologia também pode ajudar a preencher a lacuna entre a capacidade de produção de energia renovável de um país e a demanda total de energia. (Linde Engineering - 15.03.2023) 
Link Externo

Bruxelas: Projeto europeu de caminhões a hidrogênio é iniciado

O projeto Flagship, um programa europeu para caminhões a hidrogênio, foi oficialmente lançado em Bruxelas. O projeto visa implantar 1.000 caminhões a hidrogênio, 25 estações de hidrogênio e 100 MW de eletrólise em toda a Europa até 2025. O projeto é liderado pela empresa sueca de energia Vattenfall, em colaboração com a Scania, a IVECO, a Daimler Truck e outras empresas parceiras. O objetivo do Flagship é demonstrar a viabilidade técnica e comercial dos caminhões a hidrogênio, além de fornecer informações valiosas sobre como implantar uma infraestrutura de hidrogênio e eletrólise para abastecer uma frota de caminhões. O lançamento do projeto Flagship é um marco importante para a indústria de transporte europeia, que enfrenta cada vez mais pressão para reduzir suas emissões de carbono e se tornar mais sustentável. O hidrogênio é uma alternativa promissora aos combustíveis fósseis para veículos pesados, pois produz apenas água como subproduto e pode ser produzido a partir de fontes renováveis. (IRU Org - 15.03.2023) 
Link Externo

Estados Unidos: Chart Industries e Zev Station H2 assinam MoU para estações de abastecimento de hidrogênio

A Chart Industries e a ZEV Stations assinaram um Memorando de Entendimento para colaborar no desenvolvimento de estações multimodais de hidrogênio para transporte pesado nos EUA, com equipamentos da Chart Industries. A meta é unir diferentes padrões de abastecimento de combustível para veículos com hidrogênio líquido e gasoso, utilizando bombagem eficiente. A Chart Industries fornecerá equipamentos de estação de abastecimento de hidrogênio líquido e de liquefação, enquanto a ZEV Stations fornecerá a sua tecnologia de integração de sistemas. O objetivo da parceria é disponibilizar uma estação de abastecimento multimodal que atenda aos veículos de hidrogênio até a Classe 8 de caminhões pesados, permitindo enchimentos de pelo menos 8 kg por minuto. (Chart Industries - 15.03.2023) 
Link Externo

França: HRS fornece duas estações de abastecimento de H2V de alta capacidade no país

A Hydrogen-Refueling-Solutions (HRS) informa que recebeu um pedido para o fornecimento de 2 estações HRS40 (40 kg/hora ou 1 ton/dia), da empresa HYmpulsion, responsável pelo projeto Zero Emission Valley (ZEV). O projeto envolve a produção de hidrogênio verde juntamente com a implantação de 18 estações de hidrogênio, 450 veículos leves com célula a combustível de zero emissão e cerca de 115 caminhões e ônibus tanto para o transporte público quanto para viagens rodoviárias até 2024. Os sistemas de abastecimento serão instalados em Toulouse e Bordéus. A Hympulsion tem a ambição de promover a mobilidade a hidrogênio em grande escala na França, com a implantação de 600 estações de abastecimento até 2030, e esses dois sistemas de alta capacidade contribuirão para essa meta. (FuelsCellsWorks - 13.03.2023) 
Link Externo

Japão: Universal Hydrogen estuda soluções de abastecimento e logística de H2V para companhias aéreas

A Universal Hydrogen formou uma colaboração com três empresas sediadas no Japão para estudar e desenvolver uma solução de fornecimento e logística de hidrogênio verde que permitirá às companhias aéreas japonesas aumentar sua utilização de aeronaves movidas a hidrogênio no curto prazo. Em colaboração com a Sojitz Corporation, Mitsubishi HC Capital Inc. e um terceiro parceiro japonês não divulgado, a Universal Hydrogen estudará um sistema modular de entrega de hidrogênio para as companhias aéreas japonesas. As empresas coletivamente identificarão, avaliarão e qualificarão fornecedores e parceiros locais de hidrogênio para produção, abastecimento de módulos de hidrogênio, operações de entrega de módulos e muito mais. A Universal Hydrogen adota uma abordagem flexível, escalável e de baixo custo de capital para a logística de hidrogênio, transportando-o em cápsulas modulares pela rede de frete existente de locais de produção verde diretamente para o avião em qualquer lugar do mundo. (Business Wire - 12.03.2023) 
Link Externo

República Tcheca: Grupo ORLEN inaugura posto de abastecimento de hidrogênio no país

A ORLEN Group anunciou a abertura da sua primeira estação de abastecimento de hidrogênio na República Tcheca, em Praga. A estação é a segunda do tipo, sendo que a primeira foi inaugurada em Cracóvia, no ano passado. A empresa pretende expandir ainda mais sua infraestrutura de hidrogênio na Europa Central, com a ambição de construir mais de 100 estações de abastecimento na Polônia, República Tcheca e Eslováquia até o final da década. A ORLEN também tem planos de fornecer até 28 estações de abastecimento de hidrogênio em toda a República Tcheca até 2030, além de dois terminais de distribuição de hidrogênio para transporte ferroviário em Litvínov e Neratovice. A produção de hidrogênio faz parte da estratégia de hidrogênio da ORLEN Group e é um aspecto fundamental da iniciativa ORLEN2030. A empresa planeja gerar até 50% de hidrogênio com baixas ou zero emissões até 2030, com um objetivo final de atingir cerca de 80%. (Orlen - 10.03.2023) 
Link Externo

Alemanha: Hyzon Motors anuncia primeiro caminhão em operações com DB Schenker

A empresa de veículos elétricos célula a combustível Hyzon Motors anunciou que a DB Schenker implantou o primeiro caminhão elétrico com célula de combustível em operações comerciais na Alemanha. O caminhão Hyzon está sendo usado em um modelo pay-per-use oferecido pela Hylane, uma locadora especializada em veículos comerciais neutros em CO2. A Alemanha é vista como um dos principais mercados globais para tecnologias de veículos comerciais de zero emissão e a tecnologia de célula a combustível proprietária da Hyzon foi desenvolvida especificamente para aplicações pesadas e se alinha perfeitamente com as necessidades de clientes logísticos.  (Hyzon - 10.03.2023)   
Link Externo

Tecnologia e Inovação

EUA: H2Scan lança sensor de hidrogênio para monitoramento da segurança

A H2Scan lançou o HY-ALERTA 5021, um sensor de hidrogênio para monitoramento seguro de baterias, que dispensam manutenção. O modelo é capaz de detectar baixos níveis de hidrogênio na presença de outros gases, que poderiam causar alarmes falsos em outras tecnologias de sensor. A empresa afirma que o produto é ideal para salas de armazenamento de bateria usadas em data centers, por serviços públicos, telecomunicações e outros usuários finais. Além disso, ele se integra com o produto HyView, permitindo a consolidação de dados de múltiplos sensores de hidrogênio. O HY-ALERTA 5021 é projetado para durar mais de 10 anos sem manutenção ou calibração. (H2Scan – 08.03.2023) 
Link Externo

Japão: Toyota Corolla movido a hidrogênio líquido vai para a pista de corrida para testes

A Toyota testou com sucesso o seu carro GR Corolla movido a um motor de combustão interna (ICE) abastecido com hidrogênio líquido no circuito Fuji Speedway, no Japão. A primeira aparição pública do carro marcou a primeira vez que um veículo movido a hidrogênio líquido entrou em um circuito de corrida. A Toyota tem a esperança de competir na temporada 2023 da Super Taikyu com o Corolla, em esforços para expandir as opções de combustível para a mobilidade neutra em carbono. O uso do hidrogênio líquido possibilita ter tanques de combustível moldados convenientemente para montagem sob o assoalho, além de permitir uma infraestrutura de abastecimento móvel mais compacta. A empresa continuará a se concentrar em desafios como manter temperaturas ultrabaixas durante o reabastecimento e armazenamento. (H2 View – 10.03.2023) 
Link Externo

Eventos

Seminário: Hidrogênio verde como fonte energética ao transporte sustentável e solução à descarbonização da economia

O Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP), por meio do seu Conselho Assessor de Mobilidade Urbana, e a Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável, por meio do projeto H2Brasil, implementado pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, colocam em pauta um tema fundamental no contexto da urgência reconhecida globalmente de combate às mudanças climáticas. A discussão técnica fundamenta-se nas oportunidades apresentadas pela Lei Municipal 16.802/2018, que dispõe sobre a transição para fontes de energia menos poluentes pela frota de transporte coletivo urbano do Município de São Paulo. Para se inscrever no evento que ocorrerá no dia 30 de Março de 2023, clique aqui. (SEESP - Março de 2023) 
Link Externo

Hydrogen Technologies

Para o dia 30 de Março de 2023, a BaxEnergy organizou um evento online para discutir acerca das tecnologias do hidrogênio. Será um evento para aprender sobre as últimas tendências e inovações em tecnologias de hidrogênio, descobrir os benefícios de usar o hidrogênio como fonte de energia e entender como a BaxEnergy pode apoiar na adoção de tecnologias de hidrogênio e integrá-las à sua infraestrutura de energia renovável. Para se inscrever, clique aqui. (BaxEnergy - Março de 2023)
Link Externo

Artigos e Estudos

Artigo GESEL: Inovação na cadeia de valor do hidrogênio

O cenário atual do setor energético mundial é marcado por um processo de transição caracterizado pela procura por fontes de energia que garantam, simultaneamente, a descarbonização e a segurança energética. Neste contexto dinâmico, o hidrogênio renovável (H2R), aqui denominado por verde, posiciona-se como um vetor energético promissor na busca por esses dois objetivos estratégicos. Este movimento é capitaneado pelos países desenvolvidos que estão articulando a transição energética com planos e programas de incentivos à recuperação econômica verde com foco central nos setores industriais, através de diversos tipos e magnitudes de incentivos. Desse modo, o cenário é de fluxo cada vez maior de investimentos ao longo das cadeias de valor, para o desenvolvimento de projetos e novas tecnologias disruptivas.  (Portal Hidrogênio Verde - março de 2023) 
Link Externo

União Europeia divulga definição de hidrogênio renovável

A Comissão Europeia apresentou em fevereiro o seu conceito de hidrogênio renovável, por meio de dois atos delegados. O objetivo é estruturar o mercado local, orientar o acesso a fundos de fomento, atrair investimentos e estabelecer os critérios para atingimento das metas de matriz renovável. “Aumentar o uso de hidrogênio renovável, amônia e outros derivados vai acelerar a descarbonização de nosso sistema energético e também reduzirá consideravelmente a dependência da UE de combustíveis fósseis importados da Rússia”, disse a Comissão Europeia, por meio de nota. Os dois atos delegados divulgados cumprem exigência da Diretiva de Energia Renovável, que é a estrutura legal para o desenvolvimento da energia renovável de forma transversal em todos os setores da economia e em todos os países-membros da União Europeia (UE).  (Portal Hidrogênio Verde - março de 2023)   
Link Externo

Fontes renováveis atenderão mais de 90% do crescimento de demanda até 2025

As energias renováveis serão responsáveis pelo incremento na oferta global de eletricidade nos próximos três anos, atendendo, juntamente com a fonte nuclear, mais de 90% da nova demanda, na média geral do período 2023-25. A afirmação consta do Relatório de Mercado de Eletricidade 2023, divulgado pela Agência Internacional de Energia (AIE), em fevereiro. “A boa notícia é que as energias renováveis e nucleares estão crescendo rápido o suficiente para atender a quase toda a demanda adicional, sugerindo que estamos perto de um ponto de inflexão para as emissões (de carbono) do setor de energia. Agora, os governos precisam permitir que as fontes de baixas emissões cresçam ainda mais rapidamente para que o mundo possa garantir o suprimento de energia elétrica ao mesmo tempo que atinge as metas climáticas”, disse o diretor executivo da AIE, Fatih Birol. (Portal Hidrogênio Verde - março de 2023) 
Link Externo