IFE
18/04/2023

IFE Energia Nuclear 25

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e João Pedro Gomes
Pesquisadores: Cristina Rosa e Isadora Correa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

IFE
18/04/2023

IFE nº 25

Assinatura:
Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e João Pedro Gomes
Pesquisadores: Cristina Rosa e Isadora Correa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

Ver índice

IFE Energia Nuclear 25

Políticas Públicas e Planos de Governo

Brasil: Angra 1 recebe reparos, incluindo inspeção do CNEN e IBAMA

A Eletronuclear desconectou a usina de Angra 1 no dia 4, em comum acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (NOS) e com previsão de conclusão para o dia 6. A unidade teve sua produção paralisada para o reparo em uma tubulação de vapor do conjunto turbogerador, equipamento que faz parte do sistema elétrico da usina, sem nenhuma relação com a parte nuclear. Em paralelo, a Eletronuclear também recebeu a visita de técnicos da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e do Ibama para uma inspeção na central nuclear. A atividade foi acordada entre os dois órgãos, em função da liberação líquida não planejada ocorrida em setembro do ano passado em Angra 1. Membros do Ministério Público Federal, do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e do Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD) também foram convidados para acompanhar os trabalhos. (Petronotícias – 05.04.2023) 
Link Externo

Brasil: Presidente da Frente Parlamentar Nuclear visita Nuclep

O deputado Júlio Lopes, presidente da Frente Parlamentar Mista de Tecnologia e Atividades Nucleares do Congresso, visitou a Nuclep para acompanhar o progresso das obras encomendadas que estão sendo realizadas pela companhia para as diversas atividades nucleares no país. Atualmente, a empresa é responsável por projetos que vão desde as encomendas especiais para Angra 3 até os submarinos, incluindo o nuclear. O Presidente da EBSE, Marcelo Bonilha, também esteve presente na visita. EBSE e Nuclep também desenvolvem um programa com apoio da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN) para qualificar empresas fornecedoras do setor nuclear: “Certamente a EBSE e a Nuclep são parceiras há muitos anos. Já fizemos vários projetos em conjunto porque nos complementamos. Somos as maiores caldeirarias pesadas no Estado do Rio e temos grande capacidade de criação e produção de equipamentos. A visita do Deputado Julio Lopes só agrega valor aos nossos empreendimentos”. (Petronotícias – 11.04.2023) 
Link Externo

China e França: Expansão de cooperação nuclear

Acordos de cooperação no campo da energia nuclear foram assinados entre a China e a França durante uma visita de Estado do presidente francês Emmanuel Macron a Pequim. Os últimos acordos entre a China General Nuclear (CGN), a China National Nuclear Corporation (CNNC) e a EDF se baseiam em 40 anos de cooperação anterior entre os dois países. Em uma declaração conjunta após a visita de 5 a 7 de abril, os dois países disseram: "Em seu desejo comum de transição para um sistema de energia livre de carbono, a França e a China estão desenvolvendo uma cooperação pragmática no campo da energia nuclear civil dentro da estrutura do Acordo de Cooperação para o Uso Pacífico da Energia Nuclear entre os dois governos." (WNN - 11.04.2023) 
Link Externo

Coreia do Sul e Reino Unido intensificam cooperação em energia nuclear

O Reino Unido e a Coreia do Sul assinaram uma declaração conjunta declarando seu acordo sobre a necessidade de transição energética de combustíveis fósseis para fontes de energia de baixo carbono, perspectivas para a participação da Coreia do Sul em novos projetos de usinas nucleares do Reino Unido e intercâmbios e cooperação dos dois países em energia eólica offshore, hidrogênio e outras áreas de energia limpa. A declaração foi assinada em Seul em 10 de abril pelo secretário britânico de Segurança Energética, Grant Shapps, e pelo ministro sul-coreano de Comércio, Indústria e Energia, Lee Chang-yang. Sobre a energia nuclear, a declaração visa avançar a geração de energia nuclear civil, consolidando uma parceria de mais de três décadas, abrangendo questões como normas e regulamentação de segurança, todos concordando com o papel crucial da energia nuclear na criação de energia segura, acessível e limpa. (WNN - 11.04.2023) 
Link Externo

EUA: Lei visa acelerar a implantação de novas tecnologias nucleares

A Lei “Accelerating Deployment of Versatile, Advanced Nuclear for Clean Energy (ADVANCE)” de 2023, apresentada ao Senado dos Estados Unidos (EUA) por um grupo bipartidário, visa apoiar os esforços para desenvolver e implantar novas tecnologias nucleares no país e no exterior por meio de medidas, como apoio regulatório para implantação de tecnologia nuclear avançada e facilitação do reaproveitamento de locais de energia convencional. Esta legislação capacitaria a Comissão Reguladora Nuclear dos EUA (NRC) a liderar fóruns internacionais para desenvolver regulamentos para reatores nucleares avançados, bem como estabelecer uma iniciativa conjunta dos Departamentos de Comércio e Energia dos EUA para facilitar o contato com nações que buscam desenvolver programas avançados de energia nuclear. (WNN - 05.04.2023) 
Link Externo

EUA: DOE concede fundos estudantis para formação de força de trabalho nuclear

O Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE) concedeu US $6,3 milhões em bolsas de estudos e bolsas de estudos para estudantes norte-americanos que buscam diplomas relacionados à energia nuclear. Isso inclui 124 bolsas de estudos e bolsas para estudantes em 39 faculdades e universidades por meio do Programa de Liderança Nuclear Universitária (UNLP) do DOE. Por meio da UNLP, o Escritório de Energia Nuclear do DOE está concedendo bolsas de estudos de US $5.000 para instituições de 1 a 2 anos onde os alunos estão treinando como técnicos relacionados à energia nuclear. As instituições de quatro anos receberão bolsas de estudos de US $10.000 por um ano e bolsistas de pós-graduação receberão US $169.000 ao longo de três anos para ajudar a pagar por estudos de pós-graduação e pesquisa. (NEI - 13.04.2023) 
Link Externo

EUA: Governo rejeita relatório da Coréia sobre usina nuclear na República Tcheca

O governo dos Estados Unidos (EUA) rejeitou o relatório da Korea Hydro & Nuclear Power (KHNP) sobre a licitação para um projeto de usina nuclear na República Tcheca. Isso aumentou as preocupações de que os planos da Coréia de aumentar suas exportações de reatores nucleares possam continuar paralisados. Tendo tomado as medidas necessárias, o KHNP disse que deveria ter recebido o direito de exportar suas usinas nucleares para a República Tcheca. No entanto, o litígio em andamento com a Westinghouse Electric Company está complicando a situação. (NEI - 11.04.2023) 
Link Externo

EUA: Iniciada a demolição de reator de testes LITR

O Reator de Teste de Baixa Intensidade (LITR) no Oak Ridge National Laboratory (ORNL), em uma instalação altamente deteriorada e contaminada, teve sua demolição identificada como uma prioridade de 2023 para o Escritório de Gestão Ambiental (EM) do Departamento de Energia dos Estados Unidos (EUA). A partir disso, a Oak Ridge Office of Environmental Management e seu empreiteiro de limpeza, UCOR, começaram a demolir a instalação no final de março deste ano, após quase cinco anos de planejamento e trabalho de desativação. Nesse caso, as condições únicas associadas à instalação - incluindo preocupações estruturais, como estruturas de piso de laje que não foram adequadamente suportadas e desenhos originais da instalação com informações insuficientes para apoiar o planejamento do trabalho - apresentaram desafios e complicações adicionais. (WNN - 06.04.2023) 
Link Externo

Estônia: Ministério das Finanças identifica quatro possíveis locais para usinas nucleares

Quatro locais potenciais na Estônia, que poderiam acomodar uma usina nuclear, foram identificados por uma análise do Ministério das Finanças. Os quatro locais estão em Toila, Condado de Ida-Viru, Kunda, Condado de Lääne-Viru, Loksa, Condado de Harju e Varbla, Condado de Pärnu. Kaia Sarnet, chefe do grupo de trabalho de análise espacial do Ministério, disse em entrevista coletiva que uma análise detalhada será realizada assim que o estado tomar uma decisão sobre a construção da usina nuclear. Ela acrescentou que muito dependerá da escolha tecnológica da planta, ditando o local com base na quantidade de terra necessária e na extensão do impacto socioeconômico. (NEI - 13.04.2023) 
Link Externo

França: Solicitação para aumentar a capacidade do depósito de resíduos

A agência francesa de gerenciamento de resíduos radioativos, Andra, solicitou ao departamento de Aube, no nordeste da França, permissão ambiental para aumentar a atual capacidade de armazenamento autorizada de Cires, a instalação de descarte dedicada do país para resíduos radioativos de nível muito baixo (VLLW). Face às previsões de entrega de VLLW anunciadas pelos produtores de resíduos para os próximos anos, prevê-se que o local - com 46 hectares - atinja a sua capacidade de armazenamento autorizada por volta de 2028/2029. (WNN - 12.04.2023) 
Link Externo

Hungria: Governo altera acordo com Rosatom sobre projeto nuclear Paks II

O ministro das Relações Exteriores da Hungria, Peter Szijjarto, e o CEO da Rosatom, Alexei Likhachev, concordaram em emendas ao contrato de construção e financiamento da usina nuclear Paks II, após negociações em Moscou. Em seu relatório da reunião, a Rosatom disse que as partes discutiram novas etapas na implementação do projeto de construção Paks II, bem como outros aspectos da cooperação multifacetada no setor nuclear. Embora os detalhes das mudanças não tenham sido fornecidos, Szijjarto disse que a Comissão Européia teria que aprovar as mudanças. (WNN - 12.04.2023) 
Link Externo

Índia: Expansão de participação nuclear até 2047

De acordo com o ministro de Estado, Jitendra Singh, a capacidade nuclear instalada deve mais do que triplicar até 2031, e as usinas nucleares provavelmente gerarão cerca de 9% da eletricidade do país até 2047. Em respostas por escrito às perguntas, ele confirmou que a capacidade nuclear instalada deve aumentar de 6.780 MWe hoje para 22.480 MWe até 2031 com a conclusão progressiva de projetos em construção e sanção concedida - o governo deu em princípio aprovação de novos locais para futuros reatores. (WNN - 12.04.2023) 
Link Externo

Dinâmica Internacional

AIEA: Progresso na segurança do plano de liberação de água de Fukushima

A força-tarefa da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), responsável por revisar a segurança do plano japonês de descarregar água tratada da usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi no mar, publicou seu quarto relatório. O relatório compila as descobertas da segunda missão de revisão de segurança da força-tarefa ao Japão, realizada em novembro de 2022. Nesse caso, este documento avalia as responsabilidades técnicas da Tepco, incluindo os aspectos relacionados à segurança dos sistemas construídos para descarregar a água tratada do ALPS, a avaliação do impacto ambiental radiológico, programas de monitoramento de fontes e ambientais e proteção contra radiação ocupacional. Em conclusão, este relatório diz que a Tepco realizou progressos significativos para atualizar seus planos de acordo com o feedback anterior da força-tarefa. Para ter acesso ao relatório completo, clique aqui. (WNN - 06.04.2023) 
Link Externo

China: Reator de pesquisa nuclear avançado recebe cooperação mundial

De acordo com a Corporação Nuclear Nacional da China (CNNC), o Reator de Pesquisa Avançada da China (CARR) no Instituto de Energia Atômica (CIAE) da CNNC, em Pequim, está recebendo cientistas globais e cooperação mundial. O bjetivo deste reator é atender às principais necessidades do país e resolver problemas nas indústrias nuclear, aeroespacial, aeroespacial, de aviação, energia e transporte da China. Além disso, a CNNC diz que o instituto já recebeu mais de 40 inscrições internacionais para projetos CARR, abrangendo aeroespacial, materiais, petróleo e outras indústrias de ponta. (NEI - 07.04.2023) 
Link Externo

Estados Unidos: Novas sanções para agentes ligados à Rosatom

Os Estados Unidos impuseram no dia 12 sanções a mais de 120 pessoas e entidades para pressionar a Rússia em resposta à guerra na Ucrânia, visando uma empresa militar privada, uma empresa com sede na China e entidades ligadas à Rosatom, entre outros. Segundo o Departamento de Estado americano, cinco entidades e um indivíduo que fazem parte da estatal russa de energia nuclear Rosatom foram visados em um esforço para restringir a empresa, sob acusações de que a companhia estaria utilizando exportações de energia para exercer pressão política e econômica sobre seus clientes. Washington, contudo, ainda não impôs sanções à própria Rosatom. (Petronotícias – 12.04.2023) 
Link Externo

Europa: Atrofiamento dos setores hidrelétrico e nuclear podem retardar recuperação no continente

Os déficits na produção hidrelétrica e nuclear da Europa mais do que compensaram a geração recorde de eletricidade de locais solares e eólicos no primeiro trimestre de 2023, deixando a região vulnerável a escassez aguda de energia pelo segundo ano consecutivo. A Europa aumentou a capacidade de fornecimento de energia renovável em um recorde de 57.290 megawatts em 2022, ou quase 9%, de acordo com a Agência Internacional de Energia (IRENA), em meio a uma corrida para substituir o gás importado da Rússia por energia doméstica mais limpa. No entanto, quedas acentuadas na produção hidrelétrica e nuclear - duas fontes importantes de energia não emissora - significam que os produtores de energia da Europa têm maneiras limitadas de aumentar a geração geral de eletricidade no momento em que as economias da região começam a se recuperar após o choque energético do ano passado. (Reuters – 12.04.2023) 
Link Externo

Inovação Tecnológica

Denison Mines Corp: Método ISL é debatido para segundo projeto de urânio

A Denison Mines Corp planeja realizar um trabalho de avaliação adicional após a conclusão de um estudo conceitual da aplicação potencial de métodos de mineração de lixiviação in situ (ISL) no projeto Midwest em Saskatchewan. Segundo David Cates, presidente e CEO da Denison, a empresa está positiva pelos resultados do Estudo de Conceito do Centro-Oeste e deve continuar a avaliação da aplicação potencial do método de mineração ISR ao Centro-Oeste, com o apoio de nosso parceiro Orano. (WNN - 14.04.2023) 
Link Externo

EUA: Progresso na produção de isótopos a partir de resíduos herdados

Cerca de 75 a 100 vezes mais doses de tratamentos de terapia alfa-alvo de próxima geração estarão disponíveis anualmente em todo o mundo, em comparação com hoje, por meio de um projeto para produzir isótopos de material nuclear herdado no Laboratório Nacional de Oak Ridge (ORNL) do Departamento de Energia dos EUA (DOE). Nesse caso, o objetivo é fornecer quantidades significativamente maiores de isótopos médicos para auxiliar na pesquisa e, simultaneamente, eliminar um estoque de material nuclear de urânio-233 da década de 1950 armazenado no ORNL. Este projeto prevê a capacidade de produzir 500.000 doses de tratamento de câncer por ano. (WNN - 14.04.2023) 
Link Externo

MSZ: Novo combustível produzido para o reator de pesquisa de alto fluxo

A russa Mashinostroitelny Zavod em Elektrostal (MSZ, parte da Rosatom Fuel Company TVEL) fabricou e entregou novo combustível nuclear de segunda geração para o reator de pesquisa PIK. Este reator de pesquisa de alto fluxo PIK no BP Konstantinov Petersburg Institute of Nuclear Physics (PNPI) em Gatchina (parte do Kurchatov Institute) é a maior fonte de nêutrons do mundo. Nesse caso, a introdução do novo combustível permitirá aumentar significativamente o tempo de operação do reator a uma potência de 100 MW, garantindo os indicadores de segurança do projeto, melhorando as características neutrônicas do núcleo e aumentando a confiabilidade operacional da instalação. (NEI - 14.04.2023) 
Link Externo

ThorCon: Consulta de pré-licenciamento para reator flutuante na Indonésia

A PT ThorCon Power Indonesia, uma subsidiária da ThorCon com sede nos Estados Unidos, assinou um acordo com a Agência Reguladora de Energia Nuclear da Indonésia (Bapeten) para iniciar oficialmente uma consulta de segurança, proteção e salvaguardas em preparação para o licenciamento de um reator flutuante de sal fundido ThorCon de demonstração de 500 MWe ( TMSR-500). Segundo a ThorCon, o objetivo da consulta é preparar o regulador, o requerente e as partes interessadas para o processo formal de licenciamento e criar um roteiro que contenha cronogramas, funções e responsabilidades, leis e regulamentos aplicáveis, escopo e formato dos documentos técnicos e administrativos nos pedidos de licença e avaliações da prontidão do projeto. (WNN - 05.04.2023) 
Link Externo

Tokamak Energy: Divulgação de imagens do conceito de usina de fusão

A empresa britânica de fusão nuclear Tokamak Energy divulgou as primeiras imagens de como poderiam ser suas futuras usinas de fusão comercial. A Tokamak Energy anunciou em fevereiro que está construindo um protótipo de tokamak esférico, o ST80-HTS, no Culham Campus da Autoridade de Energia Atômica do Reino Unido até 2026. Isso seria seguido pela implantação de usinas de fusão comercial de 500 MW em meados da década de 2030, que é o que as imagens conceituais são. Segundo a empresa, as usinas de fusão podem ser construídas próximas a grandes populações e centros de indústria onde energia e calor são necessários. (WNN - 12.04.2023) 
Link Externo

UE: WENRA solicita ajuda para agilizar as avaliações de SMRs

A Associação de Reguladores Nucleares da Europa Ocidental (WENRA) definiu as etapas que a indústria deve tomar para garantir o licenciamento oportuno e harmonizado de projetos de reatores modulares pequenos (SMR) e reatores modulares avançados (AMR) na Europa. A organização observa que um número crescente de países está incluindo SMRs e AMRs em seus planos para atingir as metas de descarbonização, existindo uma forte expectativa sobre os processos nacionais de licenciamento para serem concluídos com rapidez. (WNN - 14.04.2023) 
Link Externo

Empresas

Eletronuclear: Nova direção gera repercussão negativa

O Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, indicou o advogado Raul Lycurgo Leite para dirigir a Eletronuclear, companhia que comanda as usinas nucleares brasileiras. A recepção da nova indicação foi negativa no setor, principalmente devido ao fato do advogado não possuir histórico de atuação na área. Há também insatisfação na Câmara dos Deputados, principalmente na Frente Parlamentar Nuclear. O deputado Júlio Lopes, que comanda a frente, divulgou um comunicado dizendo: “A Frente Parlamentar de defesa da energia nuclear lamenta fortemente a indicação de um cidadão sem qualquer experiência no setor nuclear para comandar a nave-mãe do sistema nuclear brasileiro. Depois de anos de atraso nas obras de Angra 3 um novo atraso agora institucional e sem precedentes no setor [...] O Brasil se notabiliza por ser um dos poucos países do mundo a ter nomes de referência internacional no setor nuclear. Absurda desconsideração à academia e as instituições do setor”. (Petronotícias – 04.04.2023) 
Link Externo

ABDAN: Leonam Guimarães assume posto de diretor técnico

O engenheiro e ex-presidente da Eletronuclear, Leonam Guimarães, foi nomeado como novo diretor técnico da Associação Brasileira para Desenvolvimento das Atividades Nucleares (ABDAN). “Nos últimos anos, o país tem investido em novas usinas nucleares e na modernização das já existentes. A ABDAN, como entidade representativa dos profissionais e empresas da área, tem um papel fundamental na promoção do desenvolvimento seguro e sustentável do setor nuclear no Brasil”, afirma Guimarães, que também é Coordenador do Comitê de Acompanhamento do projeto da usina Termonuclear Angra 3. Para o presidente da ABDAN, Celso Cunha, a escolha de Guimarães como Diretor Técnico da associação trará importantes avanços para o setor nuclear brasileiro e fortalecerá a posição do país como referência em tecnologia nuclear na América Latina e no mundo. (Petronotícias – 03.04.2023) 
Link Externo

Bruce Power: Abastecimento de unidade nuclear é concluído

As equipes da usina nuclear Bruce Power concluíram o abastecimento da unidade 3, 18 dias antes do previsto. A unidade foi desativada no início de março para iniciar a interrupção de substituição de componentes principais (MCR). Durante o programa de abastecimento de combustível de 27 dias, 5.748 feixes de combustível foram removidos do núcleo do reator. (NEI - 07.04.2023) 
Link Externo

Bruce Power e Cameco: Parceria para fornecimento de combustível nuclear a longo prazo

A extensão dos acordos exclusivos de fornecimento de combustível nuclear de longo prazo entre Bruce Power e Cameco por mais 10 anos, até 2040, garante décadas de fornecimento de energia nuclear. O novo acordo estende os acordos exclusivos de fornecimento de combustível anunciados em 2017 e inclui provisões para a Cameco fornecer 100% do urânio da Bruce Power, serviços de conversão e requisitos de fabricação de combustível. De acordo coma Cameco, a extensão representa um valor estimado de US$ 2,1 bilhões em negócios adicionais entre as empresas de 2031 a 2040. (WNN - 04.04.2023) 
Link Externo

Cameco e Energoatom: Acordo para exportação de urânio

A Cameco e a Energoatom assinaram o último acordo necessário para a implementação de um programa de exportação de toda a produção de urânio da Ucrânia para processamento no Canadá, que produzirá combustível para usinas nucleares ucranianas. O Acordo para pesagem, amostragem, armazenamento, análise e transporte de concentrado de óxido de urânio foi assinado no Canadá em 11 de abril pelo presidente da Energoatom, Petro Kotin, e pelo presidente e CEO da Cameco, Tim Gitzel, na presença do primeiro-ministro da Ucrânia, Denys Shmyhal. Este documento cobre a entrega física de óxido de urânio da Ucrânia para o Canadá, prevendo que toda a quantidade de urânio extraído pela SkhidGZK da Ucrânia seja fornecida ao Canadá e para conversão e fornecimento de hexafluoreto de urânio natural para enriquecimento. (WNN - 13.04.2023) 
Link Externo

EnBW: Licença de descomissionamento emitida para Neckarwestheim II

O Ministério do Meio Ambiente de Baden-Württemberg concedeu à concessionária EnBW a aprovação para desativar e desmantelar a unidade 2 de sua usina nuclear de Neckarwestheim, que deve ser fechada ainda este mês. De acordo com a EnBW, o programa de desmantelamento da quinta e última usina nuclear em Baden-Württemberg foi aprovado em todos os sub-âmbitos dentro da estrutura da lei nuclear". Nesse caso, a EnBW é a primeira operadora de usinas nucleares na Alemanha que obteve licenças de desmantelamento para todos seus reatores. (WNN - 06.04.2023) 
Link Externo

Holtec: Instalação de armazenamento seco de combustível usado

De acordo com um anúncio da Holtec International, o primeiro barril HI-STORM FW foi colocado na instalação de armazenamento seco de combustível usado na usina nuclear de Krško, na Eslovênia, marcando oficialmente o comissionamento da instalação. O edifício de armazenamento seco tem 50 metros por 70 metros por 20 metros, com uma base de concreto armado de 1,75 metros e, explicou o operador da usina Nuklearna Elektrarna Krško (NEK), incluindo as paredes do perímetro, fornece proteção contra inundações e permite a ancoragem de armazenamento contêineres, com equipamentos instalados para permitir o monitoramento pela Agência Internacional de Energia Atômica. Além disso, cada barril HI-STORM FW conterá 37 elementos combustíveis usados, com uma casca espessa de concreto fornecendo proteção física e radiológica total contra condições climáticas extremas, terremotos ou queda de aeronave. (WNN - 06.04.2023) 
Link Externo

Kazatomprom: Conclusão da embarcação de urânio para Romênia

A empresa atômica nacional Kazatomprom anunciou a conclusão do embarque de urânio via Mar Cáspio para a Romênia. Este urânio será usado pela Nuclearelectrica para iniciar a produção em sua usina de processamento CNU Feldioara, que a empresa romena disse estar pronta para iniciar as operações. Segundo a Kazatomprom, a empresa ganhou uma licitação aberta para o fornecimento de óxido de urânio natural para as necessidades da indústria de energia nuclear da Romênia em dezembro de 2022 e entregou o material de acordo com os termos desse contrato. (WNN - 06.04.2023) 
Link Externo

NFS: Serviços de conversão HEU para NNSA

A Nuclear Fuel Services (NFS), uma subsidiária da BWX Technologies (BWXT), com sede nos Estados Unidos, recebeu um contrato de Fase II de US$ 428 milhões da Administração Nacional de Segurança Nuclear (NNSA) para fornecer serviços de purificação e conversão de urânio altamente enriquecido (HEU). Sob o contrato de cinco anos, a NFS estabelecerá uma linha de processo dentro de sua instalação em Erwin, Tennessee, antes de iniciar as operações de conversão e purificação. (WNN - 14.04.2023) 
Link Externo

Reino Unido: Venda de área da GE para a EDF é alvo de investigação

O órgão supervisor da concorrência no Reino Unido está investigando a compra da fabricante de turbinas nucleares da General Electric (GE) pela concessionária de energia elétrica francesa EDF, um negócio visto como estratégico para a indústria atômica francesa. A Agência de Competição e Mercados do Reino Unido (CMA, na sigla em inglês) abriu a investigação no dia 6, depois de receber um aviso das empresas sobre sua fusão iminente. A investigação chega depois de a EDF, de controle estatal, ter acertado a compra da unidade de componentes nucleares da GE em fevereiro, após meses de negociação quanto ao preço. A proposta de aquisição foi saudada como uma forma de retomada do controle francês da tecnologia de turbinas, enquanto a EDF se prepara para construir novos reatores. (Valor Econômico – 06.04.2023) 
Link Externo

Rosatom: Enviado compensador de pressão para Kudankulam 5

A filial Izhora da AEM-technologie, parte da divisão de engenharia mecânica da Rosatom, despachou um compensador de pressão para a unidade 5 da Kudankulam NPP da Índia. Em condições de operação transiente e de emergência do reator, ele será usado para limitar as flutuações de pressão. Este componente pesa 187,5 toneladas e tem quase 14 metros de comprimento e 3,3 metros de diâmetro. Seu volume interno é de 79 metros cúbicos e a espessura da parede é de 152 milímetros. (NEI - 07.04.2023) 
Link Externo

Urenco USA pode ser multada pela NRC

A Comissão Reguladora Nuclear dos Estados Unidos (NRC) propôs uma multa civil de US$ 70.000 para a Urenco USA por duas violações dos requisitos da agência relacionados à implementação inadequada de controles de segurança em sua usina de enriquecimento de Eunice, Novo México. A primeira violação ocorreu durante um evento em março de 2022, quando a equipe da usina encontrou três veículos de construção estacionados perto de um prédio que lida com hexafluoreto de urânio sem barreiras físicas no local. A segunda violação ocorreu durante um evento em junho de 2022, quando a gerência da fábrica observou um funcionário que não seguia os procedimentos de segurança estabelecidos para caminhões entrando em uma área próxima a um prédio contendo cilindros de hexafluoreto de urânio. (NEI - 07.04.2023) 
Link Externo

Estudos

ABDAN: Nova edição da revista Conexão Nuclear

A Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares (ABDAN) publicou a 14ª edição da sua Revista Conexão Nuclear. A versão para o mês de março conta com entrevista exclusiva de Luciana Santos, Ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, com panoramas para o setor de energia nuclear no próximo governo. A revista fala ainda da Medida Provisória 1.133/2022 e seus desdobramentos, dos desafios para aceitação pública da energia nuclear e do status atual do projeto de Santa Quitéria. Também são apresentados os resultados de uma pesquisa encomendada pela Eletronuclear para o Instituto Ver, que mostrou altos níveis de aceitabilidade da energia nuclear na região de Angra dos Reis. A revista pode ser acessada clicando aqui. (ABDAN – 12.04.2023) 
Link Externo

Red Book AIEA: "Uranium 2022: Resources, Production and Demand"

O Uranium 2022: Resources, Production and Demand - conhecido como o Red Book e produzido pela Agência de Energia Nuclear (NEA, sigla em inglês) e Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) - apresenta dados sobre exploração global de urânio, recursos, produção e requisitos relacionados a reatores, bem como projeções de capacidade de geração nuclear e requisitos relacionados a reatores até 2040. De acordo com NEA, este relatório abrange dados de um período de 1º de janeiro de 2019 a 1º de janeiro de 2021, embora algumas informações relevantes para 2021 e 2022 também estejam incluídas nas discussões. Em conclusão, o estudo mostrou que, no geral, os recursos globais de urânio diminuíram modestamente no período analisado, principalmente devido ao esgotamento da mineração e reatribuições de recursos no Cazaquistão e no Canadá. Para ter acesso ao relatório completo, clique aqui. (WNN - 04.04.2023) 
Link Externo

Relatório GAO: “Technology Assessment - Fusion Energy Potentially Transformative Technology Still Faces Fundamental Challenges”

Um relatório do Gabinete de Responsabilidade do Governo (GAO) ao Congresso, “Technology Assessment - Fusion Energy Potentially Transformative Technology Still Faces Fundamental Challenges” diz que uma série de desafios precisam ser superados para alcançar a fusão comercial. Isso inclui o desenvolvimento de ímãs supercondutores de alta temperatura que podem tornar os dispositivos de fusão mais compactos. No entanto, superar os desafios da fusão comercial pode levar de 10 anos a várias décadas. Para acessar o relatório completo, clique aqui. (NEI - 13.04.2023) 
Link Externo

Eventos

ABDAN: Feira nuclear atrai interesse internacional

Autoridades e empresários estarão reunidos em três dias de evento, com 130 palestrantes, painelistas e moderadores em mais de 40h de conteúdo e 25 programas e painéis na maior feira de negócios do setor nuclear: a NT2E – Nuclear Trade And Technology Exchange, que acontecerá nos dias 3, 4 e 5 de maio na Expomag, no Rio de Janeiro. Com expectativa de receber mais de 2.500 pessoas, o evento é promovido pela Associação Brasileira para Desenvolvimento das Atividades Nucleares (ABDAN) e pretende proporcionar o intercâmbio de informações e tecnologias entre os principais atores do setor. Com uma programação intensa, o NT2E oferecerá palestras, workshops e debates com especialistas abordando temas relevantes para o desenvolvimento da indústria nuclear no Brasil e do mundo. (Petronotícias – 11.04.2023) 
Link Externo

Amazul exibirá projetos nucleares em Feira de Defesa e Segurança

A Amazul (Amazônia Azul Tecnologias de Defesa) estará presente com um estande na 13ª LAAD Defense & Security, maior feira do setor na América Latina, que será realizada no Riocentro, no Rio de Janeiro, entre os dias 11 e 14 de abril. Em seu estande no Pavilhão 2, a empresa exibirá maquetes do submarino convencionalmente armado com propulsão nuclear (SCPN) e do Reator Multipropósito Brasileiro (RMB), empreendimento conduzido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), que, entre outras aplicações, tornará o Brasil autossuficiente na produção de insumos para a fabricação de radiofármacos. A AMAZUL também apresentará sua premiada metodologia de gestão de conhecimento, que vem sendo implementada, com sucesso, em instalações nucleares ligadas à Marinha, já há oito anos, e pode ser replicada em qualquer empreendimento, público ou privado, que precisa reter, disseminar e proteger o conhecimento. (Petronotícias – 09.04.2023) 
Link Externo