domingo, 24 de março de 2019

Visão 2013

Publicações

  • TDSE24 Nivalde José de Castro, Isabel Soares, Rubens Rosental e Antonio José Sellare Impacts of Corporate Governance on Companies in Brazil's Electricity Sector

    As atuais práticas de governança corporativa permeiam o processo de decisao empresarial, contribuindo para que elas sejam tomadas no interesse de todos os acionistas. Tendo como foco analítico as empresas do setor elétrico brasileiro, a nova dinâmica do setor e sua relaçao com a economia do país, levam essas empresas a buscarem e enfrentarem novos desafios. O setor elétrico, como outros ligados a infraestrutura, demanda vultosos capitais de longo prazo para a concretizaçao de seus investimentos. A adoçao de regras atualizadas de governança e a adesao aos níveis diferenciados de listagem da BMF Bovespa permitiram atraçao de recursos dessa natureza de investidores locais e internacionais. O objetivo deste trabalho é analisar os impactos da governança corporativa nas empresas do setor elétrico brasileiro. Apesar do aprofundamento dos debates e da crescente pressao para a adoçao das boas práticas de governança corporativa, as empresas do setor ainda se caracterizam pela alta concentraçao do controle acionário, pela baixa efetividade dos conselhos de administraçao e pela alta sobreposiçao entre propriedade e gestao.
    ISBN: 978-85-93305-08-5

    (Publicado em dezembro de 2010)

  • TDSE23 Nivalde José de Castro O papel do Brasil no processo de integraçao do setor elétrico da América do Sul

    Com base nas potencialidades de recursos renováveis e projeçoes de crescimento da demanda por energia elétrica, a integraçao energética na América do Sul é um processo que permitiria garantir aos países sulamericanos segurança do suprimento com sustentabilidade ambiental e possivelmente menores custos de geraçao. Na condiçao de maior mercado de energia elétrica na América do Sul e de detentor de um marco regulatório consolidado, o Brasil possui papael central na promoçao desta integraçao e este tema é discutido em detalhes no texto O papel do Brasil no processo de integraçao do setor elétrico da América do Sul.
    ISBN: 978-85-93305-07-8

    (Publicado em agosto de 2010)

  • TDSE22 Nivalde José de Castro, Roberto Brandão e Pedro Ávila Contratação e Atraso de centrais termoelétricas nos leilões de energia nova

    Neste estudo, o objetivo central é avaliar o andamento dos novos projetos de termoelétricas e analisar seus possíveis impactos sobre o Setor Elétrico Brasileiro (SEB). O texto encontra-se dividido em três partes. Na primeira, procura-se identificar e quantificar os atrasos das centrais termoelétricas contratadas nos Leilões de Energia Nova (LEN). Na segunda, foca-se na análise das principais causas que originaram os atrasos. Na terceira, busca-se sinalizar quais são os principais impactos dos atrasos sobre o SEB. Por fim, conclui-se que a simples realização dos LENs não representa uma garantia efetiva da expansão da capacidade instalada e mostra-se elementos que, a partir dos problemas verificados, podem ser aproveitados para aperfeiçoar a forma de contratação de novas centrais térmicas.
    ISBN: 978-85-93305-06-1

    (Publicado em julho de 2010)

  • TDSE21 Nivalde José de Castro, Pedro Avila, Roberto Brandão e Guilherme de A. Dantas O equilíbrio dinamico e as condiçoes de demanda e oferta do setor elétrico brasileiro

    Os leiloes A-3 e A-5 sao realizados de forma que se garanta a contratação da energia necessária ao atendimento da expansao da demanda projetada para o período. No entanto, para que de fato se verifique um equilíbrio entre a demanda e a oferta do sistema, os projetos contratados necessitam serem implementados. O texto "O equilíbrio dinamico e as condiçoes de demanda e oferta do setor elétrico brasileiro" analisa o cronograma de construçao dos projetos contratados nos últimos leiloes e como o atraso no mesmo pode comprometer a oferta brasileira de energia elétrica nos próximos anos.
    ISBN: 978-85-93305-05-4

    (Publicado em junho de 2010)

  • TDSE20 Nivalde José de Castro, Roberto Brandao e Guilherme de A. Dantas Problemas no cálculo das garantias físicas para os leilões de energia nova

    A metodologia de cálculo de garantia física atual nao tem como base o benefício marginal de cada usina para a capacidade do sistema atender a carga. O texto "Problemas no cálculo das garantias físicas para os leiloes de energia nova" analisa os impactos desta metodologia sobre a competitividade dos projetos nos leiloes de energia nova.
    ISBN: 978-85-93305-20-7

    (Publicado em junho de 2010)

  • TDSE19 Nivalde José de Castro, André Luis da Silva Leite, Raul R. Timponi, Roberto Brandao e Guilherme de A. Dantas Considerações sobre as perspectivas da Matriz Elétrica Brasileira

    A impossibilidade de construçao de novos reservatórios torna necessária a inserçao de fontes de energia elétrica que complementem a geraçao hidroelétrica. O texto "Consideraçoes sobre as perspectivas da Matriz Elétrica Brasileira" discute as melhores alternativas para a expansao da matriz brasileira a partir da análise de cada uma das fontes.
    ISBN: 978-85-93305-04-7

    Leia aqui a versão em italiano.

    (Publicado em maio de 2010)

  • TDSE18 Nivalde José de Castro, Guilherme Dantas, André Luis da Silva Leite e Jenna Goodward Perspectivas para a Energia Eólica no Brasil

    Nos últimos anos se verificou um crescimento exponencial da energia eólica em muitos países devido a necessidade de mitigar a emissao de gases do efeito estufa. No Brasil, a principal motivaçao para contrataçao de energia eólica é sua complementariedade com a regime hidrológico. Esta complementariedade se torna relevante para a segurança do suprimento de energia elétrico brasileiro a partir da constataçao que a expansao da capacidade de geraçao de energia hidroelétrica ocorrerá sem um aumento proporcional da capacidade dos reservatórios. O texto "Perspectivas para a Energia Eólica no Brasil" analisa as políticas de promoçao de energia eólica adotadas em alguns países e como as mesmas podem ser replicadas no Brasil.
    ISBN: 978-85-93305-03-0

    Leia aqui a versão em espanhol.

    (Publicado em maio de 2010)

  • TDSE17 Nivalde José de Castro e Roberto Brandão O Risco Financeiro de um Período Seco Prolongado para o Setor Elétrico Brasileiro

    A contrataçao de um considerável número de usinas termoelétricas com elevado custo variável representa um expressivo risco financeiro para o sistema elétrico brasileiro. Estas usinas foram contratadas para operarem um reduzido número de horas por ano, entretanto, caso haja um despacho prolongado das mesmas, se configurará um grande risco de solvencia do sistema elétrico brasileiro, esta questao é discutida no texto "O Risco Financeiro de um Período Seco Prolongado para o Setor Elétrico Brasileiro".
    ISBN: 978-85-93305-19-1

    (Publicado em março de 2010)

  • TDSE16 Nivalde José de Castro e Roberto Brandão A Seleção de Projetos nos Leilões de Energia Nova e a Questão do Valor da Energia

    O objetivo central deste estudo é analisar a fundamentação econômica da metodologia adotada pelo Novo Modelo para seleção de projetos utilizada para avaliar os empreendimentos térmicos nos leilões de energia nova. O texto é dividido em sete partes, nas quais são apresentados os objetivos e características dos leilões de energia nova e procura-se demonstrar que há uma discrepância entre o valor esperado dos custos calculados pelos modelos computacionais utilizados no planejamento e na operação do sistema e o valor esperado dos preços deles derivados. Por fim, conclui-se apontando os principais problemas na seleção de projetos nos Leilões de Energia Nova como o uso de cenários de preços incompatíveis com o custo de a energia de novos empreendimentos.
    ISBN: 978-85-93305-02-3

    (Publicado em março de 2010)

  • TDSE15 Nivalde José de Castro, Roberto Brandao e Guilherme de A. Dantas Considerações Sobre a Ampliação da Geração Complementar ao Parque Hídrico Brasileiro

    As limitaçoes físicas e ambientais da expansao da matriz elétrica brasileira com base em hidroelétricas com grandes reservatórios tornam necessária a inserçao na matriz brasileira de fontes de energia com vocaçao para operarem na base no período seco do ano. Esta evoluçao demonstrada pelo estudo do GESEL, indica a necessidade de contrataçoes de fontes complementares a geraçao hidroelétrica. Os autores Nivalde José de Castro, Roberto Brandao e Guilherme de A. Dantas analisam “as alternativas que o Brasil possui de realizar esta complementaçao de forma eficaz e a necessidade de uma visao integrada do setor de energia." O movimento recente, verificado com as contrataçoes de UTE nos leiloes de A-3 e A-5 realizados em 2006-2008 nao sao compatíveis com esta evoluçao e trazem um risco financeiro nao equacionado, derivado da forma de contrataçao por disponibilidade vinculada ao elevado custo variável.
    ISBN: 978-85-93305-01-6
    (Publicado em janeiro de 2010)

  • TDSE14 Nivalde José de Castro e Guilherme de A. Dantas Fusões e Aquisições no Setor Sucroenergético e a Importância da Escala de Geração

    O setor sucroenergético já ve na geraçao de bioeletricidade um nicho de negócio importante para o sucesso do empreendimento como um todo. Esta modificaçao está associada a dissociaçao entre a propriedade e a gestao das usinas e a entrada de grandes players no setor. As modificaçoes na concepçao do negócio resultaram em aumentos da escala de produçao, o que é extremamente relevante para a promoçao da bioeletricidade. No entanto, o boom expansionista do setor foi impactado de forma grave pela crise internacional. O que se verifica no momento é um processo de fusoes e aquisiçoes no setor que inevitavelmente resulta em aumentos de escala. Logo, a tendencia atual do setor é compatível com a necessidade de aumentos da escala para incentivar a bioeletricidade. O artigo " Fusoes e Aquisiçoes do Setor Suproenergético" discute as tendencias atuais do setor e a importância da escala para produçao de bioeletricidade.

    (Publicado em novembro de 2009)

  • TDSE13 Nivalde José de Castro, Roberto Brandão e Guilherme de A. Dantas Oportunidadades de Comercialização de Bioeletricidade no Sistema Elétrico Brasileiro

    A matriz elétrica brasileira se expandiu e consolidou ao longo do século XX baseada em grandes hidroelétricas com reservatórios de grande porte capazes de regularizar a oferta de energia ao longo de todo o ano. Este perfil hídrico da matriz brasileira, garante a oferta de energia a preços competitivos e com reduzido nível de emissoes de gases do efeito estufa. No entanto, a impossibilidade da construçao de novos grandes reservatórios exige a complementaçao da matriz hídrica com fontes que tenham a vocaçao de operar na base do sistema e desta maneira complementar a geraçao hídrica no período seco do ano. Dentre estas fontes, se destaca a bioeletricidade sucroenergética porque a safra canavieira coincide com o período seco ma Regiao Sudeste/Centro Oeste onde estao concentrados 70% da capacidade dos reservatórios brasileiros.

    (Publicado em outubro de 2009)

  • TDSE12 Nivalde José de Castro e Raul Timponi O Gás natural no Setor Elétrico Brasileiro: A superação de entraves contratuais

    Observa-se atualmente um importante esforço da Petrobras em flexibilizar o mercado de fornecimento para distribuidoras de gás. Contudo, no caso do setor elétrico, a coordenaçao entre fornecedor e consumidor de gás (Usinas Termoelétricas) é falha em compatibilizar os incentivos de ambas as partes, principalmente no que tange aos termos de contrataçao. Num contexto de crescimento substantivo da oferta de gás nos próximos anos, isso se colocaria como um importante entrave a incorporaçao deste insumo energético na matriz de energia elétrica brasileira.

    (Publicado em setembro de 2009)

  • TDSE11 Nivalde José de Castro e Roberto Brandão Problemas no Cálculo das Garantias Físicas para os Leilões de Energia Nova

    As contrataçoes nos leiloes A-3 e A-5 de 2007 e 2008, totalizando mais de 10.800 MW foram na maior parte empreendimentos térmicos de usinas a óleo combustível. Estas usinas e, parte das usinas movidas a GNL, tem um custo variável de geraçao elevado e, portanto, nao tem vocaçao para uso intenso, mas sim como centrais de back-up. Os resultados destes leiloes podem ser considerados surpreendentes para o padrao de desenvolvimento do parque gerador e é conseqüencia de deficiencias na avaliaçao dos custos e dos riscos das centrais térmicas com alto custo variável. Este estudo concentra-se na analise dos problemas relacionados com o calculo da garantia física e, procura demonstrar que a metodologia do cálculo das garantias físicas de novos empreendimentos possui limitaçoes comprometedoras. 

    (Publicado em setembro de 2009)

  • TDSE10 Nivalde José de Castro, Rubens Rosental e Vitor J. Ferreira Gomes A Integração do Setor Elétrico na América do Sul: Características e benefícios

    Os benefícios da inserçao da energia eólica para a segurança da matriz elétrica brasileira, devido a sua complementariedade com o regime hídrico, e para a manutençao do caráter limpo e renovável da matriz brasileira sao indiscutíveis. Contudo, nao se pode ignorar nesta análise o eventual impacto que a contrataçao de grandes montantes de energia eólica pode ocasionar no nível tarifário brasileiro, o que é conflitante com a necessidade de modicidade tarifária.

    (Publicado em setembro de 2009)

  • TDSE9 Guilherme de A. Dantas e André L. S. Leite Os custos da energia eólica brasileira

    Os benefícios da inserçao da energia eólica para a segurança da matriz elétrica brasileira, devido a sua complementariedade com o regime hídrico, e para a manutençao do caráter limpo e renovável da matriz brasileira sao indiscutíveis. Contudo, nao se pode ignorar nesta análise o eventual impacto que a contrataçao de grandes montantes de energia eólica pode ocasionar no nível tarifário brasileiro, o que é conflitante com a necessidade de modicidade tarifária. 

    (Publicado em setembro de 2009)

  • TDSE8 Nivalde José de Castro e Victor Gomes Análises dos objetivos e justificativas da medida provisória 466

    Dado o ingente e estratégico potencial hidroelétrico disponível na regiao norte, o avanço da fronteira elétrica é necessário, relevante e inexorável. No entanto, a efetiva consolidaçao do avanço da fronteira elétrica implica, necessariamente, em realizar ajustes transitórios e mudanças contratuais e regulatórias. Neste sentido, o governo federal, editou a MP 466 que traz mudanças importantes e necessárias derivadas diretamente de um processo que se justifica do ponto de vista do sistema elétrico; de questoes econômicas das empresas e dos estados-membros; e da integraçao elétrica do espaço nacional.

    (Publicado em setembro de 2009)

  • TDSE7 Antonio Dias Leite Incertezas do Sistema de Energia Elétrica no Brasil

    O objetivo central do documento é a análise dos pontos críticos da energia elétrica no Brasil, onde sao gerados conflitos que prejudicam a eficiencia do sistema e dificultam a sua expansão. Procura-se identificar as questoes que, realisticamente, possam ser resolvidas individualmente, sem necessidade de uma nova reforma global do sistema, que já sofre as contradiçoes de duas que se superpuseram no passado recente. A proposta é que se constituam grupos de trabalho voltados especificamente para cada um dos pontos previamente selecionados e bem definidos, com a missao de propor, em prazo também bem definido, açoes concretas e localizadas.

    (Publicado em setembro de 2009)

  • TDSE6 Zieli D. Thomé, Nivalde José de Castro e Paulo C. Fernandez O Setor Nuclear Brasileiro: A Autonomia Tecnológica e a Inovação Associada

    O trabalho tem como objetivo analisar as reais condições do governo brasileiro em dar continuidade à formulação de um novo Programa Nuclear nacional. Para isto, os autores analisam o cluster nuclear, formado pela ELETRONUCLEAR, pela INB – Indústrias Nucleares do Brasil – e pelo NUCLEP – Nuclebrás Equipamentos Pesados S.A. O bom momento da área nuclear no País, advindos da construção de Angra 3 e a troca dos geradores de vapor de Angra 1, é considerado um fato capaz de catalisar repercussões científicas e tecnológicas no cluster nuclear nacional.

    (Publicado em setembro de 2009)

  • TDSE5 Sidnei Martini e Nivalde José de Castro Elementos para a Redução de riscos na realização de empreendimentos de geração e transmissão de energia elétrica no Brasil

    A sociedade brasileira clama por investimentos em obras de infraestrutura como usinas de geraçao elétrica e linhas de transmissao e ao mesmo tempo, clama por proteçao ambiental e preservaçao de áreas protegidas. O que se tem notado é que, da maneira como está acontecendo, as açoes de expansao estao sendo dificultadas pelas açoes de preservação. Muito tempo e esforços tem sido aplicados em superar problemas criados reciprocamente. No entanto, há pelo menos uma maneira de dar soluçao ao caso, pondo fim a tantos problemas que hoje afligem o poder concedente, os órgaos componentes do setor elétrico, os empreendedores, os concessionários e a sociedade. A divisao do atual objeto dos leiloes de concessao de usinas de geraçao e de linhas de transmissao em dois leiloes - um para a realizaçao de todo o planejamento, até a fase executiva e outro para a construçao da obra, como planejado - permitirá por paz na batalha que hoje é travada entre agentes que se encontram em lados opostos da mesa, apesar de terem os mesmos desejos e atenderem o mesmo cliente: a sociedade.

    (Publicado em setembro de 2009)

Página 4 de 5