quarta, 20 de setembro de 2017

Visão 2013

Publicações

  • Agosto 2017 CASTRO, Nivalde de; DANTES, Guilherme; BRANDÃO, Roberto; ROSENTAL, Rubens; MOSZKOWICE, Mauricio A Ruptura do paradigma tecnológico e os desafios regulatórios do Setor Elétrico

    Ao longo dos últimos 40 anos, diversos países implementaram reformas liberalizantes nos mercados de energia elétrica. Grosso modo, as reformas promoveram a desverticalização da indústria para criar mercados segmentados e competitivos de energia, enquanto as atividades produtivas de fios (transmissão e distribuição) permaneceram reguladas por serem monopólios naturais e assim garantir o acesso não discriminado à rede para todos os usuários do sistema. Entretanto, este processo manteve-se essencialmente restrito à organização e às diretrizes econômicas do Setor Elétrico. 

     

  • Agosto 2017 DANTAS, Guilherme de A.; CASTRO, Nivalde J. de; ANTUNES, Carlos Henggeler; DIAS, Luis; VARDIERO, Pedro; ZAMBONI, Lucca Proposição e Avaliação de Políticas Públicas para Redes Inteligentes no Brasil

    A disseminação de redes inteligentes é um elemen-to central na dinâmica de transformação do setor elétrico. Res-salta-se, contudo, que as características tecno-econômicas deste setor não induzem endogenamente a promoção de inovações. Observa-se, assim, a pertinência da adoção de políticas públicas para esse fim. A delimitação dessas políticas é uma tarefa com-plexa, pois deve considerar variáveis de diferentes naturezas. Neste sentido, o objetivo central deste projeto é identificar as políticas públicas mais pertinentes de serem adotadas no Brasil, utilizando, para isso, um modelo de análise multicritério. A parametrização do modelo foi feita recorrendo a um conjunto de especialistas através da aplicação de uma pesquisa Delphi. Os resultados gerados pelo modelo permitiram classificar as políticas em termos de sua prioridade de adoção. Ressalta-se que todas as políticas obtiveram êxito ao serem consideradas como prioritárias. Contudo, a política de ‘incentivo ao gerenci-amento da demanda, geração distribuída e estocagem’ foi con-siderada a mais prioritária.

     

  • Agosto 2017 BRANDÃO, Roberto; MACEDO, Marcelo Alvaro; OZORIO, Luiz de Magalhães; SCALZER, Rodrigo; TAVARES, Arthur; GOMES, Rafael de Oliveira; PEREIRA, Rafael Moya Rodrigues Análise de Sustentabilidade Econômica e Financeira das Distribuidoras de Energia Elétrica no Brasil no período de 2009-2015

    O presente estudo procura analisar as sustentabilidades econômica e financeira de distribuidoras de energia elétrica no período de 2009 a 2015. Para tanto, na perspectiva econômica, se utiliza de um modelo econométrico que foi construído com base no atingimento das referências regulatórias. Já para a análise financeira se utiliza de um modelo de análise de fragilidade financeira proposto por Minsky (1986) [1]. Os principais resultados mostram que o desempenho econômico das empresas varia pouco ao longo do tempo e que empresas estatais têm dificuldade em atingir a performance operacional, sustentabilidade econômica, definida pelo regulador. O estudo também mostra que houve uma deterioração generalizada dos indicadores de sustentabilidade financeira das empresas e que as empresas estatais aparecem no grupo de empresas com situação financeira mais crítica.

  • Junho 2017 CASTRO, Nivalde J. de; ROSENTAL, Rubens Integração e Segurança Elétrica na América Latina

    O tema Integração e Segurança Elétrica vem ganhando dimensão estratégica no cenário internacional em função da experiência concreta e exitosa da União Europeia. A experiência europeia está indicando a importância de serem construídas bases políticas comuns que ajudam em muito os países a aceitarem a colaboração e a integração elétrica. Como a energia elétrica é um bem e insumo fundamental para a produção de bens e serviços, além de garantir o bem-estar social das famílias, somente a confiança assentada em bases políticas consistentes pode dar as garantias que os países necessitam para assumirem o risco inerente à segurança energética. 

  • Junho 2017 GIANELLONI, Francesco; DANTAS, Guilherme de Azevedo; ALVES, Job Figueiredo; CASTRO, Nivalde de; SILVA, Patricia Pereira da The Distributed Electricity Generation Diffusion Impact on the Brazilian Distribution Utilities

    Over the last few years the electric sectors worldwide have been the scenario of several technological changes, with the growing share of variable renewable energy generation sources (mostly wind and solar photovoltaic) acting as the most striking feature. A large portion of this installed capacity being added through distributed generation (DG), mostly by rooftop generators. This movement is challenging the traditional operation of the Brazilian electric sector, which was built for more than a century over principles of top-down centralized generation and mostly controllable energy sources, usually far off from the consumption centers, and is acting as a disruptive force. By the current regulation, a significant diffusion of DG during the period between rate recalibrations (usually done after every four years) might imply in large losses to the distribution utilities in face of a significant uncertainty concerning the diffusion rate. This paper analyzes the role of the Brazzilian rate structure for electricity in this scenario of DG diffusion. It is found that the current rate strutcture is inadequate for dealing with such diffusion, creating cross subsidies and threating the important economic equilibrium of the services of distribution.

  • Junho 2017 RAMALHO, Max Staib; CÂMARA, Lorrane; SILVA, Patrícia P.; PEREIRA, Guillermo; DANTAS, Guilherme Assessing Energy Policies Drivers of the Deployment of Distribution Generation: A Review of Influencing Factors

    Increasing the share of renewables in electricity consumption has been the focus of energy and climate policies around the world. This motivation has resulted in different approaches across industrialized and developing economies for supporting the diffusion of renewable distributed generation. In this sense, this article compares eight different cases (Belgium, Brazil, Italy, Japan, United Kingdom, California, Germany and Portugal) and their policy trajectories in relation to photovoltaic energy deployment, in order to evaluate the drivers of their success rates. More precisely, this study identifies the main incentive policies, evaluates the motivation supporting their adoption and the factors that influence, or ultimately, determine their success, or failure. Much of the discussion surrounding the success of incentive policies for renewable energy technologies has focused on a narrower comparison between specific policies such as feed-in tariffs, net metering, renewable portfolio, tradable certificates, etc. This approach neglects to identify the wider framework of policy instruments that determine the success of a greater diffusion of renewable energy technologies. Thus this paper will offer a broader approach, by identifying a multitude of criteria that will help to identify the underlying causes for the successful expansion of these technologies.

  • Maio 2017 PAIVA, Iure; CASTRO, Nivalde de; DORADO Paola ST 10 - Aspectos ambientais do processo de integração elétrica na América do Sul: O caso brasileiro diante a perspectiva de novas usinas binacionais

    O artigo apresenta análise da atual situação de alguns projetos binacionais hidrelétricos desenvolvidos pelo Brasil. Especificamente, analisa-se o desenvolvimento de dois projetos: Garabi e Panambi duas hidrelétricas a serem construídas no Rio Uruguai, na fronteira Brasil e Argentina; e a usina binacional no Rio Madeira na fronteira do Brasil com a Bolívia. Nesse sentido, será dado enfoque a alguns aspectos ambientais que norteiam processos de integração elétrica dessa natureza, em especial, a necessidade de estudos de impacto ambiental e a presença do Ministério do Meio Ambiente como ator nos atos internacionais firmados entres as partes.

  • Abril 2017 BRANDÃO, Roberto; OLIVEIRA, Vanessa Reich de; DORADO, Paola; VARDIERO, Pedro; CARVALHO, Ivo de Análise do Mercado de Serviços Ancilares do Portugal: Implicações para o Caso Brasileiro

    Os serviços ancilares desempenham um papel fundamental para a segurança e estabilidade de um sistema elétrico. Este artigo faz uma análise dos potencias ajustes necessários na contratação de serviços ancilares no Brasil decorrente das mudanças na matriz elétrica do país, principalmente a forte expansão da geração eólica. Para isso, se realiza uma comparação com os serviços ancilares do sistema português que também apresenta uma ampla participação de eólicas na matriz. Os resultados mostram que, diante da presença relevante de fontes intermitentes no sistema, se faz necessário algum mecanismo de acompanhamento da carga que permita manter a segurança do sistema.

  • Abril 2017 PAIVA, Iure; CASTRO, Nivalde José de; CLARO, Victoria Martins; HUBACK, Vanessa; CABRAL, Sabrina; SARNEY, Max Mudanças Climáticas e Energia Renovável: Desafios e Oportunidades do Setor Elétrico no Âmbito dos Compromissos Pré-2020 da UNFCCC

    O presente trabalho compreende o estudo da implementação de políticas e práticas referentes aos potenciais de mitigação no setor elétrico nas áreas de energias renováveis e eficiência energética no âmbito da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC). Tem como objetivo destacar as políticas desenvolvidas entre as Partes pertencentes à UNFCCC sobre a Plataforma de Durban (ADP), mostrando como políticas de mitigação podem ser eficientes na redução das emissões dos gases de efeito estufa derivados do setor energético no período pré-2020. A metodologia utilizada se deu por meio de pesquisa documental e bibliográfica buscando uma abordagem qualitativa. Desta forma, as negociações e os documentos compilados no âmbito da UNFCCC voltados para políticas de mitigação das mudanças climáticas têm sido essenciais para que países desenvolvidos implementem uma transformação energética e para que países mais pobres alavanquem o desenvolvimento das energias renováveis e eficiência energética com o intuito de conter as emissões dos gases de efeito estufa.

  • Abril 2017 RAMALHO, Max Staib; CÂMARA, Lorrane; PEREIRA, Guillermo I.; SILVA, Patrícia P.; DANTAS, Guilherme Photovoltaic energy diffusion through net-metering and feed- in tariff policies: Learning from Germany, California, Japan and Brazil

    Mitigating climate changes and guaranteeing the security of electricity supply are two of the most important drivers behind the adoption of renewable sources support policies. In the last few years, photovoltaic generation has proven growing dynamism and potential through its decreasing costs and accelerated adoption across many countries. Studies indicate that 96.3% of the gloval PV market depends on support schemes. In this context, the most widespread policies supporting photovoltaic generation are net metering and feed-in tariffs. Regarding net metering, California is an outstanding case, which over the past 20 years has played a leading role in photovoltaic energy policies nationally and internationally. Germany, in turn, has also been an early adopter of feed-in tariffs, and has often been signalled for its success in catapulting the country to the forefront of global photovoltaic installed capacity. Additionally, and following this characterization, the study looks at two “later comers”: Japan and Brazil. Although dissimilar countries, both choose to adopt one of the two policy instruments during the same time period. While Japan, in 2011, chose to implement a feed- in tariff scheme, Brazil in 2012 introduced a net-metering solution. Consequently, we evaluate the policies implemented in these two countries, identifying how they differ, and, consequently, if and how they have incorporated the lessons learned from the pioneering regions. Finally, taking into consideration the different trajectories of photovoltaic energy diffusion in the different cases, this study makes an exploratory assessment of the success of the two incentive schemes and their advantages and disadvantages. There exists an indisputable challenge in comparing the performance of policies across different countries, due their heterogeneity, particularly in regards to their socio-economic configuration. Thus, these limitations are taken into consideration when appraising the success of these incentive policies in the different countries. This demonstrates the importance of having a suitable support structure, which goes beyond individual policy tools.

  • Abril 2017 CASTRO, Nivalde de; BRANDÃO, Roberto; OLIVEIRA, Vanessa Reich de; DORADO, Paola; VARDIERO, Pedro Mercados de Confiabilidade: Implicações para o Caso Brasileiro

    Desde a década de 1980, importantes reformas estruturais na direção de uma maior liberalização da indústria de energia elétrica foram conduzidas em um grande número de países. Contudo, esse processo acabou por revelar que mercados de energia liberalizados apresentam algumas falhas na garantia da expansão do sistema. Nesse sentido, torna-se importante identificar quais são as principais limitações desses mercados para que sejam apontados possíveis mecanismos de correção dessas falhas e suas implicações para o caso brasileiro. A partir dessa identificação, procedeu-se com um estudo acerca de um mecanismo específico, a criação de mercados de capacidade e/ou confiabilidade, através de extensa revisão bibliográfica acerca desses mercados, bem como pelo exame da experiência colombiana na criação de um mercado de confiabilidade. Concluiu-se que o modelo brasileiro de contratação das usinas termoelétricas possui algumas vantagens em relação aos demais modelos estudados, como a existência de uma remuneração fixa distinta para cada planta que depende diretamente de seus custos fixos, bem como a presença um teto regulatório para o PLD. Contudo, destaca-se que a capacidade de regularização dos reservatórios brasileiros vem se reduzindo gradativamente, condicionando a garantia de suprimento à realização de hidrologias favoráveis.

  • Abril 2017 HUBACK, Vanessa Barroso da Silva; MERENFELD, Lucas; HIDD, Gabriel; CASTRO, Nivalde de Non-Technical Losses in Light's Concession Area

    One of the critical problems that the electricity distributors face is non-technical losses, also known as commercial losses. These losses impact the economic and financial balance of the distributors, limiting their ability to make further investments. In the state of Rio de Janeiro, the major non-technical losses occur in urban informal settlements (slums), that are dominated by criminal groups. These groups are responsible for limiting the operation and supervision of the company, preventing adequate combat against non-technical losses. This paper aims to analyze the non-technical losses in Light concession area.

  • Fevereiro 2017 CASTRO, Nivalde de; CÂMARA, Lorrane; PEREIRA, Guillermo Ivan; DANTAS, Guilherme; SILVA, Patricia Pereira da Evolution of Solar Photovoltaic Support Policies in Brazil and Portugal: a review

    This research develops a comparative analysis between Brazil and Portugal, focusing on support schemes for solar photovoltaic electricity generation, for which both countries present significant potential. The analysis yields a detailed mapping of support policies trajectories, by presenting its main characteristics, incentive models, and resulting outcomes. The obtained results are policy-relevant, allowing for a more detailed understanding on the possibilities for support schemes design, adaptation, and the possible outcomes to be obtained from different schemes implementation.

    A pesquisa desenvolve uma análise comparativa entre Brasil e Portugal, com foco em esquemas de apoio à geração de energia solar fotovoltaica, para quais ambos os países apresentam potencial significativo. A análise fornece um mapeamento detalhado das trajetórias das políticas de apoio, apresentando suas principais características, seus modelos de incentivo e efeitos. As conclusões são relevantes para as políticas, permitindo um entendimento mais detalhado sobre as possibilidades de projeto de apoio, adaptação e os possíveis resultados a serem obtidos com a implementação de diferentes esquemas.

     

  • Setembro 2016 DANTAS, Guilherme; VARDIERO, Pedro; HENGGELER, Carlos; DIAS, Luis; ROSENTAL, Rubens; ZAMBONI, Lucca Avaliação de Políticas Públicas para Redes Inteligentes no Brasil

    A disseminação de redes inteligentes é um elemento central na dinâmica de transformação do setor elétrico. Ressalta-se, contudo, que as características tecno-econômicas deste setor não induzem endogenamente a promoção dessa inovação. Observa-se, assim, a pertinência da adoção de políticas públicas para esse fim. A delimitação dessas políticas é uma tarefa complexa, pois deve considerar variáveis de diferentes naturezas. Neste sentido, o objetivo central deste artigo é identificar as políticas públicas mais pertinentes de serem adotadas no Brasil, utilizando, para isso, um modelo de análise multicritério. A parametrização do modelo foi feita recorrendo a um conjunto de especialistas através da aplicação de uma pesquisa Delphi.

  • Setembro 2016 DORADO, Paola; RAMOS, Dorel; CASTRO, Nivalde de; BRANDÃO, Roberto A Expansão Das Usinas Hidrelétricas Na Região Amazônica: Desafios Operacionais E Regulatórios

    O sistema elétrico do Brasil se caracteriza por ser um sistema com nítida preponderância hidrelétrica. Todavia o país possui um grande potencial hídrico remanescente, situado principalmente na região amazônica. As usinas fio d´água, construídas nesta região, representam um grande desafio para o setor, principalmente para a operação do sistema, traduzindo também uma necessidade importante de ajustes no marco regulatório do setor para contornar os problemas que emergiram da alteração de características do sistema interligado.

  • Setembro 2016 COSTA, Ana Thereza; CASTRO, Nivalde de; LEITE, André Luis; DANTAS, Guilherme; CLARO, Victoria Análise Dos Determinantes Da Matriz Elétrica Brasileira

    A partir do ano de 2004, passou a vigorar um novo modelo para o setor elétrico brasileiro (SEB), com base em três pilares: garantia da expansão da capacidade instalada, modicidade tarifária e universalização do acesso à eletricidade. Para atingir estes objetivos, foi retomado o planejamento subordinado à responsabilidade do Estado, que havia sido transferido para os agentes privados a partir dos anos 1990. A criação da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) atende tal finalidade, e, através do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE), formula anualmente previsões de expansão de oferta e demanda de energia para um período de 10 anos à frente, transformando-se em importante instrumento de planejamento para o SEB. A contratação de nova capacidade instalada passa a se dar via leilões de energia, através dos quais é realizada a concessão de novas usinas e garante-se o atendimento à totalidade da expansão da demanda prevista pelas distribuidoras para os consumidores cativos. O artigo busca fazer uma comparação entre as proposições do PDE e os resultados dos leilões ocorridos até 2015. Essencialmente, procura-se responder se, através do planejamento indicado e dos leilões realizados, estamos de fato caminhando para uma matriz elétrica estratégica para o SEB.

  • Setembro 2016 BIATO, Marcel; CASTRO, Nivalde de; ROSENTAL, Rubens; DORADO, Paola; JALDIN, Valeria Condicionantes e Perspectivas da Integração Energética na América do Sul

    O objetivo central é analisar os desafios e oportunidades da integração elétrica na América do Sul. No momento em que a globalização reorganiza radicalmente as relações econômicas mundiais e lança novos desafios em matéria de sustentabilidade ambiental, abre-se para a América do Sul oportunidade excepcional de redefinir os términos de sua inserção na economia mundial. Maximizar sua competitividade na economia globalizada significa maximizar também suas vantagens comparativas, sobretudo a partir da abundância de recursos naturais e de sua relativa homogeneidade linguística e cultural. A integração da infraestrutura de energia elétrica permite multiplicar os benefícios da integração para o continente: geração de renda; garantia de fornecimento de energia segura, renovável e barata. Oferecem-se assim as melhores condições para consolidar um espaço econômico integrado, capaz de realizar o potencial produtivo da população sul-americana.

  • Setembro 2016 COSTA, Caio; LEITE, André Luis; CASTRO Nivalde de Desempenho do Índice de Energia Elétrica (IEE) à Luz das Mudanças Institucionais no Setor Elétrico Brasileiro

    O presente estudo volta-se para a análise do Desempenho do Índice de Energia Elétrica à Luz das Mudanças Institucionais no Setor Elétrico Brasileiro. Para tal fim, o estudo focou seus esforços na análise do impacto da Medida Provisória nº 579 de 11 de Setembro de 2012 (convertida na Lei nº 12.783/2013) sobre as ações do Setor de Energia Elétrica, representadas aqui pelo respectivo índice do setor na BM&FBOVESPA. Os resultados da pesquisa revelam que a partir do lançamento da Medida Provisória nº 579 até o fim do intervalo de tempo observado (Abril de 2015), o Índice de Energia Elétrica não se recuperou da inversão de tendência provocada por esta medida, o que antes era uma tendência de crescimento instantaneamente se tornou uma tendência de estagnação/declínio.

  • Setembro 2016 VIEGAS, Thales; BRANDÃO, Roberto; LOPES, Carlos; GUIMARÃES, Raphael; MEIRA, Daiane Impactos Das Políticas Públicas Na Expansão Da Utilização Do Gás Natural Na Geração Termelétrica Do Brasil

    A geração termoelétrica foi fomentada por políticas públicas que visavam ancorar a expansão da oferta de gás natural no Brasil e complementar a geração hidroelétrica, mas o parque térmico vem desempenhando um papel mais amplo do que este, embora o suprimento de gás continue sendo um gargalo no país. Novos instrumentos regulatórios devem enfrentar ambos os desafios e potencializar a geração térmica.

  • Setembro 2016 CLARO, Victoria; CASTRO, Nivalde de; DORADO, Paola; MAGALHÃES, Maria Alice e Impactos Socioambientais Da Hidroeletricidade E O Planejamento Energético Brasileiro

    A hidroeletricidade possui papel relevante e estratégico na matriz elétrica brasileira. O Brasil ainda dispõe de grande potencial dessa fonte renovável, principalmente na região Amazônica. Por ser uma região de grande complexidade, a construção de usinas, como Santo Antônio, Jirau, Teles Pires e Belo Monte, tem estado no meio de debates, principalmente pelos impactos socioambientais que podem causar. No entanto, para que esses impactos sejam evitados, mitigados, compensados e/ou potencializados são propostas medidas, que contribuem, inclusive, para o desenvolvimento regional. A análise das possibilidades de ocorrência desses impactos é relacionada aos atrasos no processo licitatório, indicando a existência de outros problemas, falta de maior articulação entre os diferentes órgãos governamentais, falta de regulamentação e, incerteza em certos encaminhamentos para o processo de licenciamento. Para que as projeções de demanda dadas pelo Plano Decenal de Energia (PDE) sejam atendidas, é preciso que os leilões supram as expectativas criadas pelo plano. Porém, algumas usinas não são licitadas no leilão previsto, em função de atrasos para obtenção da licença prévia, em sua maioria por causa dos desafios citados, causando divergências entre as projeções, um dos motivos pelo qual a data de entrada em operação de uma mesma usina pode sofrer variações de um PDE para outro.

Página 1 de 4