sexta, 24 de maio de 2019

Visão 2013

Publicações

  • TDSE46 Nivalde José de Castro, Roberto Brandão, Guilherme de A. Dantas O Setor Elétrico Brasileiro e os Compromissos de Reduções das Emissões de Gases do Efeito Estufa

    O Brasil é um dos maiores emissores de gases do efeito estufa. Contudo, o perfil de suas emissões é distinto do mundial porque mais de dois terços das emissões estão associados ao desmatamento enquanto que sua matriz energética, especialmente sua matriz elétrica, possui ampla participação de fontes renováveis de energia. O exame das potencialidades energéticas brasileiras aponta para um grande potencial de fontes renováveis de energia elétrica a ser explorado. Desta forma, a expansão da matriz elétrica brasileira pode ocorrer essencialmente através de fontes renováveis em bases competitivas de custos e como consequência o custo do abatimento das emissões de carbono no setor elétrico brasileiro tende a ser reduzido. Observa-se assim que o combate às alterações climáticas é uma oportunidade de ganho de oportunidade para firmas brasileiras com processos produtivos intensivos no consumo de energia elétrica.

    (Publicado em março de 2012)

  • TDSE45 Jaime E. Luyo Rol del Regulador del Sector Energía: Caso del Osinergmin

    As principais funções e metas a serem cumpridas pelo Osinergmin são revisadas observando que o setor de mineração não deve estar dentro de uma agência de regulação de serviços públicos. Assim analisa-se a natureza interdisciplinar da regulação dos serviços públicos. Também se identifica os diferentes papéis dos órgãos de defesa da concorrência e regulação no sector da energia, em particular no Peru. Finalmente, realiza-se uma avaliação de desempenho do Osinergmin nos últimos anos. Conclui-se que a atual crise no sector da energia no país confirma que o Osinergmin não pode cumprir a sua visão e missão estabelecida no Plano Estratégico para atingir os seus objetivos estratégicos, principalmente no que diz respeito ao fornecimento de energia suficiente, a melhoria do marco regulatório para impulsionar o fornecimento de energia e a garantia da autonomia institucional, entre outros.

    (Publicado em março de 2012)

     

    Resumo em espanhol:

    Se revisa brevemente las principales funciones y principios que debe cumplir el Osinergmin señalándose que el subsector minería no debe estar dentro un organismo regulación de servicios públicos, luego se analiza el carácter interdisciplinario de la regulación de los servicios públicos; también se identifica la diferencia de roles de los organismos de defensa de la competencia y de regulación en el sector energía particularmente en el Perú, y finalmente se realiza una evaluación del desempeño de Osinergmin en los últimos años . Se concluye que la situación actual de crisis en el sector energía en el país corrobora de que el Osinergmin no ha podido cumplir con su visión y misión formuladas en su Plan Estratégico ni alcanzar sus objetivos estratégicos, esencialmente respecto al abastecimiento energético suficiente, eficiente y de calidad, al mejoramiento del marco normativo para impulsar el abastecimiento de energía y, al aseguramiento de la autonomía institucional , entre otros.

  • TDSE44 Nivalde José de Castro, Roberto Brandão, Guilherme de A. Dantas e Rômulo Neves Ely Plano Decenal de Expansão de Energia - PDE 2020: Análise do Método, Metas e Riscos

    O MME aprovou no fim de 2011 o importante e estratégico estudo anual que a EPE elabora o PDE 2020. Este estudo apresenta as estimativas e os parâmetros de expansao do setor elétrico brasileiro no que se refere a geraçao e transmissao. A equipe de pesquisa do GESEL analisou o método adotado para a elaboraçao do PDE e suas projeçoes de expansao. O texto destaca os possíveis riscos das metas nao serem atingidas com bastante atençao e seriedade academica, sugerindo alguns instrumentos de ajustes.

    (Publicado em janeiro de 2012)

     

  • TDSE43 Luis Salinas San Martin Determinación del Precio de Gas Natural para El Sector Eléctrico Boliviano y su Efecto en las Tarifas a Consumidor Final

    Atualmente o Setor Elétrico Boliviano apresenta problemas no que se refere a satisfação da demanda de energia elétrica. O baixo preço da energia nao incentiva o investimento em geração hidroelétrica e torna os projetos termoelétricos nao rentáveis. A situação se complica com a incerteza causada pelas nacionalizações realizadas a favor da ENDE e a intenção de mudar por completo a Lei de Eletricidade (1604). Os mais beneficiados com as baixas tarifas de energia elétrica sao os consumidores finais, mas são também os mais vulneráveis de sofrer com o racionamento deste serviço, ao longo do tempo. O presente documento pretende estabelecer um preço adequado para o gás natural destinado ao Setor Elétrico, determinar seu efeito nas tarifas para o consumidor final e as maneiras de mitigar este impacto e viabilizar projetos de geração térmica e, principalmente hidroelétrica que e mais limpa e barata.

    (Publicado em dezembro de 2011)

     

    Resumo em espanhol:

    Actualmente el Sector Eléctrico Boliviano presenta problemas en cuanto a satisfacción de la demanda de energía eléctrica. El bajo precio de la energía desincentiva la inversión en generación hidroeléctrica y hace no rentables proyectos termoeléctricos. La situación se complica con la incertidumbre que reina por las nacionalizaciones realizadas a favor de ENDE y la intención de cambiar por completo la Ley de Electricidad 1604. Los más beneficiados de las tarifas bajas de energía son los consumidores finales, pero son también vulnerables a sufrir en el tiempo el racionamiento del servicio eléctrico. El presente documento pretende establecer un precio adecuado del gas natural para el Sector Eléctrico, determinar su efecto en las tarifas a consumidor final y las maneras de mitigar este impacto y viabilizar proyectos de generación térmica e hidroeléctrica principalmente que es más barata y limpia.

     

  • TDSE42 Nivalde J. de Castro, Guilherme Dantas, Ernesto Martelo e Antonella Mazzone Eficiência Energética na Iluminação Pública e o Plano Nacional de Eficiência Energética

    O trabalho tem como objetivo central analisar as possibilidades de uso da tecnologia Light Emitting Diode (LED), em detrimento as lâmpadas de vapor de sódio, nos sistemas de iluminaçao pública, tendo como marco legal o Plano Nacional de Eficiencia Energética, elaborado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e em etapa final de aprovaçao, e o Programa de Eficiencia Energética (PEE), objeto da Lei 9.991/00 e regulado pela Agencia Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Entre os benefícios dos LEDs, o mais considerado nesta pesquisa foi o da eficiencia energética na iluminaçao pública, em especial, a reduçao do consumo no horário de ponta do setor elétrico (entre as 17 e as 22 horas). A partir de levantamento bibliográfico, estudou-se resultados de projetos e testes laboratoriais do Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento – Lactec, de Curitiba, bem como os desafios em torno dos sistemas LEDs no Brasil e as açoes de mitigaçao. Concluiu-se pela viabilidade do Programa Nacional de Eficiencia Energética (PNEf) optar pela implantaçao das lâmpadas LEDs, em detrimento das lâmpadas de vapor de sódio. Como mecanismo de fomento, o PEE poderia ser mecanismo adicional ao PROCEL/RELUZ, também indicado pelo PNEf.
    ISBN: 978-85-93305-16-0

    (Publicado em novembro de 2011)

  • TDSE41 Victor Hugo Klagsbrunn, Nivalde J. de Castro, Silvio Sales e Roberto Brandão Análise Conjuntural da Economia Brasileira: Dinâmica Macroeconômica e Setor de Energia Elétrica

    Neste estudo a equipe do GESEL busca avançar na análise da correlaçao existente entre a dinâmica conjuntural macroeconômica com o consumo e carga de energia elétrica. Adota-se uma metodologia qu está sendo desenvolvida com base em linha de pesquisa realizada com o ONS. A análise é feita  no período temporal de janeiro de 2010 a setembro de 2011, sendo que para alguns indicadores o limite temporal inferior é anterior.
    ISBN: 978-85-93305-15-3

    (Publicado em novembro de 2011)

  • TDSE40 Nivalde J. de Castro, Roberto Brandão e Ernesto Martelo Júnior Pensando o Fim das Concessões do Setor Elétrico

    O objetivo deste trabalho, de cunho eminentemente acadêmico, é analisar as concessões no setor elétrico brasileiro, um importante e estratégico tema do setor. Para tanto, o estudo está dividido em quatro partes. A primeira tem como foco analítico o marco jurídico-legal que dá o pano de fundo para a definição de como proceder às concessões. A segunda analisa os impactos sobre a modicidade tarifária. A terceira centra-se na avaliação das principais alternativas propostas para o fim das concessões. Serão apresentadas as principais conclusoes. A soluçao, na opiniao dos autores, a alteração do marco legal nortear-se-á com base nos argumentos e impactos econômicos, que respaldarão a renovação das concessões, praticada através da redução nos preços, que tragam benefícios tarifários para os consumidores livres e cativos.

    (Publicado em agosto de 2011)

  • TDSE39 Nivalde J. de Castro, Guilherme de A. Dantas e Roberto Brandão Perspectivas da Matriz Elétrica Mundial Pós-Fukushima

    A elevada densidade energética do urânio associada aos reduzidos impactos ambientais de uma usina nuclear, em condiçoes normais de funcionamento, colocam a geraçao nuclear uma importante alternativa para a expansao do setor elétrico em uma conjuntura em que se precisa garantir a segurança do suprimento concomitantemente a mitigaçao das alteraçoes climáticas. Contudo, um acidente nuclear possui consequencias catastróficas e imprevisíveis e isto ocasiona forte oposiçao a esta fonte. O acidente das usinas nucleares japonesas aumentou o nível de questionamento a energia nuclear. O fechamento de usinas nucleares existentes tende a elevar o custo da oferta de energia elétrica no curto prazo assim como a revisao dos investimentos em novas plantas nucleares resulta na necessidade de se rever o planejamento de longo prazo do setor elétrico mundial. O objetivo deste texto é fazer a análise dos impactos de curto e de longo prazo do acidente nuclear de Fukushima sobre a matriz elétrica mundial.

    (Publicado em julho de 2011)

  • TDSE38 Nivalde J. de Castro, André Luis da Silva Leite, Graciella Martignago e Gabriela Gonçalves Silveira Fiates Formaçao de uma Campea Nacional: O Processo de Internacionalizaçao da Eletrobrás

    A economia brasileira tradicionalmente receptora de Investimentos Externos Diretos ampliou, na última década, o número e a diversidade em termos de setores da atividade econômica, a atuaçao de empresas transnacionais brasileiras. Este artigo tem como objetivo contribuir com a compreensao desta nova realidade – internacionalizaçao de empresas brasileiras - que se recente pela relativa pequena quantidade de pesquisas, sobretudo no que diz respeito a empresas públicas. Para isto, apresenta a estratégia de internacionalizaçao da Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobrás), criada a partir de um estado desenvolvimentista e intervencionista que objetiva atuar na construçao de grandes projetos de infra-estrutura, agora se lança no mercado externo com objetivos estratégicos vinculados a retornos financeiros, mas também como instrumento de uma política integracionista do governo brasileiro. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, com abordagem qualitativa uma vez que o objetivo do trabalho era conhecer e descrever as estratégias utilizadas pela empresa para internacionalizaçao, e este tipo de pesquisa permite um entendimento mais profundo do fenômeno de interesse.

    (Publicado em julho de 2011)

  • TDSE37 Nivalde J. de Castro, Guilherme de A. Dantas e Raul R. Timponi The role of energy planning in new hydropower investments

    O desenvolvimento sócio econômico está associado a níveis crescentes do consumo de energia. Neste sentido, a oferta de energia a preços competitivos é uma condiçao necessária para o desenvolvimento. Ao mesmo tempo, é preciso uma drástica reduçao dos impactos ambientais de origem antrópica, especialmente das alteraçoes climáticas. Devido a interdependencia entre o sistema energético e o meio ambiente, a promoçao do desenvolvimento sustentável requer, entre outras medidas, investimentos em fontes renováveis de energia. No caso específico do setor elétrico, se verifica que os países em vias de desenvolvimento possuem expressivos potenciais hidroelétricos remanescentes.Contudo, este potencial nao vem sendo explorado e a hipótese central deste trabalho é que as reformas liberalizantes dos setores elétricos na década de 1990 ao reduzirem a intervençao do Estado no setor contribuem de forma relevante para isto porque os investimentos em usinas hidroelétricas sao capitais intensivos com longo prazos de maturaçao. Como ilustraçao, se apresenta os casos de Peru e de Honduras.

    (Publicado em junho de 2011)

  • TDSE36 Nivalde Castro, Roberto Brandao e Luiz de Magalhaes Ozorio Project Financing and Verticalization in Infrastructure Project Evaluation. A Case Study of Abengoa

    Este estudo apresenta estratégias adotadas pelas empresas de engenharia pesada que atuam na área de infraestrutura, visto que, até a década de 1970 empresas de engenharia eram contratadas por empresas públicas ou governos para a construção de nova infra-estrutura e, a partir de década de 80, muitos países começaram a promover leilões públicos para a prestação de serviços de infra-estrutura em si: rodovias, aeroportos, centrais elétricas, de água serviços, etc. O estudo também faz uma revisão bibliográfica de project finance e financiamento corporativo. E, por fim, realiza uma análise do caso de Abengoa, empresa espanhola de geração, linhas de transmissão e serviços de água.
    ISBN: 978-85-93305-21-4

    (Publicado em abril de 2011)

  • TDSE35 Nivalde Castro, André Luis da Silva Leite e Guilherme de A. Dantas Análise comparativa entre Belo Monte e empreendimentos alternativos: impactos ambientais e competitividade econômica

    O estudo analisa os condicionantes ambientais e econômicos da UHE de Belo Monte em comparaçao com todas as outras possibilidades de geraçao de energia elétrica, concluindo que: Belo Monte é a melhor opçao ambiental, econômica e de planejamento da expansão da matriz elétrica brasileira.
    ISBN: 978-85-93305-14-6

    (Publicado em junho de 2011)

  • TDSE34 Nivalde J. de Castro, Roberto Brandão e Luiz Ozório O Desempenho financeiro das distribuidoras de energia elétrica e o processo de revisão tarifária periódica

    O terceiro ciclo de revisão tarifária elaborado pela Aneel, processo que define e fixa os parâmetros dos quais dependem essencialmente a lucratividade das distribuidoras nos quatro anos subsequentes, gerou polêmica no setor elétrico, pois teve como resultante a redução das margens das distribuidoras ao pretender beneficiar o consumidor com a modicidade tarifária. As distribuidoras, por sua vez, têm questionado e resistido, com o argumento de que as novas tarifas serão um desestímulo ao investimento e consequentemente uma ameaça à qualidade do serviço prestado. Sendo assim, o estudo pretende avaliar a decisão da Aneel e os possíveis impactos que gerará a revisão tarifária para a saúde financeira das empresas e a na dinâmica de fusões e aquisições do setor.

    (Publicado em maio de 2011)

     

  • TDSE33 Nivalde José de Castro e Roberto Brandão Causas, consequências e busca de soluções para os atrasos em projetos de novos empreendimentos de geração

    O TDSE 33 trata dos atrasos em projetos de novos empreendimentos de geração. O texto ressalta que problemas nos projetos de geração já contratados têm causas diversas, como incapacidade de obter o licenciamento ambiental, problemas na conexão à rede elétrica, falta de capacidade financeira do empreendedor e até a inexperiência de novos agentes com a atividade de geração de energia elétrica. Os atrasos nos cronogramas dos projetos provocam tanto consequências energéticas quanto financeiras. O texto também propõe soluções para estes atrasos.
    ISBN: 978-85-93305-13-9

    (Publicado em maio de 2013)

  • TDSE32 Marcel Biato e Nivalde J. de Castro Integração Regional na América do Sul e o Papel da Energia Elétrica

    ENGLISH TRANSLATION AVAILABLE

     

    A integração da América do Sul tem como objetivo maximizar a competitividade dos países envolvidos na atual economia globalizada. Dessa forma, é necessário criar as bases e estruturas materiais que permitam consolidar um espaço econômico integrado e assim, multiplicar as vantagens comparativas.  Para isso, é fundamental que os investimentos em infraestrutura sejam priorizados para que seja criada uma base física efetiva para a integração. O objetivo deste estudo é delimitar os desafios e sugerir linhas de ação efetivas, tendo como principal foco o papel aglutinador de oferta e demanda de energia elétrica da América do Sul.

    (Publicado em abril de 2011)

  • TDSE31 Nivalde José de Castro, Roberto Brandao, Simona Marcu e Guilherme de A. Dantas Mercados de energia em sistemas elétricos com alta participaçao de energias renováveis

    Sistemas elétricos que tem forte participaçao de geradores com uma estrutura de custos centrada em custos fixos e com custos marginais muito baixos, como hidroelétricas, parques eólicos e também centrais nucleares, tem dificuldade em desenvolver um mercado de eletricidade nos moldes dos mercados europeus. Os mercados europeus de energia estao estruturados em torno de um mercado diário de energia, onde os geradores fazem ofertas de preços por seu produto e os consumidores declaram sua demanda. Este mercado define o preço spot da energia, que serve também de referencia para os contratos futuros e os contratos bilaterais entre agentes. Mas em sistemas com grande presença de geradores com custos marginais baixos ou nulos, o preço do mercado spot perde a capacidade de sinalizaçao econômica adequada. É o que se percebeu em 2010 no mercado ibérico: a conjunçao do avanço das renováveis com a ocorrencia de um período com chuvas e ventos acima da média fez com que os preços spot fossem demasiado baixos por longos períodos. O texto aborda os fundamentos microeconômica dos mercados de energia elétrica, com especial atençao para os cados brasileiro e ibérico.

    (Publicado em março de 2011)

  • TDSE30 Antonio Dias Leite Consideraçoes Sobre Energia Elétrica no Brasil

    Trabalho em que se propoe realizar a difícil tarefa de indicar os pontos críticos que sejam realisticamente passíveis de serem resolvidos em um horizonte de vinte anos, dentro do complexo sistema elétrico brasileiro. O pesquisador aponta que o cenário brasileiro possui características únicas e em muito difere dos problemas de países centrais. O setor vive uma expressiva expansao da demanda, intrinsecamente ligado ao aumento da renda per capita da populaçao. O país também possui um quadro ímpar de abundância de fontes naturais renováveis, que pode ajudar a atenuar a dicotomia que vive o mundo entre sustentar ou acelerar o crescimento econômico ou mitigar impactos ambientais. Leite aponta como um dos pontos chaves para alcançar o equilíbrio a eficiencia energética ao longo de toda a cadeia, da geraçao ao consumo elétrico.

    (Publicado em fevereiro de 2011)

  • TDSE29 Nivalde José de Castro, Roberto Brandão e Guilherme de A. Dantas O Potencial da Bioeletricidade, a Dinâmica do Setor Sucroenergético e o Custo Estimado dos Investimentos

    Este estudo analisa entraves para a viabilização do potencial técnico da bioeletricidade e verifica como a viabilidade econômica é sensível à escala destes. Além disso, o texto examina o perfil de expansão do setor sucroenergético, fundamentado na escala de plantas, que é um elemento endógeno à dinâmica do setor sucroenergético indutor de investimentos em plantas de co-geração mais eficientes. A título de conclusão, o estudo apresenta a importância do processo de consolidação do setor sucroenergético e o aumento da escala de produção das usinas, ambos atuando como mecanismos indutores de investimentos em projetos de co-geração de bioeletricidade com maior eficiência energética.
    ISBN: 978-85-93305-12-2

    (Publicado em novembro de 2010)

  • TDSE28 Nivalde José de Castro, Roberto Brandão, Simona Marcu e Guilherme de A. Dantas Market design in electric systems with high renewables penetration

    O aumento da participação da geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis em setores elétricos tradicionalmente térmicos vem resultando em relevantes distorções nos mercados de energia. Trata-se de um fenômeno derivado do reduzido custo marginal das fontes renováveis que acaba por resultar em preços de mercado extremamente reduzidos nos momentos em que ocorre uma considerável geração destas fontes. Como consequência, a economicidade das usinas termoelétricas movidas a combustíveis fósseis existentes passa a ser ameaçada e, ao mesmo tempo, não existem incentivos para investimentos em novas usinas termoelétricas. Neste sentido, este texto trata do funcionamento dos mercados de energia elétrica com grande participação de renováveis com ênfase na experiência europeia.
    ISBN: 978-85-93305-11-5

    (Publicado em setembro de 2010)

  • TDSE27 Nivalde José de Castro, Rubens Rosental e Victor Klagsbrunn Perspectivas e Desafios Econômicos e Políticos da Integraçao Energética na América do Sul e o papel das empresas estatais

    O TDSE 27 levanta a ideia de que a integração energética de nossa região deve estar orientada para as reais necessidades de nossas sociedades, permitindo expandir os nossos processos de produção e de consumo das famílias. Trata-se de um processo que objetiva estimular e garantir a expansão da produção, do emprego e diversificar o consumo por parte das parcelas mais amplas de nossas sociedades. Assim, o texto de discussão tem como base que o consumo de energia elétrica é consequência do crescimento econômico-social que coloca a exigência de maior disponibilidade de energia. Por outro lado, a maior disponibilidade de energia elétrica abre o caminho para mais crescimento e desenvolvimento econômicos, especialmente do setor industrial.
    ISBN: 978-85-93305-10-8

    (Publicado em novembro de 2010)

Página 3 de 5