sexta, 24 de maio de 2019

Visão 2013

29 Outubro 2018

GESEL na mídia: Medidas do governo reforçam tendência de aumento de tarifas, afirma Nivalde de Castro

A dois meses do fim do governo Michel Temer, o MME decidiu propor medidas polêmicas que podem trazer custo de R$ 4,8 bilhões aos consumidores de energia e aumento de quase 3% na conta de luz, segundo a Associação Brasileira de Grandes Consumidores de Energia (Abrace). Entre as ações propostas está o acionamento de usinas térmicas a gás, que hoje estão paradas devido ao custo fixo elevado, e a realização de um leilão para contratação de térmicas na modalidade de reserva, sob a justificativa de elevar a segurança do sistema. O governo também aprovou uma resolução que dobrou o preço da energia da usina nuclear de Angra 3, cujas obras foram interrompidas após o envolvimento de empreiteiras em denúncias de corrupção. O coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel) da UFRJ, Nivalde de Castro, alerta para o custo das medidas. “É um grupo de medidas que reforça a tendência de aumento de tarifas para os consumidores”, afirmou. “Por que essa ansiedade para fazer um leilão para contratar térmicas agora, se todo o planejamento do setor é de longo prazo?” No caso do leilão das térmicas, serão R$ 2 bilhões por ano a cada 1 mil MWs contratados, diz a Abrace. (O Estado de São Paulo – 29.10.2018)

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo: