sábado, 15 de dezembro de 2018

Visão 2013

25 Outubro 2018

GESEL na mídia: Contratar apenas usinas flexíveis é polêmico e elevará custo do gás, afirma Nivalde de Castro

O MME lançou mais uma consulta pública com curto período para contribuições, desta vez para viabilizar um modelo diferente de leilão de energia de reserva. O certame, previsto para o primeiro semestre de 2019, vai viabilizar a polêmica contratação de termelétricas a gás natural na região Nordeste do país. A proposta colocada em consulta se baseia em uma nota técnica preparada pela EPE que indica a necessidade de instalação de 13 GW de potência, sendo 12 GW em usinas flexíveis. A proposta de contratação apenas de técnicas "flexíveis" é polêmica. "A usina não consegue um contrato de gás a um preço barato, por ser totalmente flexível", disse o professor Nivalde de Castro, coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel), da UFRJ. Segundo ele, como não há previsão sobre a quantidade de energia que será despachada, o custo do gás fica elevado nesses contratos. (Valor Econômico – 25.10.2018)

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo: