quarta, 20 de setembro de 2017

Visão 2013

Projetos de Pesquisa P&D Lista dos projetos em andamento ou já realizados e seus escopos

Abaixo, um portfolio com os projetos. Ao lado, as linhas de pesquisa em que o grupo atua.

 

LIGHT - Aspectos regulatórios relacionados a perdas não técnicas em Áreas com Severas Restrições Operativas

O Projeto de P&D tem como objetivo central o desenvolvimento de uma nova metodologia regulatória inovadora para as distribuidoras de energia lidarem com Áreas com Severas Restrições Operativas (ARSOs) com altas perdas não técnicas. O foco do trabalho será centrado em quatro vetores analíticos: 1) tratamento regulatório para ARSOs (compromissos com redução de perdas, qualidade do suprimento, universalidade, limitação do fornecimento, etc.), onde o poder público tem pouca ou nenhuma presença, sobretudo quando a concessionária é empresa privada; 2) papel de estruturas tarifárias diferenciadas nas experiências de combates, mitigação e redução a perdas em ARSOs; 3) distribuição de riscos e resultados associados às perdas não técnicas; 4) limites de riscos econômicos para as perdas e para os indicadores de qualidade da Distribuidora considerando as ARSOs. 

Para ter acesso aos eventos e documentos relacionados a esta pesquisa, clique aqui.

Contratante: Light/P&D da Aneel 
Período: Julho 2016 - Julho 2018

 

EDP - "Avaliação do Programa de P&D da Aneel de 2008-2015: Formulação de Propostas de Aprimoramento"

O projeto tem como objetivo central estruturar uma nova avaliação formal do Programa de P&D da Aneel após 2008 e estudar e propor inovações que venham a contribuir para o aprimoramento deste importante Programa. O projeto irá avaliar: a) Os impactos qualitativos, econômicos e tecnológicos do Programa de P&D Aneel sobre o SEB; b) Os impactos do Programa sobre o setor acadêmico; c) Os impactos do Programa na oferta de bens e serviços para o setor elétrico; d) Avaliação preliminar do potencial de geração de valor total do Programa; e) Identificar melhores práticas globais (regulatórias e políticas) para otimizar geração de valor (custo efetividade) de programas de inovação; f) Propor recomendações e sugestões aplicáveis para o aumento da custo-efetividade do programa de P&D e inovação através da regulação e políticas públicas; g) Treinar as empresas de energia elétrica nos métodos e processos de Gestão do Processo de Inovação. O projeto tem financiamento da EDP (empresa proponente), AES, CPFL e ENERGISA.

Para ter acesso aos eventos e documentos relacionados a esta pesquisa, clique aqui.

Contratante: EDP/P&D da Aneel 
Período: Julho 2016 - Julho 2018

 

ENERGISA - "Impacto dos Recursos Energéticos Distribuídos sobre o Setor de Distribuição"

O projeto tem como objetivo geral identificar, sistematizar e formular propostas de ajustes e inovações regulatórios mais eficientes para viabilizar a difusão em larga escala dos Recursos Energéticos Distribuídos sem causar impactos financeiros negativos para as Distribuidoras e para os Consumidores. Nesta perspectiva, são objetivos específicos do trabalho a) Examinar as perspectivas de disseminação destas tecnologias no sistema elétrico brasileiro ao longo dos próximos 20 anos; b) Mensurar os impactos econômicos, em custos adicionais e eventuais reduções de receitas, destas tecnologias sobre as distribuidoras; c) Identificar os mecanismos regulatórios que estão sendo adotados em outros países; d) Analisar e simular adequação de mecanismos regulatórios à realidade brasileira; e) Quantificar os impactos das inovações regulatórias sobre o faturamento e custos da Distribuidora; f) Validar os resultados com o marco regulatório e agentes econômicos do setor elétrico brasileiro.

Para ter acesso aos eventos e documentos relacionados a esta pesquisa, clique aqui.

Contratante: ENERGISA/P&D da Aneel
Período: Junho 2016 - Junho 2018

 

ENEVA - Regulação Econômica da Geração Termoelétrica: formas de contratação e metodologia de cálculo do custo de operação

O projeto tem como objetivo fundamentar propostas de inovações regulatórias com o objetivo central de dar mais eficiência econômica aos contratos de longo prazo para geração termoelétrica no Brasil, sobretudo no Mercado Regulado. O estudo do tipo P&D Inovação regulatória pretende dar contribuição relevante e efetiva na formatação dos contratos de geração térmica. Pretende-se reduzir o risco econômico-financeiro da contratação para os consumidores e investidores e, por consequência, aumentar a aderência entre a Regulação Econômica e as características técnicas e operação real de usinas termoelétricas objetivando, em última instância buscar o realismo tarifário.

Para ter acesso aos eventos e documentos relacionados a esta pesquisa, clique aqui.

Contratante: ENEVA/P&D da Aneel 
Período: Dezembro 2015 - Junho 2017

  

CPFL - "Índice de Sustentabilidade Econômico-Financeira das Distribuidoras de Energia Elétrica"

Desenvolvimento de proposta de uma metodologia para avaliação de situação e posição econômico-financeira de empresas concessionárias de distribuição de energia elétrica. O objetivo geral e central é contribuir para o desenvolvimento, implementação e acompanhamento do desempenho econômico e financeiro das distribuidoras de energia elétrica que atuam no Brasil, através de Índice de Sustentabilidade Financeira – ISF- a ser definido pela ANEEL.

Para ter acesso aos eventos e documentos relacionados a esta pesquisa, clique aqui.

Contratante: CPFL/P&D da Aneel
Período: Julho 2015 - Julho 2017

 

EDP - “Avaliação de Políticas e Ações de Incentivo às Inovações Tecnológicas no Setor Elétrico: análise da experiência internacional e propostas para o Brasil”

O objetivo geral do projeto foi avaliar e propor políticas tecnológicas para o setor elétrico brasileiro que sejam eficientes e custo-efetivas. Vinculado a este objetivo geral e que deu maior credibilidade, capacidade analítica e resultados concretos ao projeto de P&D ANEEL-EDP pretendeu-se criar fórum permanente de debate sobre o tema entre a equipe de pesquisa com representantes do marco institucional: ANEEL, BNDES, FINEP, EPE, ONS, MME e MCTI. Nesta dinâmica esteve incluída visita técnica composta por pesquisadores da equipe do P&D e de representantes do marco institucional do SEB às instituições mais significativas dos países selecionados, em especial às agencias reguladoras dos países selecionados. 
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (8) 
Acesse o livro "Políticas Públicas Para Redes Inteligentes", publicado ao fim do projeto

Para ter acesso aos eventos e documentos relacionados a esta pesquisa, clique aqui.

Contratante: EDP/P&D da Aneel
Período: Junho 2015 - Setembro 2016

 

Projetos Concluídos   

 

CPFL -“A Energia na Cidade do Futuro”

O projeto visou estabelecer as diretrizes e parâmetros tecnológicos, regulatórios e econômicos que irão orientar a construção da "Cidade do Futuro". Tendo como foco analítico nove vetores estratégicos. Projeto desenvolvido sob a égide do Programa de P&D da ANEEL- agencia reguladora do setor elétrico brasileiro. 
Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (1) Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (6) 
Visite o site do projeto. Acesse os livros publicados ao fim do projeto.
Acesse o Relatório 1. Novos Paradigmas de Consumo. Acesse o Relatório 2. Matriz Elétrica Brasileira – Fontes Renováveis. Acesse o Relatório 3. Matriz Elétrica Brasileira – Fontes Não-Renováveis. Acesse o Relatório 4. Mobilidade Elétrica. Acesse o Relatório 5. Distribuição Inteligente. Acesse o Relatório 6. Ambiente Estratégico de Negócios. Acesse o Relatório 7. Tendências Comerciais do Setor Elétrico. Acesse o Relatório 8. Economia de Baixo Carbono. Acesse o Relatório 9. Tendências Regulatórias. Acesse o Relatório Final.

Contratante: CPFL/P&D da Aneel
Período: Abril 2013 - Abril 2015

 

CPFL - "Panorama e Análise Comparativa da Tarifa de Energia Elétrica do Brasil Com Tarifas Praticadas em Países Selecionados, Considerando a Influência do Modelo Institucional Vigente"

Realização de consistente análise comparativa das tarifas de energia elétrica a nível internacional, sistematizando diagnóstico das principais causas que levam às discrepâncias entre as tarifas praticadas em diversos países. Neste sentido, o projeto irá fornecer os elementos explicativos sobre as reais causas e razões que diferenciam as tarifas pagas pelo consumidor final no Brasil com a tarifa paga em outros países com o duplo objetivo de 1) Eliminar o espaço para conclusões e comparações indevidas; e 2) Fornecer e sistematizar elementos inovadores de caráter regulatório para contribuir ao aprimoramento do processo de modicidade tarifária do Brasil. Com vistas a ser possível atingir o objetivo central deste projeto, foram estabelecidos como objetivos específicos a análise minuciosa das seguintes questões para cada um dos países a ser selecionado: As modalidades tarifárias adotadas; A estrutura tarifária utilizada; Agente responsável pela definição da estrutura tarifária; Agente responsável pela fixação das tarifas; Características da indústria elétrica (modelo verticalizado ou desverticalizado?); Existência de consumidores livres; Estrutura dos impostos (e encargos) e como eles incidem sobre as tarifas; Subsídios a consumidores finais ou à compra combustíveis para geração; Características específicas do marco regulatório; Composição da matriz elétrica; Oferta de insumos primários; Custo da transmissão; Grau de eletrificação (percentual de atendimento da população urbana, rural densidade de clientes) e necessidade de incorporação de novos usuários; Grau de industrialização do país e a sua política industrial; Existência de tarifas regionais e qual a heterogeneidade das regiões; Presença de empresas públicas e privadas; Critérios contábeis.
Acesse o livro "As Tarifas de Energia Elétrica no Brasil e em Outros Países: o Porquê das Diferenças", publicado ao fim do projeto.

Contratante: CPFL/P&D da Aneel
Período: Abril 2014 - Julho 2015

 

ITAIPU - "Análise comparativa das experiências de Aproveitamentos Hidroelétricos Binacionais"

Descrição: O objetivo desta pesquisa é examinar as características e dificuldades da integração elétrica de projetos de geração hidrelétrica binacionais principalmente sob o ponto de vista econômico-financeiro a fim de levantar subsídios para o governo brasileiro se posicionar quando do fim do pagamento do financiamento de Itaipu em 2023, conforme estabelecido no Anexo C do Tratado Internacional de constituição da UHE Binacional.

Contratante: Itaipu
Período: Abril 2014 - Maio 2016

 

ELETROBRAS - Análise de Informações Econômico-Financeiras das Empresas de Energia Elétrica

Analisou a evolução da estratégia empresarial das empresas do setor elétrico brasileiro desde 1999, seus aspectos societários, mercadológicos, operacionais, planos de investimentos, indicadores de produtividade e eficiência e principalmente análise de fluxo de caixa.

Contratante: Eletrobras
Período: 1997 - 2013

 

CSN - Cenários e alternativas de suprimento de energia elétrica no plano de expansão da CSN

A partir da definição de cenários para matriz de energia elétrica, analisou as opções e definiu as melhores alternativas de suprimento para o consumo adicional de energia elétrica da CSN. Um parâmetro estratégico foi a conciliação da redução dos custos da energia com a mitigação dos riscos de abastecimento concomitantemente a opção por estratégias sustentáveis em termos ambientais. As alternativas estudadas incluíram investimento em ativos, seja de co-geração de eletricidade ou em novos empreendimentos de geração, e em mecanismos contratuais para mitigar riscos relacionados à volatilidade dos preços da energia elétrica.

Contratante: CSN
Período: 2010 - 2012

 

PROJETO SOLAR - Arranjos técnicos e comerciais para inserção da geração solar fotovoltaica na matriz energética brasileira com instalação de planta solar na Arena Itaquerão

Projeto de P&D Estratégico para atendimento da Chamada pública nº 013/2011 da ANEEL. O Projeto se caracteriza por duas linhas de desenvolvimento bastante distintas e com algum grau de independência entre si, sendo (i) Metodológica e conceitual com foco em arranjos técnicos e comerciais e (ii) Tecnológica, no âmbito da qual será construída uma central solar no estádio de futebol do Corinthians, popularmente conhecido como Itaquerão . Como objetivos, pode-se citar : (i) Ajustes na regulação para viabilizar a inserção da geração solar fotovoltaica, a partir de análise comparativa focando a regulamentação vigente x regulamentação desejável ( remoção de obstáculos ), contemplando incentivos fiscais e regulatórios avaliando no detalhe GD e micro geração, com utilização de smart-grid , regras de conexão elétrica e Leilões de Expansão e de Reserva; (ii) Metodologia e software associado, para análise econômico e financeira detalhada de Projetos de Geração Solar Fotovoltaica, com sinalização da evolução de custos; (iii) Definição de políticas específicas para estímulo do desenvolvimento da indústria nacional relacionada à geração solar fotovoltaica; (iv) Avaliação do desempenho das tecnologias existentes conceitualmente e na prática (pequenos módulos no site da futura central), bem como estabelecer o modelo mais adequado para inserção na matriz energética; (v) Análise da complementaridade entre energia solar e eólica. Em particular, focando o conceito de mini redes elétricas, para aplicação em Sistemas Isolados (redução CCC). 

Contratante: AES Eletropaulo
Período: 2012 - 2013

 

UNICA - Benefícios Econômicos da Bioeletricidade Sucroenergética

Mensurou os benefícios econômicos da produção de bioeletricidade para o sistema elétrica brasileiro, mostrando que esta fonte de energia não está sendo precificada de forma adequada. 

Contratante: UNICA
Período: 2009 - 2009